Topo

Digão se desculpa com torcida do Fluminense e lembra 2009: "Não abandonem"

Do UOL, no Rio de Janeiro

02/09/2019 22h41

O Fluminense perdeu por 1 a 0 para o Avaí no Maracanã e se afundou de vez no Campeonato Brasileiro. Com 12 pontos, o Tricolor agora está a seis pontos do Cruzeiro, primeira equipe fora da zona do rebaixamento. Na saída de campo, o zagueiro Digão lembrou 2009, quando o Flu, com 99% de chances de rebaixamento, se livrou do descenso.

"Eu lembro que eu 2009 eu estava aqui naquela arrancada. Ninguém acreditava na gente. Eles provaram que a torcida faz a diferença. Espero que não nos abandonem", declarou.

O capitão tricolor resumiu o sentimento de tristeza e pediu desculpas ao torcedor.

"O sentimento é de frustração total. A torcida está no direito de reclamar, comparecer contra o Corinthians e não conseguimos classificar. Jogando em casa a gente não pode deixar acontecer. É um campeonato muito difícil, temos que fazer o gol o mais rápido possível. Eles vêm aqui com proposta de jogar por uma bola, contra-ataque", disse.

Digão desabafou sobre o momento vivido pelo clube. O zagueiro disse que a torcida tem direito de cobrar e protestar.

"Não vamos baixar a guarda, o campeonato continua. Vamos trabalhar para tirar o Fluminense dessa situação. Time grande é assim, a cobrança vem. Mas a gente não vai desistir. Espero que a torcida continue do nosso lado. Só pedir desculpas a eles. Vêm nos apoiando e não estamos retribuindo", finalizou.