Topo

UOL Esporte vê TV


PC Oliveira vê "erro crasso" em gol do Santos, mas inocenta VAR

Henrique Almeida, jogador do Chapecoense, disputa lance com Victor Ferraz, jogador do Santos, durante partida pelo Campeonato Brasileiro - Ricardo Luis Artifon/AGIF
Henrique Almeida, jogador do Chapecoense, disputa lance com Victor Ferraz, jogador do Santos, durante partida pelo Campeonato Brasileiro Imagem: Ricardo Luis Artifon/AGIF

Do UOL, em São Paulo

31/08/2019 21h55

O gol da vitória do Santos sobre a Chapecoense, em confronto válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, para Paulo Cesar de Oliveira, contou com um 'erro crasso' de arbitragem.

Na Central do Apito, o comentarista do Grupo Globo afirmou que, na origem da jogada, Victor Ferraz recebe a bola em impedimento, não assinalado pela arbitragem. No entanto, como a Chape conseguiu retomar a bola, o árbitro de vídeo não pôde interferir.

"Erro crasso do assistente. No momento do passe, o Victor Ferraz estava claramente em impedimento e o assistente deu sequência no jogo. Por que ele não levantou depois a bandeira depois que saiu o gol? Porque a Chapecoense recuperou a posse da bola (o que configura uma nova jogada). Na sequência, o Santos retoma a posse da bola e sai o gol", falou PC.

"O árbitro de vídeo tem de checar desde o início da fase de ataque e ele não pôde interferir nesse gol porque a Chapecoense teve a posse da bola (e depois a perdeu) por erro do assistente número 2 que não deu um impedimento claro", completou.

Com a vitória, o Santos reassume, momentaneamente, a liderança do Brasileirão, com 36 pontos. Na rodada, apenas o Flamengo pode assumir a ponta, caso vença o Palmeiras neste domingo, às 16h.