PUBLICIDADE
Topo

Sampaoli esperava dificuldade em Chapecó e não se empolga com liderança

Eder Traskini

Colaboração para o UOL, em Santos

31/08/2019 21h49

O técnico Jorge Sampaoli não se empolgou com a liderança provisória do Campeonato Brasileiro conquistada pelo Santos após a vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense, na noite de hoje, na Arena Condá. O Peixe teve dificuldades para vencer a equipe catarinense, mas nada que o argentino não esperasse encontrar pela frente.

O comandante santista sabia da dificuldade de enfrentar a Chapecoense atuando em Santa Catarina, comemorou o resultado, mas alertou que o Peixe precisa seguir melhorando para encontrar o estilo que busca desde o início da temporada. No duelo contra os catarinenses, o Peixe passou longe de atuar como vem fazendo durante o ano.

"Não esperava um jogo fácil. Não existe isso contra uma equipe que joga com muito sentimento como a Chapecoense aqui, com muita energia e dificultando o jogo para qualquer equipe que vem aqui. É pensar na próxima partida, sabendo que precisamos melhorar muito e seguir tentando encontrar o estilo que buscamos a cada jogo e isso levará um pouco de tempo. Temos que tentar, coletivamente, nos comprometer com a ideia. Assim, teremos mais possibilidades de competir com aqueles que tiveram possibilidade de contratar figuras de grande nível", disse Sampaoli em entrevista coletiva.

Os três pontos conquistados em Santa Catarina levaram o Peixe à liderança provisória do torneio nacional, com 36 pontos. Agora, o Santos precisa torcer para que o Flamengo não vença o Palmeiras amanhã, às 16h, no Maracanã, para terminar a rodada na ponta da tabela. Independente disso, Sampaoli não se empolgou em dormir no topo da tabela.

"A liderança momentânea é uma emoção que dura pouco. O importante é que a equipe está entusiasmada para lutar por um torneio muito difícil, com grandes equipes", opinou o argentino.

O Santos volta a campo somente no próximo domingo, às 16h, para enfrentar o Athletico-PR, na Vila Belmiro. O Peixe fecha o turno em um confronto direto contra o próprio Flamengo, no sábado dia 14, às 11h, no Maracanã.

Santos