Topo

Com Diniz pressionado, diretoria do Fluminense estuda futuro do técnico

Fernando Diniz em ação durante treino do Fluminense; treinador está pressionado no clube - Lucas Merçon/Fluminense FC
Fernando Diniz em ação durante treino do Fluminense; treinador está pressionado no clube Imagem: Lucas Merçon/Fluminense FC

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

19/08/2019 04h00

A derrota para o CSA no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro, ainda ecoa nos corredores das Laranjeiras, e o técnico Fernando Diniz está mais pressionado do que nunca. Ao mesmo tempo em que tem o nome contestado internamente, o treinador busca reorganizar o ambiente para o primeiro duelo com o Corinthians, quinta-feira, pelas quartas de final da Copa Sul-Americana.

Segundo o UOL Esporte apurou, há uma parte da cúpula tricolor que acredita que o trabalho de Diniz não mostra evolução e dá indícios de esgotamento. Porém, a situação ainda é estudada com cuidado. São colocados na balança os prós e contras de uma demissão neste momento da temporada.

Ontem (18) à noite houve uma conversa entre membros da diretoria para discutir o assunto. Anteriormente, alguns nomes chegaram a ser levantados para o caso de uma demissão de Diniz. Foram lembrados Abel Braga, que esteve no Flamengo neste ano e tem boa relação com Celso Barros, Dorival, que treinou o Fluminense em 2013, e Mano Menezes, que deixou o Cruzeiro há pouco tempo. Nenhum deles, porém, já recebeu algum tipo de contato por parte do clube.

No começo da semana passada, em entrevista coletiva, o vice-geral Celso Barros, que é nome forte do Futebol do Fluminense, fez cobranças a Diniz, dizendo que não basta para o time apenas jogar bonito e que os resultados positivos têm de aparecer.

"Não conversamos com nenhum técnico. Li ontem que eu teria conversado com Mano, Dorival e Abel. Gosto muito deles. Mas não conversei com ninguém. Não vou falar que o Diniz está prestigiado. É um termo antigo. Usavam isso e demitiam no dia seguinte. O Fluminense está mal, mas o Diniz é o nosso treinador. Mas os resultados são importantes. Não tem jeito, é assim. Se pode jogar bem, mas fica difícil sem resultado", declarou Celso.

Enquanto isso, Fernando Diniz prepara o elenco para encarar o Corinthians, na Arena Corinthians, no jogo de ida das quartas de final da Sul-Americana.

"Todo jogo para gente está sendo um divisor de águas. Foi hoje e será contra o Corinthians. Para recuperar os jogadores temos que conversar e refletir. Estamos procurando melhorar o tempo todo. Estou estudando, vendo jogos de adversários. A gente treina muito, trabalha bastante para corrigir os nossos erros", disse o técnico.