Topo

Trio do Flamengo chega a Portugal e aguarda reunião com agente de Balotelli

Marcos Braz, vice do Flamengo, está em Portugal para tentar contratar Balotelli - UOL
Marcos Braz, vice do Flamengo, está em Portugal para tentar contratar Balotelli Imagem: UOL

Marcus Alves e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em Lisboa (Portugal) e São Paulo

13/08/2019 14h49

Uma força-tarefa do Flamengo já está em Portugal para tentar concluir a contratação de Balotelli para o Rubro-negro. Marcos Braz (vice de futebol), Bruno Spindel (diretor-executivo) e Marcos Motta (advogado) pousaram em Lisboa às 14h30 (hora local) e se dirigiram a um luxuoso hotel na Avenida da Liberdade, uma das principais da capital.

O clima é de cautela. O clube busca um encontro pessoal com representantes do italiano para fazer o negócio avançar.

Por ora, nenhum encontro com empresários está agendado. Mas a cúpula optou por ir para Europa e ficar em "stand by", uma vez que há pouco tempo para o acerto - até sexta-feira, data limite para inscrições na Libertadores. A ideia também é ficar mais perto dos envolvidos e um possível voo para Milão, na Itália, ou outra cidade europeia.

Clube brasileiro e astro italiano ainda não estão falando exatamente a mesma língua. O Rubro-negro carioca tenta convencer o agente de Balotelli, Mino Raiola, a reduzir pedidas salariais e de luvas. E os dirigentes acreditam que somente pessoalmente poderiam avançar na empreitada.

Mino se encontra no balneário francês de Mônaco, onde tem casa, e dialoga por telefone com os representantes do Flamengo no momento.

Raiola ainda tenta emplacar o jogador no futebol de seu país, e o clube brasileiro adotou uma postura mais agressiva para levar a melhor no final. Essa semana será decisiva para que a questão avance significativamente, visto que sexta-feira expira o prazo de inscrição para as quartas de final da Libertadores. Até esta data, o Rubro-negro tem de enviar para a Conmebol os dois jogadores que serão integrados à lista. Filipe Luís, recentemente contratado, será um deles.

Cautela e "negócio difícil"

Ainda que o embarque rumo ao continente europeu anime parte da torcida e possa sinalizar algo mais encaminhado, a diretoria mantém os pés no chão e evita euforia.

De acordo com informações do blogueiro do UOL Mauro Cezar Pereira, a ideia do Flamengo é fechar um contrato de dois a três anos de duração. A cúpula, no entanto, entende que "dobrar" o agente do Balotelli não será simples e classifica a conversa como um "negócio difícil".

Corrida contra o tempo

No sonho dos dirigentes, o "Super Mario" estaria apto ao menos para o confronto de volta contra o Internacional, dia 28 de agosto, mas este cenário não é dos mais simples. Para tanto, o namoro teria de engrenar em alta velocidade.

Após a vitória contra o Grêmio, Marcos Braz, vice de futebol do clube, disse que ainda há muitas coisas para serem amarradas até que as partes selem um compromisso."É complicado. Isso envolve cuidados. Eu não posso falar muita coisa sobre essa operação. O Flamengo tem interesse, mas não tem proposta oficial. Com calma, a gente vai ver o que vai fazer até o final da semana que vem", afirmou.

Ao mesmo tempo, Braz informou que só embarcaria para um encontro pessoal em caso de chance real de um acerto.

Mais Flamengo