Topo

Seleção Brasileira


Caso Neymar pode prejudicar a preparação da seleção? Blogueiros opinam

Do UOL, em Santos (SP)

03/06/2019 19h56

A polêmica envolvendo o atacante Neymar, acusado de estupro por uma mulher no último sábado, toma conta do dia a dia da seleção brasileira. Até mesmo a coletiva concedida pelo técnico Tite na manhã de hoje teve o jogador do PSG como assunto principal.

Mas será que a preparação da seleção brasileira para a Copa América será afetada por conta dessa situação? Veja, em vídeo (acima) e texto (abaixo), o que os blogueiros do UOL Esporte pensam sobre o assunto:

ANDRÉ ROCHA

Pode, se o gerenciamento de crise for conduzido da mesma forma lamentável que o "staff" do jogador atuou, com a veiculação daquele vídeo do Neymar expondo o que não deveria. Sabendo levar a comunicação para o jogo, para a preparação da seleção e esta mostrar desempenho já no primeiro amistoso, o caso fica sendo problema apenas do atleta e de seus advogados.

BOLÍVIA

É só transferir a situação para o seu ambiente de trabalho: caso o funcionário mais famoso e bem pago agride uma pessoa, tem seu cargo na empresa ameaçado e logo depois é acusado de estupro, é claro que o problema acaba atingindo o grupo todo. Isso não quer dizer que o título dependa exclusivamente do ambiente. Já vimos times meia-boca serem campeões por terem um grupo unido e um clima positivo. E também vimos elencos rachados ganharem por sua qualidade técnica. Mas é fato que a polícia na Granja Comary causa uma sensação ruim em toda a delegação. Quem vai determinar se o jogador é culpado ou inocente é a Justiça. Mas se fosse eu o treinador, teria cortado o Neymar para que ele cuide de seus problemas pessoais gigantescos e deixe a seleção para quem está em condições físicas e emocionais de defendê-la em 100%.

JUCA KFOURI

Se os acontecimentos que cercam o Neymar vão fazer mal à seleção, eu não sei. Bem, eu sei que vão fazer porque, evidentemente, está aí mais uma carga na imagem dele que já não era uma imagem simpática nos últimos tempos. Agora, a gente sabe como é que o torcedor costuma se comportar. Independentemente da acusação que pesa sobre o Neymar, se a seleção jogar mal ela será vaiada no Morumbi, em Itaquera, em Salvador, em Brasília, onde quer que a seleção jogue. Se a seleção jogar bem, será aplaudida, se o Neymar sair fazendo gols, será aplaudido. Agora, que a imagem dele parece absolutamente prejudicada e nem que ele faça cinco gols por jogos essa imagem vai melhorar a ponto de ele ser aceito como um ídolo, me parece muito claro. O Neymar fez a escolha de ser popstar. Está pagando o preço disso, de ser um cara mal formado, mal assessorado, e de meter o pé pelas mãos em quase tudo que faz. É o Pobre Menino Rico. (LEIA MAIS)

Lucas Figueiredo/CBF
Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

JULIO GOMES

Sem dúvida. O foco fica distorcido. O que não sei é se o Brasil precisa da preparação ideal pra ganhar essa Copa América. Talvez ganhe, APESAR de Neymar e o caminhão de pepinos e distrações que ele traz junto. (LEIA MAIS)

MAURO CEZAR

Pode e deve prejudicar, até porque não será fácil Neymar se concentrar nos jogos como seria em condições normais. O problema é grave e a seleção brasileira chega a parecer refém do jogador em determinados momentos.

MENON

Pode atrapalhar, sim. Ele pode ser chamado a depor. Precisa estar em contato com seus advogados. E ninguém ainda sabe os desdobramentos que poderão ocorrer. Na Copa América de 2015, Neymar mostrou-se muito abalado com acusações de sonegação fiscal. Na Olimpíada de 2016, brigou com um torcedor, após o título. E agora, em Paris, agrediu um torcedor que o provocou. Agora, a pressão é maior. Quem garante que resistirá? (LEIA MAIS)

PERRONE

Pode prejudicar se a cabeça do Neymar não estiver legal e afetar seu rendimento. Outro ponto é que o assunto deve contaminar a maioria das entrevistas dos integrantes da seleção. A imprensa irá perguntar sobre isso o tempo inteiro. Alguns podem se incomodar, alguma resposta pode gerar atritos. Enfim, essa contaminação não é salutar para a seleção brasileira.

PVC

Eu acho que o caso Neymar já prejudicou a seleção. Se você passar um dia com um olho no treino e outro olho na porta para ver se chegou o carro da Polícia, já prejudicou. Se você faz 27 perguntas para o Tite, e 20 são sobre o caso Neymar, já prejudicou. Para o trabalho da seleção, é muito melhor conseguir manter o Neymar, mas vai dar trabalho. Por que é importante manter o Neymar? Porque você não corre o risco de fazer a mesma transposição de uma geração para a outra sem o craque para a salvação. O Neymar é o craque do time. É melhor ter o cara em campo. Seria melhor se a gente tivesse o Adriano passando o bastão para o Neymar, o Kaká, mas isso não aconteceu por causa das desistências do Adriano e do Ronaldinho e do envelhecimento precoce do Kaká. Então quando o Neymar chegou na seleção, ele se sentiu o Rei, e isso fez mal para ele. Agora, é melhor você ter o Neymar passando esse bastão para o Arthur, para o Paquetá, para o Vinicius Júnior, muito melhor. Mas dá para fazer isso? Acho que ainda dá para tentar mais três, quatro, cinco dias, entender o tamanho do caso, quando isso vai passar, quanto vai ter que tirar o Neymar da concentração para levar para depoimentos, e tentar fazer. Mas atrapalhar, já atrapalhou. Aliás, o Neymar está se atrapalhando, porque tudo que a gente quer é falar do Neymar jogando. Van Dijk pode ser o melhor do mundo esse ano. Qual foi o único jogador que, indiscutivelmente, levou vantagem sobre o Van Dijk? O Neymar. Não deu um drible, mas levou vantagem. E a gente não consegue falar disso. Só fala do Neymar com a namorada, no Carnaval, dando soco no rosto do torcedor, acusado de estupro... E o Neymar, quando jogou, jogou bem. (LEIA MAIS)

Mais Seleção Brasileira