PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras 'bombardeia' Santos, mas 'sorte' e Éverson seguram empate

Do UOL, em São Paulo

23/02/2019 20h52

Melhores equipes do Campeonato Paulista até aqui, Palmeiras e Santos se enfrentaram na noite de hoje, mas não saíram do empate por 0 a 0. O clássico, realizado no Allianz Parque, foi intenso, nervoso e com lances polêmicos. E apresentou dois desenhos bem definidos: os visitantes ficaram mais com a bola, mas pouco ameaçaram. Já os donos da casa foram mais agudos no ataque, mas pararam nas defesas do goleiro Éverson ou na 'sorte' que ajudou os santistas em lances capitais.

O Alviverde teve as melhores chances de sair com a vitória. E não foram poucas. Ainda no primeiro tempo, o atacante Borja teve grande chance de balançar as redes ao aparecer sozinho na área, mas errou carrinho e perdeu o gol. Depois, Copete em cima da linha, Éverson e a trave evitaram que os mandantes abrissem o placar. O Clássico da Saudade ainda proporcionou o reencontro entre Luiz Felipe Scolari e Jorge Sampaoli - os técnicos se enfrentaram na Copa do Mundo de 2014, na partida entre Brasil e Chile.

Enquanto a equipe de Felipão dá sequência ao Paulistão e enfrenta o Ituano na próxima quarta-feira (27) também em seu estádio, o Peixe vira as atenções para a Copa Sul-Americana. O clube decide o futuro na competição na terça (26), no Pacaembu, contra o River Plate-URU. O jogo de ida terminou em empate por 0 a 0.

MAURO BETING COMENTA O EMPATE NO ALLIANZ PARQUE

UOL Esporte

Os melhores: Jean Lucas e Éverson

O volante foi uma grata surpresa nesta noite. Escalado no lugar do suspenso Alison, Jean Lucas dominou o meio-campo quando o Santos tinha a bola e deu trabalho aos marcadores palmeirenses com dribles secos e bons passes. No começo da etapa final, apresentou-se na entrada da área e chutou colocado. O lance acabou com um pedido de pênalti pelos visitantes por mão de Gustavo Gómez. Outro que merece destaque pelas defesas foi o goleiro Éverson, que evitou mais de uma vez que o rival chegasse à vitória.

O pior: Borja

Borja, em clássico contra o Santos no Paulistão 2019 - Ale Cabral/AGIF - Ale Cabral/AGIF
Borja perdeu chances e ainda cometeu falta dura no goleiro santista Everson
Imagem: Ale Cabral/AGIF

O atacante não vive boa fase. E, quando ela não é boa, nem a sorte não ajuda. Além de estar em posição de impedimento mais de uma vez no primeiro tempo, perdeu a grande chance do período. O colombiano tentou completar cruzamento de Victor Luis, mas errou e desperdiçou a oportunidade livre de marcação e já com o goleiro vencido.

Sampaoli poupa titulares

Sem Alison, suspenso, Jorge Sampaoli preferiu escalar um time misto no clássico de hoje, já que resolve a vida na Copa Sul-Americana na próxima terça, quando recebe o River Plate-URU. Entre os atletas do time titular que ficaram fora dos 11 iniciais estavam Vanderlei, Victor Ferraz, Jean Mota, Carlos Sánchez e Soteldo.

Travado e com muito estudo, jogo começa morno

Esperava-se bastante das duas melhores equipes do Campeonato Paulista até aqui. O que se viu quase até os 30 minutos, porém, foi um jogo travado, de muito estudo e morno. Enquanto os comandados de Felipão tentavam lançamentos longos, o Peixe trocava passes e via um Palmeiras bem postado.

A primeira chance de maior perigo saiu dos pés de Thiago Santos, que pegou sobra e obrigou Éverson a fazer bonita defesa. Depois, as equipes se soltaram e fizeram jogo mais animado.

Confusão rende cartão a Jean Lucas

Os times "acordaram" para a partida e até confusão rolou. O volante santista desarmou o palmeirense, a bola ficou com Moisés, mas o clima esquentou. Thiago Santos e Jean Lucas se estranharam, foram separados pelos companheiros e o camisa 30 do Peixe acabou advertido com cartão amarelo. Na confusão, Gustavo Henrique acertou um tapa em Moisés, mas o lance passou batido para a arbitragem.

Como assim, Borja?

A grande chance do primeiro tempo surgiu para Borja. E ele desperdiçou. Dudu recebeu passe pela esquerda e acionou Victor Luis. O lateral chegou com velocidade, cruzou rasteiro e a bola ficou limpa para o atacante. Com o goleiro rival já vendido no lance, o colombiano errou o carrinho embaixo da trave, que saiu fraco, e Gustavo Henrique pôde afastar a tempo de evitar o pior.

Santos pede pênalti, mas árbitro ignora

Jean Lucas recebeu passe na entrada da área e chutou colocado. A bola pegou em Gómez, que tentou travar o bate, e os santistas reclamaram pênalti - no lance, a bola acabou batendo no braço do zagueiro, mas o árbitro Flávio Rodrigues de Souza mandou seguir.

Weverton daqui, Éverson de lá

O goleiro do Palmeiras salvou o Palmeiras em chegada pela direita. Rodrygo rolou para Matheus Ribeiro, que chutou forte e viu Weverton espalmar com muito reflexo. A defesa, porém, só não foi melhor que a de Éverson, um minuto depois. Depois de cruzamento de Felipe Pires, Dudu cabeceou forte, mas parou no santista. Éverson evitou o gol praticamente em cima da linha em uma grande defesa.

Palmeiras é superior no 2º tempo, mas bola não entra

O segundo tempo foi de domínio da equipe mandante. Pressionando o rival, o Palmeiras por pouco não chegou ao gol. Copete salvou uma bola rebatida em cima da linha. Um pouco depois, Gustavo Gómez cabeceou bem após cruzamento e Éverson fez mais uma grande defesa quase dentro do gol. A bola ainda bateu na trave e por pouco não entrou.

Palmeiras "faz" Éverson errar com os pés

Contratado justamente por saber jogar com os pés, Éverson foi pressionado nos primeiros minutos e acabou errando dois passes seguidos. Primeiro, apertado, o goleiro se livrou da bola e obrigou Gustavo Henrique a correr para pegar passe fraco na lateral do campo. Com a devolução do zagueiro, tentou lançar para Copete, mais à frente, mas a bola saiu.

Luan deixa campo machucado

Luan, zagueiro do Palmeiras, disputa lance com Cueva, meia do Santos - Ale Cabral/AGIF - Ale Cabral/AGIF
Luan foi trocado ainda aos 26 minutos do primeiro tempo do clássico no Allianz
Imagem: Ale Cabral/AGIF

Aos 25 minutos, o zagueiro disputou lance com González e caiu no gramado. Alegando muitas dores na coxa esquerda, precisou deixar o jogo. O substituto foi Antônio Carlos.

Ficha técnica

Palmeiras 0 x 0 Santos

Data: 23 de fevereiro de 2019
Horário: 19h (de Brasília)
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza
Assistentes: Alex Ang Ribeiro e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo
Cartões amarelos: Weverton, Antônio Carlos (Palmeiras); Jean Lucas, Yuri, Cueva (Santos)

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Luan (Antônio Carlos), Gustavo Gómez e Victor Luis; Thiago Santos, Moisés (Bruno Henrique) e Raphael Veiga (Ricardo Goulart); Felipe Pires, Dudu e Borja. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Santos: Éverson; Matheus Ribeiro, Felipe Aguilar, Gustavo Henrique e Copete; Diego Pituca (Carlos Sánchez), Yuri e Jean Lucas; Cueva (Orinho), Rodrygo e Derlis González (Jean Mota). Técnico: Jorge Sampaoli.