PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Presidente do Santos espera fechar "pacote" com 4 reforços antes da eleição

Modesto Roma tenta reeleição em pleito em dezembro deste ano, na Vila Belmiro - Luiz Fernando Menezes/Folhapress
Modesto Roma tenta reeleição em pleito em dezembro deste ano, na Vila Belmiro Imagem: Luiz Fernando Menezes/Folhapress

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

18/10/2017 04h00

O presidente Modesto Roma trabalha para fechar um “pacote” de quatro reforços para a temporada 2018 do Santos. O mandatário pretende fazer o anúncio antes das eleições em dezembro deste ano.

O dirigente, vale lembrar, precisa da aprovação do Conselho Fiscal e do Conselho Deliberativo do clube para fechar os reforços. O estatuto do clube não permite contratações ou venda de atletas nos últimos três meses de mandato do presidente em exercício sem a aprovação dos Conselhos.

A tentativa de anunciar o "pacotão" é vista como jogada política pela oposição. A atual diretoria alega, nos bastidores, que apenas pretende adiantar o planejamento de 2018. Em suas últimas entrevistas coletivas, Modesto Roma fez questão de dizer que tem algumas notícias boas para anunciar ao torcedor em breve. Uma delas o UOL Esporte já revelou: o acordo do clube com a Doyen Sports.

O atacante Robinho é o número 1 da lista de reforços da diretoria santista. O clube paulista pretende contratar o jogador pagando um salário mais “em conta”, de cerca de R$ 300 mil mensais.

Além do ídolo santista, que pode completar quatro passagens pelo clube, a diretoria santista já negocia com dois “carrascos” do time nesta temporada, os gringos Jonatan Álves e Damián Diaz, protagonistas da eliminação do Santos nas quartas de final da Copa Libertadores da América. Diretoria e comissão técnica ficaram impressionadas com o desempenho da dupla nos dois jogos.

Damían Díaz, 31 anos, é argentino e acumula boas passagens por Boca Juniors e Universidad Católica-CHI, mas é ídolo da torcida do Barcelona-EQU. Jonatan Álvez, por sua vez, foi o principal algoz santista nos duelos, com dois gols que classificaram o time equatoriano para a semifinal.

O uruguaio de 29 anos foi responsável por marcar o gol de empate em Guayaquil e o gol da vitória, na Vila Belmiro. Além da parte técnica, a diretoria santista gostou do estilo brigador e “catimbeiro” de Jonatan Álvez.

Outro jogador que já conversa com a diretoria santista é Nino Paraíba, da Ponte Preta. O lateral tem contrato com o time de Campinas somente até o fim deste ano e, por isso, agrada bastante a politica da cúpula alvinegra, que prioriza contratações sem investir nos direitos econômicos.

A diretoria santista também avaliar investir em mais dois atletas: o meia Zé Rafael, do Bahia, e o volante Matheus Galdezani. No entanto, estes jogadores são considerados mais difíceis de acerto devido à concorrência no mercado.

Futebol