PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Santos deve R$ 3 milhões a Dorival e caso será resolvido na Justiça

Santos não pagou salários, FGTS, premiação e multa rescisória de contrato - Antônio Cícero/Photopress/Estadão Conteúdo
Santos não pagou salários, FGTS, premiação e multa rescisória de contrato Imagem: Antônio Cícero/Photopress/Estadão Conteúdo

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

17/08/2017 18h01

Santos e Dorival Júnior devem travar uma batalha na Justiça nos próximos meses. Isso porque o clube paulista deve cerca de R$ 3 milhões ao treinador, demitido há pouco mais de dois meses. O atual técnico do São Paulo cobra salários, fundo de garantia e premiações atrasadas. A informação foi divulgada pela ESPN Brasil e confirmada pelo UOL Esporte.

Dorival ainda ficou sem receber o seu último mês de trabalho, pois a folha foi paga dois dias após a demissão do treinador.

“Eu confio no presidente Modesto e se acontecer esse problema eu sei entender e sei que no momento certo as coisas se resolverão. O presidente sempre foi muito correto comigo e lamento que isso tenha saído. Há 10 dias eu recebi ligação e não falei nada a respeito. Eu confio na diretoria do Santos e sei que isso vai ser resolvido”, disse Dorival à "ESPN".

Além de Dorival, o Santos ainda deve para o filho e auxiliar do treinador, Lucas Silvestre, o preparador físico Celso Rezende e Léo Porto, analista de desempenho.

A premiação é referente a classificação do Santos para a Copa Libertadores da América deste ano. No ano passado, Dorival Júnior foi vice-campeão brasileiro pela equipe santista e conquistou a vaga para a competição continental.

Se não bastasse, a multa rescisória do técnico também não foi paga. Por contrato, o Santos terá que pagar três salários ao treinador por romper o acordo que terminava em dezembro deste ano. Somente este valor chega a R$ 1 milhão.

O UOL Esporte não conseguiu uma posição oficial do Santos, mas apurou nos bastidores que o clube paulista aguarda ser notificado para iniciar o processo de pagamento. O mais provável é que o valor seja pago de forma parcelada na Justiça.

Dorival Júnior foi demitido no dia 4 de junho após derrota no clássico para o Corinthians, em Itaquera. A diretoria pesou também os problemas de relacionamento do treinador com alguns jogadores, entre eles, o meia Emiliano Vecchio. O jogador foi afastado pelo técnico e, hoje, virou xodó de torcedores e conselheiros do clube.

Futebol