PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Palmeiras aposta em recuperar bom momento de jogadores em má fase

Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

12/01/2014 06h00

De todos os grandes paulistas, o Palmeiras é o mais ativo no mercado de transferências até o momento. Recém promovido à Série A do Campeonato Brasileiro, o alviverde já confirmou sete reforços. Em meio a apostas, os nomes de Lúcio e Diogo se destacam: as principais contratações alviverdes viveram excelentes momentos no passado, mas precisam se recuperar de maus momentos em 2014 para dar alegrias à torcida.

Lúcio dispensa apresentações: ex-xerife do Bayern de Munique, campeão mundial pela seleção brasileira e com carreira vitoriosa em grandes clubes europeus, o zagueiro chegou a ser um dos melhores do mundo na posição. Em 2013, entretanto, protagonizou a eliminação do São Paulo na Libertadores, cometeu atos de indisciplina e acabou o ano encostado, treinando separado do elenco no clube do Morumbi.

Já o atacante Diogo surgiu na Portuguesa em 2007 como uma grande promessa do futebol brasileiro, e acabou vendido ao Olimpiakos-GRE por consideráveis 9 milhões de euros. No time grego, não se firmou: passou por Flamengo e Santos, sem nunca conseguir impressionar, até retornar à Portuguesa no ano passado, de onde se transferiu para o Palmeiras.

Um terceiro jogador que segue sendo a grande aposta palmeirense é Valdivia. O chileno há muito não repete o futebol de sua primeira passagem pelo Palestra Itália, mas ainda assim, a diretoria mantém as esperanças de uma reabilitação. Quando não esteve lesionado em 2013, o Mago teve alguns lampejos e apareceu bem em partidas.

Os dois principais reforços da temporada, ao lado do jogador de maior renome do time, representam um desafio para o Palmeiras: três atletas que já brilharam nos gramados, e deixaram claro o potencial de desequilibrar uma partida. Em forma, podem desempenhar um papel fundamental no retorno do clube à elite do futebol brasileiro.

Assim como os rivais São Paulo e Corinthians, o Palmeiras também não possui dinheiro em caixa, e não pode fazer loucuras. Enquanto o clube do Morumbi sofre na procura por reforços e o do Parque São Jorge busca jogadores que se destacaram por equipes menores, o alviverde adotou uma estratégia diferente: a de dar uma chance a quem já brilhou, mas não vem repetindo o bom desempenho nos últimos anos.

O primeiro jogo treino de 2014 acabou em derrota para o Red Bull, mas Lúcio e Valdivia não participaram da partida. A primeira grande chance para que o trio mostre que é capaz de recuperar o futebol que atraiu as atenções do Palmeiras será no Campeonato Paulista, que começa no dia 18, diante do Linense, no Pacaembu.

VEJA COMO ANDA O MERCADO DA BOLA DO FUTEBOL BRASILEIRO

Futebol