PUBLICIDADE
Topo

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

Email inválido
Seu cadastro foi concluído!
reinaldo-azevedo

Reinaldo Azevedo

mauricio-stycer

Mauricio Stycer

josias-de-souza

Josias de Souza

jamil-chade

Jamil Chade

Rodrigo Mattos

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Vasco adere à Liga e aumenta para nove o número de clubes

Jorge Salgado, presidente do Vasco, aderiu à Liga - Rafael Ribeiro/Vasco
Jorge Salgado, presidente do Vasco, aderiu à Liga Imagem: Rafael Ribeiro/Vasco
Rodrigo Mattos

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de ?O Estado de S. Paulo? em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

09/05/2022 18h54

O Vasco decidiu aderir à Liga do Futebol Brasileiro (Libra). O clube tomou a decisão nesta segunda-feira em reunião da diretoria administrativa. Com a adesão do Vasco, já são nove clubes das Séries A e B. A ideia é ter 12 para confirmar a Liga.

Houve uma reunião da diretoria administrativa nesta tarde de segunda-feira que tomou a decisão pela adesão. Logo depois, foi comunicado aos gestores da Liga e formalizada à adesão.

Com o Vasco, estão Flamengo, seis clubes paulistas, Corinthians, Santos, São Paulo, Palmeiras e Red Bull Brangatino e Ponte Preta. Além disso, o Cruzeiro também já se juntou.

O entendimento do Vasco é de que a Liga pode trazer uma divisão mais equilibrada de receitas para o futebol. E que é dentro da entidade que deve ser discutidas premissas de divisão de receitas.

O fundo 777 Partners foi consultado antes da adesão, embora isso não fosse obrigatório. A diretoria tem autonomia para tomar decisões porque a venda da SAF ainda não foi concluída.