PUBLICIDADE
Topo

Rodrigo Mattos

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Cruzeiro vende direitos de TV de seus jogos no Mineiro para site "O Tempo"

Jogadores de Cruzeiro e Atlético Mineiro em ação - GettyImages
Jogadores de Cruzeiro e Atlético Mineiro em ação Imagem: GettyImages
Rodrigo Mattos

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de ?O Estado de S. Paulo? em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

16/11/2021 17h46

O Cruzeiro negociou os direitos de TV de seus jogos em casa no Campeonato Mineiro para o site "O Tempo" por um ano. A plataforma pode transmitir as partidas por streaming. Se outra emissora ou veículos quiser transmitir jogos, em TV Aberta, terá de negociar com o "O Tempo".

A notícia foi publicada primeiramente pelo site "Máquina do Esporte" e confirmada pelo blog.

O jornal "O Tempo é do grupo Sada, de propriedade de Vittorio Medioli, que já foi executivo do Cruzeiro. Além disso, o Sada já tem parceria com o time mineiro por meio do vôlei.

O Cruzeiro usou a Lei do Mandante para vender só os seus jogos em casa. Com isso, a Federação Mineira de Futebol não conseguirá comercializar os direitos de pay-per-view com a Globo. Havia uma negociação neste sentido já que a Globo não se interessou pela transmissão em TV Aberta.

Agora, qualquer negociação dos jogos do Cruzeiro terá de ser feita com aval de "O Tempo". Ou seja, emissoras de TV Aberta, Fechada e ppv teriam de conversar com o veículo. Foi acertado um pagamento fixo pelos direitos.

Cruzeiro e Atlético-MG ganhavam em torno de R$ 12 milhões cada um pelo contrato anterior do Estadual da Globo. Mas a emissora tem desistido do investimento nas competições regionais pelos valores anteriormente pagos.