PUBLICIDADE
Topo

Blog do Rodrigo Mattos

Mudança na fórmula do Brasileiro é cogitada na CBF: decisão é dos clubes

Rodrigo Mattos

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de ?O Estado de S. Paulo? em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

19/03/2020 19h48

Em reunião com as federações, o presidente da CBF, Rogério Caboclo, afirmou que poderia convocar de novo um Conselho Técnico para rever a fórmula do Brasileiro pela crise do coronavírus. Mas o dirigente deixou claro que a decisão uma eventual mudança é dos clubes. Dentro da CBF, uma alteração na fórmula de pontos corridos é vista como último caso se não houver datas. A informação foi confirmada por duas fontes.

As federações estaduais estavam reunidas com a CBF para aprovação de contas. Durante o encontro, presidente das federações demonstraram preocupação com as conclusões dos Estaduais e por isso questionaram Caboclo sobre datas.

Neste contexto, o dirigente disse que havia incerteza sobre os cenários e prometeu que faria esforços pela conclusão dos Estaduais. E, posteriormente, disse que poderia chamar um Conselho Técnico para discutir a fórmula do Brasileiro, que atualmente tem 38 rodadas em pontos corridos.

Ao Globo Esporte, a presidente da Federação Paraibana, Michele Ramalho, afirmou que Caboclo tinha intenção de diminuir o Brasileiro para realizar os Estaduais. A versão não foi corroborada pelas duas fontes que estavam na reunião que disseram que ele não defendeu a mudança da Série A: afirmou que isso poderia ser discutido.

Em seguida, Caboclo deixou claro que essa era uma decisão dos clubes. De fato, pelo estatuto da CBF, são os clubes que decidem o formato da competição e já houve um Conselho Técnico da competição, confirmando os pontos corridos.

A CBF trabalha com uma incerteza sobre o calendário pelo período de parada pelo coronavírus que não se sabe quanto tempo vai durar. Mas, internamente, é visto como bastante improvável que o Brasileiro seja sacrificado em favor de Estaduais. A decisão sobre a fórmula, no entanto, está com os clubes.

Blog do Rodrigo Mattos