PUBLICIDADE
Topo

Acordo entre Conmebol e UEFA para adiar torneios afeta Mundial de clubes

Rodrigo Mattos

Nascido no Rio de Janeiro, em 1977, Rodrigo Mattos estudou jornalismo na UFRJ e Iniciou a carreira na sucursal carioca de ?O Estado de S. Paulo? em 1999, já como repórter de Esporte. De lá, foi em 2001 para o diário Lance!, onde atuou como repórter e editor da coluna De Prima. Mudou-se para São Paulo para trabalhar na Folha de S. Paulo, de 2005 a 2012, ano em que se transferiu para o UOL. Juntamente com equipe da Folha, ganhou o Grande Prêmio Esso de Jornalismo 2012 e o Prêmio Embratel de Reportagem Esportiva 2012. Cobriu quatro Copas do Mundo e duas Olimpíadas.

17/03/2020 12h34

Por conta da crise do coronavírus, a Conmebol e a UEFA atuaram em conjunto para determinar o adiamento da Copa América e da Euro deste ano para junho e julho de 2021. No processo, atropelaram as datas do novo Mundial de Clubes da federação previsto para Shangai, no mesmo período.

Desde o final do ano passado, Conmebol e UEFA entraram em rota de colisão com o presidente da Fifa, Gianni Infantino. O motivo da disputa foi justamente que a federação internacional negociava pontos do Mundial de Clubes diretamente com os clubes sem incluir as federações continentais.

Em 2020, todas as competições da Conmebol e UEFA de clubes e seleções estão paralisadas por causa da pandemia do coronavírus. Assim, as duas entidades se articularam e fizeram movimento pelo adiamento da Copa América e Euro. Ambas foram deslocadas para junho e julho de 2021.

Esse é exatamente o período em que está previsto o Campeonato Mundial de Clubes da Fifa, em Xangai. A Fifa foi comunicada por carta para a secretária-geral da entidade, Fatma Samoura. No entendimento de dirigentes da Conmebol, o campeonato de times terá de ser revisto.

Questionada, a Fifa ainda não deu uma posição do que fará com o Mundial de clubes. O comunicado da Conmebol não menciona a entidade mundial e agradece a UEFA. Já o presidente da UEFA, Aleksander Cerefin, também exaltou a cooperação de seu colega Alejandro Dominguez, da Conmebol. E agradeceu Gianni Infantino por indicar que faria o máximo possível para o novo calendário funcionar.

Já existem até times confirmados para o Mundial de Clubes como o Flamengo, campeão da Libertadores. A competição de mundial de clubes é um projeto pessoal de Infantino para aumentar a arrecadação da entidade e passa a ser influente nos campeonatos de times.

O campeonato tinha sido posto no meio do ano na data que antes era ocupada pela Copa das Confederações, competição preparatória para a Copa do Mundo que foi extinta. Seu formato inclui 24 clubes, sendo pelo menos 14 da América do Sul e da Europa.

Blog do Rodrigo Mattos