PUBLICIDADE
Topo

Perrone

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Ainda sem ampliar contrato, SPFC corre risco de ver Perri sair de graça

Lucas Perri, emprestado pelo São Paulo ao Náutico - Rafael Vieira/AGIF
Lucas Perri, emprestado pelo São Paulo ao Náutico Imagem: Rafael Vieira/AGIF
Perrone

Ricardo Perrone é formado em jornalismo pela PUC-SP, em 1991, cobriu como enviado quatro Copas do Mundo, entre 2006 e 2018. Iniciou a carreira nas redações dos jornais Gazeta de Pinheiros e A Gazeta Esportiva, além de atuar como repórter esportivo da Rádio ABC, de Santo André. De 1993 a 1997, foi repórter da Folha Ribeirão, de onde saiu para trabalhar na editoria de esporte do jornal Notícias Populares. Em 2000, transferiu-se para a Folha de S.Paulo. Foi repórter da editoria de esporte e editor da coluna Painel FC. Entre maio de 2009 e agosto de 2010 foi um dos editores da Revista Placar.

06/05/2022 04h00

Quando o São Paulo emprestou Lucas Perri para o Náutico, havia a intenção da diretoria tricolor e do atleta de estenderem o contrato do goleiro por um ano. Isso para evitar a possibilidade de ele ficar livre após deixar o time pernambucano e sair do Morumbi de graça. Em contrapartida, o jogador passou a ter a chance de ganhar rodagem em vez de passar a maior parte da temporada na reserva. Porém, até agora, a renovação antecipada do contrato não aconteceu, o que não afasta o risco de o atleta trocar de agremiação sem que o São Paulo receba pela transferência.

Perri foi emprestado até o final da Série B do Brasileirão, previsto para o início de novembro. Seu contrato com o time paulistano termina em 31 de janeiro de 2023. Seis meses antes do fim do compromisso ele pode assinar pré-contrato com outra equipe. Ou seja, a partir de 31 de julho Perri pode se comprometer com outro time para a próxima temporada. Até a noite desta quinta (5), as partes estavam longe de selar a renovação contratual, na contramão do clima de entendimento vivido anteriormente.

Perri foi emprestado enquanto Jandrei chegava ao Morumbi e se transformou em herói do título pernambucano conquistado pelo Náutico no último sábado (30). Ele defendeu duas cobranças na disputa de pênaltis na decisão contra o Retrô.

Até a conclusão deste post a coluna não obteve respostas do diretor de futebol do São Paulo, Carlos Belmonte, e do departamento de comunicação do clube para perguntas sobre a situação do goleiro enviadas por meio de mensagens pelo celular. Os agentes do jogador, os irmãos Eduardo e Leonardo Cornacini, não quiseram dar entrevista sobre o tema.