PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar Pereira

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Vasco sofre derrota por placar maior do que o São Paulo fez por merecer

Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

28/07/2021 23h42

A vitória do São Paulo sobre o Vasco na noite gelada de quarta-feira no Morumbi foi justa, mas o placar exagerado. O time carioca fez uma partida bem aceitável e os 2 a 0 constituíram um castigo além da conta para os comandados de Lisca.

O começo de jogo foi intenso por parte do São Paulo, que criou chances imediatas e abriu o placar graças ao talento de Rigoni somado a uma linha defensiva adiantada do Vasco, com recomposição lenta e desorganizada. Merecido.

Mas ainda no primeiro tempo os vascaínos se recuperaram na partida, agrediram, ameaçaram, esbarraram em suas próprias deficiências e no fato de o trabalho do treinador estar no início, ainda. Mas não foi o suficiente para empatar.

O Vasco até que mostrou mas organização e subiu de produção no segundo tempo, mas quando não merecia sofreu o segundo gol, Pablo ampliou para a equipe de Hernán Crespo. Uma vantagem bem grande para a partida de volta. E um velho problema dos vascaínos, a bola aérea.

No segundo compromisso do time carioca sob o comando de Lisca, foi perceptível que a equipe está mais organizada. Mas falta ajustar a defesa para não levar gols como os tricolores e a diferença técnica em relação ao São Paulo ficou clara. Ela foi decisiva.

Siga Mauro Cezar no Twitter

Siga Mauro Cezar no Instagram

Siga Mauro Cezar no Facebook

Inscreva-se no Canal Mauro Cezar no YouTube

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL