PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar Pereira

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Apresentado no Flamengo, Renato defende sua estratégia de poupar jogadores

Renato cumprimenta Everton Ribeiro - Alexandre Vidal / Flamengo
Renato cumprimenta Everton Ribeiro Imagem: Alexandre Vidal / Flamengo
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

12/07/2021 13h58

Renato Gaúcho Portaluppi viu o Flamengo vencer, com dificuldades, a Chapecoense no domingo e, na tarde de segunda-feira, concedeu entrevista no CT do clube. Falou sobre sua emoção ao voltar ao clube, elogiou a torcida e disse que deseja ver os garotos da base em ação, afirmando não temer lançar jovens no time principal. Perguntado sobre o hábito de poupar muitos jogadores, como fez inúmeras vezes no Grêmio, sustentou sua tese.

Essa é uma das questões mais importantes desse início de trabalho do ex-atacante como treinador no campeão brasileiro. O Flamengo busca o tricampeonato, o terceiro título consecutivo, o que apenas o São Paulo (em 2006, 2007 e 2008, com Muricy Ramalho) alcançou nesses 50 anos de competição. Renato, quando preservava titulares no clube gaúcho, priorizava as competições de mata-mata, Copa do Brasil e Libertadores. E agora?

No próximo fim de semana, quando o time irá ao nordeste enfrentar o Bahia, Renato dará os primeiros sinais sobre como procederá, pois o duelo com o tricolor baiano acontecerá entre os dois confrontos com o Defensa y Justicia pelo certame internacional, quarta-feira na Argentina e semana que vem no Rio de Janeiro. No Grêmio ele tinha carta branca para isso. No Flamengo Abel Braga pediu demissão em 2019 quando a direção disse a ele que não deveria poupar no Brasileiro para colocar força máxima na Copa do Brasil. A ver.

Siga Mauro Cezar no Twitter

Siga Mauro Cezar no Instagram

Siga Mauro Cezar no Facebook

Inscreva-se no Canal Mauro Cezar no YouTube

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL