PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar Pereira

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Apesar do PSG de Neymar, Campeonato Francês tem 4 times na luta pelo título

Neymar fala com Djaló após ambos serem expulsos da partida entre PSG e Lille - REUTERS/Benoit Tessier
Neymar fala com Djaló após ambos serem expulsos da partida entre PSG e Lille Imagem: REUTERS/Benoit Tessier
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

23/04/2021 12h22

Sem a badalação de outros certames, como o inglês e o espanhol, a Ligue 1, o campeonato francês, que carregava a justa fama de ser uma espécie de "competição de um time" só, foge desse estereótipo. A cinco rodadas do final, nada menos do que quatro times disputam o título da temporada 2020/2021. E estão separados por apenas três pontos.

Lille, em primeiro lugar, com 70; seguido por PSG de Neymar, 69; Monaco, 68; e Lyon, 67; são os clubes que duelam pelo troféu após 33 partidas disputadas por cada um. E confrontos decisivos estão previstos. No domingo, o quarto colocado recebe o líder e na rodada seguinte, visitará o terceiro.

Esses jogos Lyon x Lille e Monaco x Lyon poderão definir as chances do favorito destacado, Paris Saint-Germain, que não enfrentará mais o líder, para o qual perdeu em casa (0 a 1) no encontro mais recente. Ou seja, o time mais caro e com estrelas como Mbappé, o craque do campeonato, não depende apenas dele para ser novamente campeão.

Se o PSG não vai mais enfrentar o primeiro da tabela de classificação, o Lyon, de Lucas Paquetá, Thiago Mendes, Bruno Guimarães e do veterano zagueiro Marcelo; terá a chance de duelar com dois dos três times à sua frente. Dos mais bem colocados, o Lille, de Luiz Araújo, líder, vai encarar apenas o Lyon, a exemplo do Monaco, terceiro, time de Caio Henrique.

Se na França o título é disputado por quatro times, o mais forte candidato ao troféu não está na liderança e apenas três pontos os separam, na Alemanha o Bayern tem 10 pontos sobre o segundo colocado. O mesmo acontece com a Internazionale, na Itália, em contagem regressiva para o scudetto.

Já na Inglaterra o Manchester City soma 11 de vantagem em cima do vice líder. Apenas na Espanha há disputa, com o Atlético de Madri na ponta, mas apenas três pontos à frente do Real e a cinco do Barcelona, que tem um jogo a mais para fazer.

Uma boa disputa, mas que não se iguala ao duelo pelo título na França, onde Neymar e seus companheiros enfrentam dificuldades muito maiores do que se poderia imaginar. E correm o risco de não ficar com o título, que foi do PSG em sete das oito últimas temporadas.

Siga Mauro Cezar no Twitter

Siga Mauro Cezar no Instagram

Siga Mauro Cezar no Facebook

Inscreva-se no Canal Mauro Cezar no YouTube

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL