PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar Pereira

Eliminado, São Paulo foi o único a levar gol do Binacional na Libertadores

Vítor Bueno comemora seu gol no Morumbi - Staff Images / CONMEBOL
Vítor Bueno comemora seu gol no Morumbi Imagem: Staff Images / CONMEBOL
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

20/10/2020 23h25

O Binacional jogou seis partidas pela Libertadores, levou 25 gols, 14 apenas do River Plate, marcou três, todos sobre o São Paulo. O time brasileiro foi, também, o único a permitir que pontuasse a equipe da cidade de Juliaca, com seus 3.825 metros acima do nível do mar. Na vitória da noite desta terça-feira (5 a 1) no Morumbi, o pequeno clube o sudeste peruano assinalou seu único tento longe da altitude.

Fato também que devido à pandemia do novo coronavírus, o Binacional não pôde receber os outros dois times do grupo em seu habitat. Perdeu para LDU de Quito (1 a 0) e River (6 a 0) em Lima. Mas o normal, dada sua enorme fragilidade, seria não mais balançar as redes adversárias nos jogos fora de Juliaca. Os são-paulinos lhes ofereceram a oportunidade de saborear a comemoração de um gol fora de seus domínios.

Com muito mais posse de bola e finalizações todo o tempo, o São Paulo não teve dificuldades para construir sua segunda vitória em seis partidas pela fase de grupos da Libertadores, o que confirmou a terceira posição no grupo e a participação na Copa Sul-americana desta temporada. Pela irregularidade tricolor, um desafio mais razoável. Sonhar com título neste torneio parece bem mais factível para o time de Fernando Diniz.

Siga Mauro Cezar no Twitter

Siga Mauro Cezar no Instagram

Siga Mauro Cezar no Facebook

Inscreva-se no Canal Mauro Cezar no YouTube

Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do que informado anteriormente, o Binacional sofreu 14 gols do River na Libertadores e não 16. O erro foi corrigido.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL