PUBLICIDADE
Topo

Mattos rescinde com clube inglês e fica livre para fechar com Atlético-MG

Alexandre Mattos foi diretor de futebol do Palmeiras até o início de dezembro de 2019 - Bruno Ulivieri/AGIF
Alexandre Mattos foi diretor de futebol do Palmeiras até o início de dezembro de 2019 Imagem: Bruno Ulivieri/AGIF
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

11/03/2020 11h31

Pouco mais de três meses após acertar com o Reading FC, da Segunda Divisão da Inglaterra, o dirigente Alexandre Mattos rescindiu o acordo hoje (11). Ele não conseguiu obter visto trabalhista para trabalhar como funcionário do clube na Europa e a tendência de momento é que volte ao Brasil para fechar com o Atlético-MG. Como mostrou o UOL Esporte ontem, Mattos já tinha dado sinais positivos para o presidente Sérgio Sette Câmara em caso de desistência do negócio com os britânicos.

O surto de coronavírus e a saída do país da União Europeia foram alguns dos empecilhos para a obtenção do documento por parte do dirigente.

Já no Brasil, uma reunião entre Mattos e Sette Câmara está prevista para amanhã, quando o acordo pode avançar. A ideia é que o executivo assuma a gestão até dezembro de 2020, no fim do mandato do atual presidente, e monte o elenco que será comandado pelo técnico argentino Jorge Sampaoli.

Alexandre Mattos começou a trabalhar na área diretiva do futebol no América-MG e teve passagens por Cruzeiro, entre março de 2012 e dezembro de 2014, e Palmeiras, entre janeiro de 2015 e novembro de 2019, quando deixou o clube por decisão do presidente Maurício Galiotte. Neste ano, enquanto aguardava a possibilidade de começar a trabalhar na Inglaterra, se comprometeu a ajudar o Cruzeiro a planejar o ano em que o time disputaria a Série B, mas saiu após quatro dias por questões políticas. Agora, está a caminho do grande rival.

Alexandre Mattos divulgou um comunicado sobre a saída do Reading FC.

"Como é de conhecimento da mídia esportiva fui convidado para ser o diretor executivo do Reading Football Club, da Inglaterra.

No momento em que houve o convite comecei a cuidar de toda a parte burocrática para conseguir o visto de trabalho, porém vários fatores têm retardado o processo causando indefinição do prazo da obtenção da permissão. Além disso, o Coronavírus cria mais dificuldade em todo o processo. Tendo em vista importantes decisões esportivas que precisam ser tomadas e que seriam de minha responsabilidade, sem causar nenhum prejuízo ao investidor e ao Reading preciso deixar o Clube e seu proprietário inteiramente livres para que possa ser tomada a decisão de buscar um outro profissional no mercado imediatamente.

Quero aproveitar a oportunidade para agradecer o interesse no meu trabalho e dizer às pessoas que me fizeram esse honroso convite que sempre estarei à disposição, e desde já torcendo para que tudo dê certo para o Reading."

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL