PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Atlético-MG tenta avançar por Mattos e espera decisão sobre visto inglês

Alexandre Mattos foi diretor de futebol do Palmeiras até o início de dezembro de 2019 - Bruno Ulivieri/AGIF
Alexandre Mattos foi diretor de futebol do Palmeiras até o início de dezembro de 2019 Imagem: Bruno Ulivieri/AGIF

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

10/03/2020 04h00

Resumo da notícia

  • O Atlético-MG tenta avançar para ter Alexandre Mattos. Sem decisão sobre o visto inglês, ele deu aval em caso de desistência dos britânicos
  • Mesmo que sejam cautelosos, as partes caminharam durante o último fim de semana. Os moldes de um eventual contrato já foram tratados
  • O negócio, contudo, só deve ocorrer se as tratativas com o Reading, da Inglaterra, melarem. Há um acordo verbal do dirigente com o time europeu
  • A intenção inicial é que Mattos assuma até o fim da gestão de Sette Câmara. A busca pelo dirigente se iniciou no dia seguinte à demissão de Rui Costa
  • Alguns investidores fizeram o primeiro contato com Alexandre Mattos, que passou a conversar com o presidente alvinegro na sequência
  • O surto de coronavírus e a saída do país da União Europeia são os empecilhos para a obtenção do visto por parte do dirigente

O Atlético-MG tenta avançar nas conversas para contar com Alexandre Mattos no departamento de futebol. Ainda sem uma resposta definitiva sobre o visto de trabalho na Inglaterra, onde tem acordo com o Reading, ele deu sinal positivo para o presidente Sérgio Sette Câmara em caso de desistência do negócio com os britânicos. Mas não há nada definido.

Mesmo que adotem um discurso cauteloso, as partes caminharam sobre um possível acordo durante o último fim de semana. Os moldes de um eventual contrato já foram tratados por Alexandre Mattos e o mandatário atleticano. O negócio, contudo, só deve ocorrer se as tratativas com o Reading melarem.

A intenção inicial é que Alexandre Mattos assuma até o fim da gestão de Sérgio Sette Câmara, em dezembro de 2020. A busca pelo dirigente se iniciou no dia seguinte à demissão de Rui Costa, logo após a queda na segunda fase da Copa do Brasil. Alguns investidores fizeram o primeiro contato com Mattos, que passou a conversar com o presidente alvinegro na sequência.

Desde o início, o dirigente deixou claro que a intenção inicial é se mudar para o Reino Unido. Entretanto, há um problema: o visto trabalhista. O surto de coronavírus e a saída do país da União Europeia são os empecilhos para a obtenção do documento por parte do dirigente.

No início do ano, ele foi procurado pelo Cruzeiro para trabalhar na equipe rebaixada à Série B do Campeonato Brasileiro. Entretanto, por causa da proposta inglesa, ele preferiu não assumir a sua ex-equipe.

Alexandre Mattos está desempregado desde dezembro passado, quando deixou o Palmeiras por opção do presidente Maurício Galiotte.

Atlético-MG