PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Mauro Cezar Pereira


Passes, lançamentos, dribles. Estatísticas mostram Corinthians de extremos

Tiago Nunes: Corinthians vive crise e chegou a cinco jogos sem vencer  -
Tiago Nunes: Corinthians vive crise e chegou a cinco jogos sem vencer
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

09/03/2020 21h41

A má fase do Corinthians, a cinco partidas sem vencer e ameaçado de ser precocemente eliminado do Campeonato Paulista, pode ser medida em algumas estatísticas. Os números do Footstas mostram a equipe de Tiago Nunes começando o certame com muitos passes e poucos lançamentos e chegando a praticamente inverter seu comportamento.

Inicialmente os corintianos não apelavam para as chamadas "bolas longas". Entraram nesse modo no desespero contra o Santo André, quando chegaram às 71! E tome chutão para levar a pelota à área adversária. Mas na estreia, 4 a 1 sobre o Botafogo, foram somente 11. Em geral ficam entre 20 e 30. Na mais recente partida, diante do Novorizontino, foram a 35.

O número de passes certos, há algumas rodadas, não oscila tanto. Também na primeira partida do campeonato, o time chegou ao seu mais alto número: 696! Depois variou de 316, diante do Santos, a 560, ante a Inter. Em geral fica acima dos 300 e abaixo dos 500. Clara mudança entre a estreia e os últimos jogos.

Na derrota do time misto, em casa, para a Internacional de Limeira, o Corinthians somou o maior número de cruzamentos em um compromisso neste Campeonato Paulista: 51, sendo 11 certos. O menor, no 1 a 1 ante o Mirassol no interior, 17, seis corretos. No melhor jogo corintiano no Estadual, os 2 a 0 sobre o Santos em Itaquera, o recorde de desarmes certos: 21. O número praticamente não se alterou contra a Inter: 20. Mas nos últimos três jogos, ficaram abaixo, com 14, 16 e 14.

Os jogadores do Corinthians raramente têm utilizado o drible. Foram dois certos em sete tentativas no 1 a 1 com o Novorizontino, três em quatro no empate pelo mesmo placar com o Santo André, e zero na derrota para o Água Santa. Exceção contra a Inter, 16 corretos em 23 dribles tentados. Se na estreia a equipe chegou a trocar quase 700 passes certos e fazer quatro gols, hoje, no desespero, em alguns momentos eleva drasticamente os índices de lançamentos e cruzamentos. A proposta de jogo está perdida em algum lugar.

Mauro Cezar Pereira