PUBLICIDADE
Topo

Paulista - 2019

Derrotado, Jardine se diz impressionado com intensidade do Santos

Siga o UOL Esporte no

Do UOL, em São Paulo

27/01/2019 21h02

Jorge Sampaoli tem apenas três jogos oficiais no comando do Santos, mas já impressiona. Pelo menos foi o que o disse o adversário deste domingo (27), André Jardine. Derrotado por 2 a 0 no Pacaembu no primeiro clássico do Campeonato Paulista, o técnico do São Paulo enalteceu a presença do argentino no Peixe.

Para Jardine, a intensidade e gosto pela posse de bola tem dedo de Sampaoli. Até por isso, é preciso ter coragem para apertar o Santos desde a saída dos homens de trás, segundo o comandante tricolor.

"O Santos foi muito feliz vencendo, na sua proposta ofensiva. Eu estudei bastante a equipe do Santos nos últimos dias. Fiquei impressionado com a qualidade e intensidade que o Sampaoli conseguiu impor. Tem muito dedo dele nisso. Vimos o clássico com o Corinthians (amistoso de pré-temporada), que eles se impuseram na casa deles, dos torcedores", disse.

"A gente sabe da qualidade que o Santos vem mostrando na sua jogada com bola. E não é fácil apertar na saída de bola, tem que ter coragem, sim", acrescentou.

Outro tema da coletiva após a derrota foi Hernanes. Um dos principais nomes para a temporada, o volante preocupa com relação ao ritmo de jogo que terá diante do Talleres, da Argentina, na segunda fase da Copa Libertadores. A estreia do São Paulo no torneio está marcada para o dia 6 de fevereiro, mas já é assunto no clube.

"O Hernanes a gente está avaliando diariamente a condição dele. Ele veio com um pouco de desequilíbrio (físico), então vamos esperar para que ele tenha realmente condição de jogar. A gente vai vendo no dia a dia, sabemos que tem jogadores cansados. O jogo do Talleres está na nossa cabeça, claro que está, mas a gente vai tentando fazer o melhor a cada jogo e ao mesmo tempo ir evoluindo", completou.