PUBLICIDADE
Topo

Paulista - 2019

Gustagol marca, e Corinthians vence primeira no ano na estreia de Boselli

Siga o UOL Esporte no

Do UOL, em São Paulo

26/01/2019 20h57

O Corinthiansvenceu a primeira no ano. Neste sábado (26), Fábio Carille optou por escalar time reserva para receber a Ponte Preta na Arena, mas viu o triunfo por 1 a 0 ser construído na etapa final, já com entradas de jogadores principais. Gustagol foi o responsável por dar os primeiros três pontos ao Timão na temporada, em jogo válido pela terceira rodada do Campeonato Paulista.

Após jogada de Pedrinho e Fagner, que entrou no segundo tempo, Gustavo encheu o pé e abriu o placar. O camisa 19 ainda fez dupla de ataque com Boselli, que estreou pelo clube neste sábado, na última parte do jogo.

Na próxima rodada, o Timão volta a atuar diante da torcida, já que enfrenta o Red Bull Brasil em Itaquera, quarta-feira (30), às 19h15 (de Brasília). No mesmo dia e horário, a Ponte recebe o Mirassol no Moisés Lucarelli, em Campinas.

Juca Kfouri comenta vitória do Corinthians

UOL Esporte

O melhor: Jadson

O Corinthians reserva sofria com a criação. Até Jadson entrar na partida. Em poucos minutos, o camisa 10 foi capaz de incendiar a torcida. Primeiro, deu passe de letra e abriu caminho para Pedrinho. Depois, cobrou dois escanteios com precisão e por pouco não viu os companheiros abrirem o placar.

Os piores: Danilo Avelar e Araos

O lateral esquerdo não teve uma boa atuação neste sábado. Mesmo sem a força de Fagner pelo outro lado, os corintianos preferiram utilizar a direita com Léo Santos para atacar a Ponte. Além dele, Araos decepcionou. Escalado como segundo volante, o chileno não se encontrou em campo e foi discreto, principalmente quando os donos da casa tinham a bola e precisavam propor o jogo. Aos 11 da segunda etapa, deu lugar a Jadson.

Gustagol abre o placar na segunda etapa

O Corinthians chegou ao gol quando já tinha Jadson, Fagner e Boselli em campo. O lateral direito, inclusive, teve participação crucial no lance. Tabelou com Pedrinho, que ajeitou para Gustavo. O camisa 19 encheu o pé e estufou as redes da Arena.

Boselli estreia sem muito brilho

O argentino, enfim, entrou em campo com a camisa do Corinthians. Acionado para o lugar de Gustavo Silva aos 20 minutos da etapa final, Mauro Boselli dividiu o ataque com Gustagol por escolha de Carille, mas pouco pôde apresentar aos torcedores que esperavam por ele. Apesar de brigar, tentar incomodar a zaga da Ponte, não teve chance clara de marcar.

Improvisado, Léo Santos faz o básico e vai bem

É claro que o zagueiro não tem a mesma qualidade de Fagner, principalmente nas ações ofensivas. Mas Léo Santos foi bem. Sem inventar muito, cumpriu com o dever defensivo e arriscou algumas subidas - no primeiro tempo, foi até mais acionado que o próprio lateral esquerdo Danilo Avelar. Em um momento na etapa inicial, apareceu bem na linha de fundo e cruzou rasteiro, forte. A bola passou pelos jogadores de frente do Timão, mas levou perigo ao goleiro adversário.

Visitantes levam mais perigo no 1º tempo

Os visitantes foram superiores em um primeiro tempo de poucas emoções na Arena. Apesar de ficar menos com a bola, a equipe de Mazola Júnior foi mais perigosa no ataque e até balançou as redes - só que não valeu. Gerson Magrão arriscou da entrada da área, Cássio falhou e deu rebote e Thalles, adiantado, completou. O auxiliar prontamente ergueu a bandeira acusando o impedimento.

Sem criação, Carille puxa Pedrinho para armar

Pouco antes de as equipes irem para os vestiários no intervalo, Fábio Carille mexeu na formação. Com um 4-1-4-1, o treinador então deslocou o camisa 38 para o meio a fim de melhorar a criação. A mudança até surtiu um pouco de efeito, mas o Corinthians seguiu sem assustar na primeira metade.

Ponte começa em cima e "testa" Cássio

A equipe de Campinas não quis nem saber que o Corinthians jogava em casa diante do torcedor. Foi para cima, apertou a saída de bola e obrigou Cássio a trabalhar já no primeiro minuto. Livre de marcação, Giovanni foi impedido de chutar pelo goleiro corintiano, que se mostrou atento ao lance e saiu de sua meta para abafar o meia-atacante. Depois, em nova jogada, Gerson Magrão arriscou de longe, mas o arremate subiu.

Chuva forte e ventania interrompem partida

Aos 26 minutos da primeira etapa, o árbitro Salim Fende Chavez teve que paralisar a partida. Uma forte chuva, acompanhada de muitos ventos, atingiu a Arena corintiana e foi responsável por interromper o jogo parcialmente. A drenagem do estádio não deu conta da quantidade de água que caiu e o espetáculo foi prejudicado principalmente no restante da etapa inicial.

Ficha técnica

Corinthians 1 x 0 Ponte Preta

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data e horário: 26 de janeiro de 2019, sábado, às 19h (de Brasília)
Árbitro: Salim Fende Chavez
Assistentes: Evandro de Melo Lima e Miguel Ribeiro da Costa
Cartões amarelos: Thiaguinho (Corinthians); Nathan e Édson (Ponte Preta)

Gol: Gustagol, aos 32 minutos do segundo tempo.

CORINTHIANS: Cássio; Léo Santos (Fagner), Marllon, Pedro Henrique e Danilo Avelar; Thiaguinho e Araos (Jadson); Pedrinho, Mateus Vital e Gustavo Silva (Mauro Boselli); Gustavo.
Técnico: Fábio Carille.

PONTE PRETA: Ivan; Luis Ricardo, Reginaldo, Renan Fonseca e Diego Renan; André Castro (Nathan), Édson, Matheus Vargas (Matheus Oliveira) e Gerson Magrão; Giovanni e Thalles (Hugo Cabral).
Técnico: Mazola Júnior.