PUBLICIDADE
Topo

Mulher de craque da NFL apontou arma para a cabeça dele em briga, diz site

22.12.2019 - Earl Thomas, do Baltimore Ravens, em campo em Cleveland (EUA) - Diamond Images/Getty Images
22.12.2019 - Earl Thomas, do Baltimore Ravens, em campo em Cleveland (EUA) Imagem: Diamond Images/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

07/05/2020 10h39

O jogador Earl Thomas, do Baltimore Ravens, na NFL, foi pego no flagra traindo a mulher, Nina Thomas, e ela quase o matou por isso. Segundo documentos legais obtidos pelo site TMZ, Nina apontou uma arma que achou estar descarregada para a cabeça do marido — no entanto, a pistola ainda tinha uma bala dentro dela.

De acordo com a história contada pela própria Nina Thomas ao juiz do caso, ela e algumas amigas descobriram Earl e o irmão Seth Thomas em uma cama de motel com várias mulheres. Foi quando ela apontou a pistola para a cabeça do marido, mas ele acabou conseguindo desarmá-la.

A arma era do próprio Earl, de acordo com Nina. Ela levou a pistola consigo para o motel onde confrontaria o marido para "assustá-lo", julgando que havia tirado todas as balas do carregador antes de sair de casa.

As supostas amantes do jogador, que também foram entrevistadas pela polícia, corroboraram a história, e ainda disseram que Nina chegou a ameaçá-las, dizendo: "Eu tenho um tiro para cada uma de vocês, suas p*tas".

Após ser desarmada por Earl, Nina pegou uma faca que uma de suas amigas havia trazido para o confronto, e marido e mulher discutiram aos gritos até a polícia, chamada por um dos ocupantes de um quarto vizinho do motel, chegar ao local.

A mulher do jogador foi presa, mas pagou fiança para esperar julgamento em liberdade. Nina Thomas ainda recebeu ordem oficial de não se aproximar do marido enquanto espera pela conclusão do caso.

Futebol Americano