PUBLICIDADE
Topo

Futebol Americano

Atleta que iniciou protestos se diz boicotado e processa donos da NFL

AP
Imagem: AP

Do UOL, em São Paulo

16/10/2017 09h27

O jogador Colin Kaepernick entrou com ação judicial contra os donos da NFL. Sem equipe desde março, quando deixou o San Francisco 49ers, o atleta alega que tem sido boicotado pelos times por ter começado os protestos durante o hino norte-americano.

Em agosto de 2016, Kaepernick sentou-se ao chão durante a execução do hino. Depois, ele se ajoelhou para protestar.

Outros atletas da NFL aderiram aos protestos. Em setembro passado, vários jogadores protestaram no momento do hino dos EUA, contrários ao governo Donald Trump.

Na ação, Kaepernick diz que tentou, sem sucesso, todos tipos de acesso com os representantes da NFL, mas que nunca houve retorno.

“Se a NFL (assim como todas as ligas profissionais) quiser continuar sendo uma meritocracia, então os protestos pacíficos políticos – que os próprios proprietários fizeram um grande teatro na semana passada – não podem ser punidos, e os atletas não podem perder os empregos”, apresentou a queixa feita pela defesa de Kaepernick.

“Esse precedente ameaça todos os Americanos patriotas e nos remete aos dias mais sombrios como nação”.

Futebol Americano