PUBLICIDADE
Topo

Saque e Voleio

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

AO, dia 1: torneio começa sem zebras, mas com favoritos em rota de colisão

Reuters
Imagem: Reuters
Alexandre Cossenza

Alexandre Cossenza é bacharel em direito e largou os tribunais para abraçar o jornalismo. Passou por redações grandes, cobre tênis profissionalmente há oito anos e também escreve sobre futebol. Já bateu bola com Nadal e Federer e acredita que é possível apreciar ambos em medidas iguais. Contato: ac@cossenza.org

Colunista do UOL

17/01/2022 10h11

Talvez para compensar os agitadíssimos dias de imbróglio envolvendo Novak Djokovic e autoridades australianas, o primeiro dia do Australian Open 2022 foi de poucas emoções. Todos os grandes favoritos venceram sem sustos, e a lista inclui Ashleigh Barty, Rafael Nadal, Naomi Osaka e Alexander Zverev, entre outros. Isso significa que este quarteto pode protagonizar duelos duríssimos muito antes das finais em Melbourne. Ash e Osaka podem se encontrar já nas oitavas, enquanto Rafa e Sascha duelarão nas quartas se continuarem avançando. Houve, sim, cabeças de chave que já se despediram do torneio, mas nenhuma zebra com grandes repercussões nas chaves. Vejamos neste resumão, então, o que rolou e o que vem por aí nesta terça-feira.

Favoritos que avançaram

Na chave masculina, o primeiro candidato ao título a entrar em quadra foi Rafael Nadal, que não teve problemas para despachar o americano Marcos Giron (#66 do mundo) por 6/1, 6/4 e 6/2 e conquistar sua 70ª vitória da carreira no Australian Open. De certa maneira, foi a estreia ideal para o espanhol, que disputa pela primeira vez na carreira um slam sem as presenças de Roger Federer e Novak Djokovic. O veterano de 35 anos, atual número 6 do mundo, é também o único tenista na chave deste ano que já foi campeão do Australiano (venceu em 2009).

Além de vencer por méritos próprios em quadra, Rafa deu uma pitada de sorte. O australiano Thanasi Kokkinakis, que vinha em um ótimo momento e foi campeão do ATP 250 de Adelaide no fim de semana, era seu provável adversário na segunda rodada, mas o jogão não vai acontecer. Nesta segunda, Kokkinakis perdeu sua estreia no Australian Open para o qualifier alemão Yannick Hanfmann (#126): 6/2, 6/3 e 6/2.

Na sessão noturna, Alexander Zverev (#3) também fez seu dever de casa, ainda que sem uma atuação especialmente brilhante. Fez 7/6(3), 6/1 e 7/6(1) diante do compatriota Daniel Altmaier (#91) e também passou à segunda rodada. Sascha é o segundo mais cotado ao título pelas casas de apostas e vai encarar na próxima fase o australiano John Millman, que superou o espanhol Feliciano López por 6/1, 6/3, 4/6 e 7/5. Vale lembrar que Nadal e Zverev estão em rota de colisão em Melbourne. Caso continuem avançando, os dois vão se encontrar já nas quartas de final.

Outro nome de peso que venceu nesta segunda foi Matteo Berrettini (#7). O italiano precisou salvar dois set points para não ficar a um set da eliminação, mas superou o americano Brandon Nakashima (#68) por 4/6, 6/2, 7/6(5) e 6/2. O italiano está bem cotado para ir longe porque ocupa o quadrante que tinha Djokovic. Sem o sérvio, Matteo agora é o principal cabeça de chave ali e favorito para alcançar as semifinais. Seu próximo jogo será contra o americano Stefan Kozlov (#168).

Também vale destacar as vitórias do canadense Denis Shapovalov (#14) e do polonês Hubert Hurkacz (#10). Shapo teve seus altos e baixos de sempre, mas desfez-se do sérvio Laslo Djere (#52) por 7/6(3), 6/4, 3/6 e 7/6(3). Hubie também perdeu um set e avançou. Bateu o bielorrusso Egor Gerasimov por 6/2, 7/6(3), 6/7(5) e 6/3.

Entre as mulheres, as atenções se voltaram para Ashleigh Barty, atual número 1 do mundo, e Naomi Osaka (#14), que defende seu título em Melbourne. Na sessão diurna, Naomi superou a colombiana Camila Osorio (#50) por 6/3 e 6/3. A japonesa teve seus altos e baixos, mas esteve impecável nos momentos mais importantes, sobretudo no fim do primeiro set e no começo do segundo. Ela vai encarar a americana Madison Brengle (#54) na segunda fase.

Já na sessão noturna foi a vez de Ash brindar sua torcida com uma atuação linda do começo ao fim: fez 6/0 e 6/1 sobre a qualifier ucraniana Lesia Tsurenko (#119), deu uma simpática entrevista à ex-top 10 Jelena Dokic e avançou para ser favoritíssima novamente na segunda fase, quando vai enfrentar a qualifier italiana Lucia Bronzetti (#142). Caso sigam confirmando seu favoritismo, Barty e Osaka duelarão nas oitavas de final.

A segunda-feira também teve vitórias de Maria Sakkari (#8), Victoria Azarenka (#25), Elina Svitolina (#17), Belinda Bencic (#22) e Paula Badosa (#6). Todas estão bem cotadas na equilibrada chave feminina.

Vale ficar de olho

Enquanto o nível é mais parelho entre as mulheres, o torneio masculino tem um grupo de claros favoritos - especialmente Medvedev, Zverev, Nadal e Tsitsipas - e um segundo escalão correndo por fora. Entre estes, a primeira rodada foi especialmente boa para dois: o espanhol Carlos Alcaraz (#33) e o francês Gael Monfils (#19).


Alcaraz, de 18 anos, passou por cima do qualifier chileno Alejandro Tabilo (#136), fazendo 6/2, 6/2 e 6/3 e vai enfrentar na sequência o sérvio Dusan Lajovic. Monfils, por sua vez, superou com facilidade o argentino Federico Coria (#64): 6/1, 6/1 e 6/3. O veterano francês, aos 35 anos, vive ótima fase. Há pouco mais de uma semana, foi campeão do ATP 250 de Adelaide (1) ao superar o russo Karen Khachanov (#29) na final. Além disso, Gael está no quadrante que era ocupado por Djokovic e é considerado um forte candidato para brigar - pelo menos - por um lugar nas quartas de final.

Cabeças que rolaram

Nos 64 jogos disputados nesta segunda-feira, apenas três cabeças de chave foram eliminados. Na chave feminina, a americana Cori Gauff (#16) foi superada pela chinesa Qiang Wang (#110) por 6/4 e 6/2. Entre os homens, o sul-africano Lloyd Harris (#32) tombou diante do convidado australiano Aleksandar Vukic (#160) em quatro sets: 4/6, 6/3, 7/5 e 7/6(3).

O maior tombo, porém, veio com o britânico Cameron Norrie, #12 do mundo. Após três derrotas em três jogos na ATP Cup, o inglês caiu também na estreia em Melbourne. Levou 6/3, 6/0 e 6/4 do americano Sebastian Korda (#40, 21 anos), que enfrentará em seguida o francês Corentin Moutet (#115) e será favorito para alcançar pelo menos a terceira fase.

O que vem por aí

A programação de terça-feira na Rod Laver Arena, a quadra principal do Australian Open, inclui partidas de Garbiñe Muguruza, Iga Swiatek e Daniil Medvedev na sessão diurna, que começa às 21h desta segunda no horário de Brasília. Na sessão noturna, marcada para iniciar não antes das 5h (de Brasília) de terça, entram em quadra a bielorrussa Aryna Sabalenka contra a convidada australiana Storm Sanders e, por fim, o grego Stefanos Tsitsipas contra o sueco Mikael Ymer.

Os dois brasileiros que estreiam nesta terça estarão na Quadra 15. Primeiro, por volta das 23h, Thiago Monteiro enfrenta o francês Benoit Paire. Logo em seguida, Bia Haddad Maia joga contra a qualifier americana Katie Volynets. Os direitos de transmissão do Australian Open são do grupo Disney, que exibe jogos na ESPN 2 e no serviço de streaming Star+, que tem sinais de todas as quadras.

.

Quer saber mais? Conheça o programa de financiamento coletivo do Saque e Voleio e torne-se um apoiador. Com pelo menos R$ 15 mensais, apoiadores têm acesso a conteúdo exclusivo (newsletter, podcast e Saque e Voleio TV), lives restritas a apoiadores, além de ingresso em grupo de bate-papo no Telegram, participação no Circuito dos Palpitões e promoções imperdíveis como esta.

Acompanhe o Saque e Voleio no Twitter, no Facebook e no Instagram.