Milton Neves

Milton Neves

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
Opinião

A melhor entrevista da vida de Paulo Cezar Caju

Em 50 anos de rádio, já fiz entrevista a dar com pau.

Principalmente com ex-jogadores, que, enquanto eu viver, não morrerão ou serão esquecidos.

Mas, olha, ainda que veterano, tem dia que fico surpreso no "Domingo Esportivo Bandeirantes" com a qualidade dos convidados garimpados por Guilherme Cimatti, um dos maiores nomes do jornalismo da nova geração.

E ontem, o bate-papo que tive com Paulo Cezar Lima me emocionou.

Nunca tinha ouvido o Caju tão à vontade, por mais de uma hora, falando sobre sua brilhante carreira, sua agitada vida e sua feliz passagem pelo futebol francês.

Ouçam no player abaixo e matem a saudade de quando o futebol brasileiro tinha craques de verdade:

No Rio de Janeiro, da esquerda para direita, Marvin Júnior, Jacob Miller, Paulo Cézar Caju e Bob Marley. Crédito da foto: Portal UOL.

No Rio de Janeiro, da esquerda para direita, Marvin Júnior, Jacob Miller, Paulo Cézar Caju e Bob Marley. Crédito da foto: Portal UOL.

Continua após a publicidade

 No Rio de Janeiro, da esquerda para direita, Marvin Júnior, Jacob Miller, Paulo Cézar Caju e Bob Marley. Crédito da foto: Portal UOL.

No Rio de Janeiro, da esquerda para direita, Marvin Júnior, Jacob Miller, Paulo Cézar Caju e Bob Marley. Crédito da foto: Portal UOL.

Da esquerda para a direita, José Favile Neto é o sexto e Paulo César Caju é o sétimo. Imagem: Placar

Da esquerda para a direita, José Favile Neto é o sexto e Paulo César Caju é o sétimo. Imagem: Placar

Durante o Terceiro Tempo, Zé Roberto e Paulo César Caju, que ganharam coolers da Brahma

Durante o Terceiro Tempo, Zé Roberto e Paulo César Caju, que ganharam coolers da Brahma

Continua após a publicidade

Jairzinho, Tresor e Paulo Cézar Caju em 1975, quando defendiam o Olympique de Marseille. Foto: Reprodução/In My Ear

Jairzinho, Tresor e Paulo Cézar Caju em 1975, quando defendiam o Olympique de Marseille. Foto: Reprodução/In My Ear

Paulo César Caju com seu Fiat 124, Renato Gaúcho com seu Passatera e De Leon com seu MP Lafer, Josimar andava de limusine, Paulo Isidoro com sua Mercedes, Bebeto e seu Monza, Gilberto Fubá e sua BMW, Pelé com sua Mercedes. Imagem: Revista Placar

Paulo César Caju com seu Fiat 124, Renato Gaúcho com seu Passatera e De Leon com seu MP Lafer, Josimar andava de limusine, Paulo Isidoro com sua Mercedes, Bebeto e seu Monza, Gilberto Fubá e sua BMW, Pelé com sua Mercedes. Imagem: Revista Placar

Cláudio Adão escalou assim sua Seleção de todos os tempos. Goleiro: Cejas; laterais: Carlos Alberto Torres e Júnior; zagueiros: Ramos Delgado e Figueroa; meias: Clodoaldo, Carpegiani, Adílio, Zico e Pelé; atacante: Paulo César Caju; técnico: Didi. Imagem: Revista Placar

Cláudio Adão escalou assim sua Seleção de todos os tempos. Goleiro: Cejas; laterais: Carlos Alberto Torres e Júnior; zagueiros: Ramos Delgado e Figueroa; meias: Clodoaldo, Carpegiani, Adílio, Zico e Pelé; atacante: Paulo César Caju; técnico: Didi. Imagem: Revista Placar

Continua após a publicidade

Jogadores posam para a foto antes do jogo contra a Inglaterra. A partida foi realizada no dia 7 de junho de 1970. O Brasil venceu por 1 a 0, gol de Jairzinho. No alto, da esquerda para a direita: Carlos Alberto Torres; Brito; Piazza; Félix; Clodoaldo; Everaldo; Admildo Chirol. Em baixo, da esquerda para a direita: Jairzinho; Rivelino; Tostão; Pelé; Paulo Cézar Caju. Foto: UOL

Jogadores posam para a foto antes do jogo contra a Inglaterra. A partida foi realizada no dia 7 de junho de 1970. O Brasil venceu por 1 a 0, gol de Jairzinho. No alto, da esquerda para a direita: Carlos Alberto Torres; Brito; Piazza; Félix; Clodoaldo; Everaldo; Admildo Chirol. Em baixo, da esquerda para a direita: Jairzinho; Rivelino; Tostão; Pelé; Paulo Cézar Caju. Foto: UOL

Campeões com o Brasil na Copa de 1970, Félix, à esquerda, Paulo César Caju, segundo à esquerda, e Jairzinho, à direita, presenteiam o então Ministro da Saúde, José Gomes Temporão, com uma camisa da seleção durante solenidade pelo Dia Mundial de Luta contra Hepatites Virais, em 28 de julho de 2010. Foto: UOL

Campeões com o Brasil na Copa de 1970, Félix, à esquerda, Paulo César Caju, segundo à esquerda, e Jairzinho, à direita, presenteiam o então Ministro da Saúde, José Gomes Temporão, com uma camisa da seleção durante solenidade pelo Dia Mundial de Luta contra Hepatites Virais, em 28 de julho de 2010. Foto: UOL

Da esquerda para a direita, em pé: Moreira, Félix, Brito, Sebastião Leônidas, Carlos Roberto e Valtencir. Agachados: Nado, Gérson, Roberto Miranda, Jairzinho e Paulo Cezar. Foto enviada por José Alves

Da esquerda para a direita, em pé: Moreira, Félix, Brito, Sebastião Leônidas, Carlos Roberto e Valtencir. Agachados: Nado, Gérson, Roberto Miranda, Jairzinho e Paulo Cezar. Foto enviada por José Alves

Continua após a publicidade

Em pé, da esquerda para a direita: Paulo Roberto, Mazaropi, Baidek, China, Paulo César e Hugo de León. Agachados: Renato Gaúcho, Osvaldo, Tarciso, Paulo César Caju e Mário Sérgio. Foto: Reprodução/Revista FOOTBALL

Em pé, da esquerda para a direita: Paulo Roberto, Mazaropi, Baidek, China, Paulo César e Hugo de León. Agachados: Renato Gaúcho, Osvaldo, Tarciso, Paulo César Caju e Mário Sérgio. Foto: Reprodução/Revista FOOTBALL

Em pé, da esquerda para a direita: Cláudio Coutinho, Carlos Alberto Parreira, Carlos Alberto Torres, Piazza, Brito, Clodoaldo, Everaldo e Zagallo. Agachados da esquerda para a direita: o segundo é Mário Américo, seguido por Jairzinho, Rivellino, Tostão, Pelé, Paulo César Caju e Nocaute Jack. Foto: Divulgação

Em pé, da esquerda para a direita: Cláudio Coutinho, Carlos Alberto Parreira, Carlos Alberto Torres, Piazza, Brito, Clodoaldo, Everaldo e Zagallo. Agachados da esquerda para a direita: o segundo é Mário Américo, seguido por Jairzinho, Rivellino, Tostão, Pelé, Paulo César Caju e Nocaute Jack. Foto: Divulgação

Em 1973, no Estádio da Luz, em Portugal, o time contava com, da esquerda para direita: Keiser, Badeco, Geroge Best, o goleiro Gordon Banks, Bobby Charlton e Paulo César Cajú

Em 1973, no Estádio da Luz, em Portugal, o time contava com, da esquerda para direita: Keiser, Badeco, Geroge Best, o goleiro Gordon Banks, Bobby Charlton e Paulo César Cajú

Continua após a publicidade

Ao lado de Paulo César Caju e Zé Roberto

Ao lado de Paulo César Caju e Zé Roberto

Lever, Félix, Paulo César Cajú, Jairzinho, Daniel e Coutinho. Foto enviada por José Eduardo Savóia

Lever, Félix, Paulo César Cajú, Jairzinho, Daniel e Coutinho. Foto enviada por José Eduardo Savóia

Diretor social Milton Ramiro, presidente do conselho Bira, presidente Dorival Fernandes, Paulo César Cajú, Daniel e Vampeta. Foto enviada por José Eduardo Savóia

Diretor social Milton Ramiro, presidente do conselho Bira, presidente Dorival Fernandes, Paulo César Cajú, Daniel e Vampeta. Foto enviada por José Eduardo Savóia

Continua após a publicidade

O polêmico craque da década de 70, Paulo César Caju é entrevistado por Roberto Avallone (de costas). <font color=#FF0000><B>Crédito da foto: Blog do Roberto Avallone</B></font>

O polêmico craque da década de 70, Paulo César Caju é entrevistado por Roberto Avallone (de costas). Crédito da foto: Blog do Roberto Avallone

Paulo César Caju (esquerda) e Enéas (direita) conversam durante um treinamento. Foto: Manchete Esportiva

Paulo César Caju (esquerda) e Enéas (direita) conversam durante um treinamento. Foto: Manchete Esportiva

Treinamento da Seleção Brasileira: Da esquerda para a direita: Brito, Gérson, Zé Maria (parcialmente encoberto), Everaldo, Luís Carlos Galter, Vaguinho, Zagallo, Tostão, Paulo César Caju (parcialmente encoberto), Carlos Alberto Parreira, Rivellino, Marco Antonio, Claudiomiro, Dirceu Lopes, Admildo Chirol e Eurico. Foto do Jornal do Brasil

Treinamento da Seleção Brasileira: Da esquerda para a direita: Brito, Gérson, Zé Maria (parcialmente encoberto), Everaldo, Luís Carlos Galter, Vaguinho, Zagallo, Tostão, Paulo César Caju (parcialmente encoberto), Carlos Alberto Parreira, Rivellino, Marco Antonio, Claudiomiro, Dirceu Lopes, Admildo Chirol e Eurico. Foto do Jornal do Brasil

Continua após a publicidade

Em 1971, o Brasil disputou a Copa Roca, na Argentina. Entre os jogadores, da esquerda para a direita temos: Dirceu Lopes, Paulo César Caju (com uma bela gola olímpica por baixo do agasalho da CBD) e Vaguinho. Foto enviada por Walter Roberto Peres e publicada na Revista Placar

Em 1971, o Brasil disputou a Copa Roca, na Argentina. Entre os jogadores, da esquerda para a direita temos: Dirceu Lopes, Paulo César Caju (com uma bela gola olímpica por baixo do agasalho da CBD) e Vaguinho. Foto enviada por Walter Roberto Peres e publicada na Revista Placar

Em pé: Piazza, Marinho Chagas, Clodoaldo, Wendell, Renato, Leão, Paulo César Caju, Dirceu, Leivinha, Luis Pereira e Zé Maria.Sentados: Valdomiro, Marco Antônio, Moisés, Carbone, Edu, Dario, Rodrigues Neto, Rivellino, Chiquinho Pastor, Jairzinho e Palhinha

Em pé: Piazza, Marinho Chagas, Clodoaldo, Wendell, Renato, Leão, Paulo César Caju, Dirceu, Leivinha, Luis Pereira e Zé Maria. Sentados: Valdomiro, Marco Antônio, Moisés, Carbone, Edu, Dario, Rodrigues Neto, Rivellino, Chiquinho Pastor, Jairzinho e Palhinha

Um belo time do Botafogo, no Maracanã. Em pé: Mura, Ubirajara Motta, Brito, Djalma Dias, Nei Conceição e Valtencir. Agachados: Zequinha, Paulo César Caju, Nei Oliveira, Roberto Miranda e Galdino. Foto enviada por Walter Roberto Peres e publicada na Revista Placar

Um belo time do Botafogo, no Maracanã. Em pé: Mura, Ubirajara Motta, Brito, Djalma Dias, Nei Conceição e Valtencir. Agachados: Zequinha, Paulo César Caju, Nei Oliveira, Roberto Miranda e Galdino. Foto enviada por Walter Roberto Peres e publicada na Revista Placar

Continua após a publicidade

Em 24 de maio de 1970, a Seleção Brasileira enfrentou o Combinado de Irapuato (cidade mexicana), antes da grande vitória diante da Tchecoslováquia (4 a 1). Neste amistoso o Brasil venceu por 3 a 0. A imagem mostra Tostão tentando "roubar" a bola do goleiro adversário. Pelé, à esquerda na foto vem acompanhando a jogada e, ao fundo, o outro brasileiro é Paulo César Caju. Foto enviada por Walter Roberto Peres e publicada na Revista Placar

Em pé: Moreira, Ubirajara, Nei Conceição, Moisés, Leônidas e Valtencir. Agachados: Rogério, Paulo César Caju, Ferretti, Nílson Dias e Torino. Foto enviada por Walter Roberto Peres e publicada na "Revista Manchete"

Paulo César (que na época ainda não era chamado de "Caju"), posou com a faixa de campeão carioca de 1971. O Fluminense, porém, venceu a decisão por 1 a 0. O gol foi do ponta-esquerda Lula, aos 42 minutos do segundo tempo.

O jornalista Juarez Araújo, Paulo César Caju e Jaimão

O jornalista Juarez Araújo, Paulo César Caju e Jaimão

A "família do coração" de Paulo César Caju apareceu na série de matérias que a "Revista Manchete" fez com parentes de jogadores durante a Copa de 70

Continua após a publicidade

Time do Botafogo em 1970 que atuou no "Robertão". Em pé, da esquerda para a direita: Moreira, Ubirajara, Nei Conceição, Moisés, Leônidas e Valtencir. Agachados: Zequinha, Careca, Roberto, Jairzinho e Paulo César Caju. Fonte: revista "O Cruzeiro"

Flamengo em 1973. Da esquerda para a direita, em pé, vemos Renato, Moreira, Fred, Chiquinho, Liminha e Rodrigues Neto; agachados estão Vicentinho, Paulo Cesar, Dario, Doval e Arílson

Flamengo em 1973. Da esquerda para a direita, em pé, vemos Renato, Moreira, Fred, Chiquinho, Liminha e Rodrigues Neto; agachados estão Vicentinho, Paulo Cesar, Dario, Doval e Arílson

Em foto da revista Placar vemos um time do Flamengo de 1973. Em pé estão o goleiro Renato, Moreira, Chiquinho, Fred, Liminha e Rodrigues Neto; agachados vemos Rogério, Paulo Cesar Caju, Dario, Zico e Arilson

Em foto da revista Placar vemos um time do Flamengo de 1973. Em pé estão o goleiro Renato, Moreira, Chiquinho, Fred, Liminha e Rodrigues Neto; agachados vemos Rogério, Paulo Cesar Caju, Dario, Zico e Arilson

 Em pé, da esquerda para a direita: Murilo, Manicera, Marco Aurélio, Onça, Carlinhos e Paulo Henrique. Agachados: Luís Carlos, Liminha, César Maluco, Fio Maravilha e Rodrigues Neto. A foto é do site Fla-Estatística

Continua após a publicidade

Em pé, da esquerda para a direita: Murilo, Manicera, Marco Aurélio, Onça, Carlinhos e Paulo Henrique. Agachados: Luís Carlos, Liminha, César Maluco, Fio Maravilha e Rodrigues Neto. A foto é do site Fla-Estatística

Seleção Brasileira em 1972. Em pé estão Mário Américo, Leão, Rodrigues Neto, Vantuir, Brito, Gérson, Tostão, Leivinha, Sérgio Valentim e Nocaute Jack; na fila do meio vemos Eurico, Dirceu Lopes, Clodoaldo, Jairzinho, Rivellino, Rogério, Marco Antônio e Piazza; sentados estão Zé Maria, Luis Carlos Galter, Dadá Maravilha, Marinho Peres, Paulo Cesar Caju e Lula

Seleção Brasileira em 1972. Em pé estão Mário Américo, Leão, Rodrigues Neto, Vantuir, Brito, Gérson, Tostão, Leivinha, Sérgio Valentim e Nocaute Jack; na fila do meio vemos Eurico, Dirceu Lopes, Clodoaldo, Jairzinho, Rivellino, Rogério, Marco Antônio e Piazza; sentados estão Zé Maria, Luis Carlos Galter, Dadá Maravilha, Marinho Peres, Paulo Cesar Caju e Lula

Festa do troféu "Melhores do Esporte", da Sogipa, em Porto Alegre (RS). A foto foi feita por Sérgio Neglia no dia 8 de abril de 2002. Só pontas foram homenageados. Na fila mais alta, da esquerda para a direita, estão: um jogador não identificado, Zagallo, outro não identificado, Loivo, mais três não identificados, Rogério (ex-Botafogo), Edu (ex-Santos), Romeu (cabeludo e encoberto), Robertinho (à frente de Romeu e de paletó marrom), Lico, Ortiz, Hilton Oliveira (de óculos), Capitão (camisa azul e à direita de Hilton de Oliveira), Paulo Borges (gravata cinza e terno escuro), Terto (atrás de Paulo de Borges), Gilson Porto (com o troféu), Edu Bala, um ponta não identificado, Mané Maria, Buião, Aladim, Pepe e Vaguinho. Na fila à frente: Valdomiro (gravata vermelha), Gilson Nunes, Maurício, Paulo Cézar Caju, João Paulo (ex-Guarani), Toquinho, Osni, João Paulo (paletó azul), João Paulo, Marinho, Jairzinho, um ponta não identificado, Lula e Sérgio Galocha

O Botafogo em 1971 antes de partida no Maracanã com Mura, Ubirajara, Nei Conceição, Osmar, Brito e Valtencir em pé e Zequinha, Carlos Roberto, Silva, Roberto e Paulo Cesar agachados. Foto enviada ao site pelo amigo Walter Peres

O Botafogo em 1971 antes de partida no Maracanã com Mura, Ubirajara, Nei Conceição, Osmar, Brito e Valtencir em pé e Zequinha, Carlos Roberto, Silva, Roberto e Paulo Cesar agachados. Foto enviada ao site pelo amigo Walter Peres

Continua após a publicidade

Seleção Brasileira de 1968 com os melhores do Robertão daquele ano. Em pé vemos Carlos Alberto, Félix, Roberto Dias, Brito, Gérson e Everaldo; agachados Mário Américo, Paulo Borges, Rivellino, Jairzinho, Pelé e Paulo César. Foto enviada pelo internauta Walter Peres

Seleção Brasileira de 1968 com os melhores do Robertão daquele ano. Em pé vemos Carlos Alberto, Félix, Roberto Dias, Brito, Gérson e Everaldo; agachados Mário Américo, Paulo Borges, Rivellino, Jairzinho, Pelé e Paulo César. Foto enviada pelo internauta Walter Peres

Paulo César Caju foi campeão carioca em 1968

Paulo César Caju foi campeão carioca em 1968

Fogão em campo em 1968 antes de clássico contra o Flamengo. Em pé vemos Moreira, Cao, Zé Carlos, Leônidas, Valtencir e Carlos Roberto; agachados estão Rogério, Gérson, Roberto, Jairzinho e Paulo César Caju

Fogão em campo em 1968 antes de clássico contra o Flamengo. Em pé vemos Moreira, Cao, Zé Carlos, Leônidas, Valtencir e Carlos Roberto; agachados estão Rogério, Gérson, Roberto, Jairzinho e Paulo César Caju

Continua após a publicidade

Em 1983, graças a uma generosa cortesia de um gremista, comandante da Varig, a comissão técnica do Grêmio, liderada por Valdyr Espinosa, recebeu uma fita de vídeo, à época, recurso tecnológico raro, de uma partida do clube alemão, Hamburgo, adversário do Tricolor Gaúcho na final do Mundial Interclubes daquele mesmo ano. Reparem na foto a "moderna" antena em cima da TV. O time do Olímpico se preparava para o jogo de Tóquio, na cidade de Gramado-RS, veja como os jogadores estão com os olhos grudados na TV, para observar o futuro adversário. Da esquerda para à direita: Mazaropi, Osvaldo, De León, Tarciso,o jornalista da TV Gaúcha, João Bosco Vaz, Baidek, Paulo César, Renato, Paulo Cézar Caju e Casemiro. Ithon Fritzen, Valdyr Espinosa, o jornalista da rádio Guaíba, Joabel Pereira, Mário Sérgio, Caio, China, Zeca, Banha, Paulo Roberto e Dr. Colla. Foto Crédito: Blog Oficial de Valdir Espinosa

Foto enviada pelo historiador Walter Roberto Peres, leitor do site. Caju era o meia-esquerda do infantil do Flamengo, em 1964. Ele é o penúltimo agachado

Foto enviada pelo historiador Walter Roberto Peres, leitor do site. Caju era o meia-esquerda do infantil do Flamengo, em 1964. Ele é o penúltimo agachado

Paulo Cesar Caju (o terceiro agachado, da esquerda para a direita) com craques da música. Toquinho é o segundo em pé. Chico Buarque é o segundo agachado. E o último agachado é ele mesmo! O saudoso Bob Marley

Paulo Cesar Caju (o terceiro agachado, da esquerda para a direita) com craques da música. Toquinho é o segundo em pé. Chico Buarque é o segundo agachado. E o último agachado é ele mesmo! O saudoso Bob Marley

Grêmio campeão mundial de 1983 após vitória sobre o Hamburgo por 2 a 1. Em pé vemos Paulo Roberto, Mazaropi, Baidek, China, Paulo César e De León; agachados estão Renato, Osvaldo, Tarciso, Paulo Cesar Caju e Mário Sérgio

Continua após a publicidade

Grêmio campeão mundial de 1983 após vitória sobre o Hamburgo por 2 a 1. Em pé vemos Paulo Roberto, Mazaropi, Baidek, China, Paulo César e De León; agachados estão Renato, Osvaldo, Tarciso, Paulo Cesar Caju e Mário Sérgio

Mais de 140 mil pessoas foram ao Maracanã e viram o Botafogo conquistar o campeonato carioca de 1968 após golear o Vasco por 4 a 0. Era o segundo bicampeonato estadual do Fogão na década (o primeiro foi em 1961/62)Em pé: Moreira, Cao, Zé Carlos, Sebastião Leônidas, Valtencir e Carlos Roberto. Agachados: Rogério, Gérson, Roberto Miranda, Jairzinho e Paulo Cezar Caju

Mais de 140 mil pessoas foram ao Maracanã e viram o Botafogo conquistar o campeonato carioca de 1968 após golear o Vasco por 4 a 0. Era o segundo bicampeonato estadual do Fogão na década (o primeiro foi em 1961/62) Em pé: Moreira, Cao, Zé Carlos, Sebastião Leônidas, Valtencir e Carlos Roberto. Agachados: Rogério, Gérson, Roberto Miranda, Jairzinho e Paulo Cezar Caju

Mais de 140 mil pessoas foram ao Maracanã e viram o Botafogo conquistar o campeonato carioca de 1968 após golear o Vasco por 4 a 0. Era o segundo bicampeonato estadual do Fogão na década (o primeiro foi em 1961/62)Em pé: Moreira, Cao, Zé Carlos, Sebastião Leônidas, Valtencir e Carlos Roberto. Agachados: Rogério, Gérson, Roberto Miranda, Jairzinho e Paulo Cezar Caju

Mais de 140 mil pessoas foram ao Maracanã e viram o Botafogo conquistar o campeonato carioca de 1968 após golear o Vasco por 4 a 0. Era o segundo bicampeonato estadual do Fogão na década (o primeiro foi em 1961/62) Em pé: Moreira, Cao, Zé Carlos, Sebastião Leônidas, Valtencir e Carlos Roberto. Agachados: Rogério, Gérson, Roberto Miranda, Jairzinho e Paulo Cezar Caju

Mais de 140 mil pessoas foram ao Maracanã e viram o Botafogo conquistar o campeonato carioca de 1968 após golear o Vasco por 4 a 0. Era o segundo bicampeonato estadual do Fogão na década (o primeiro foi em 1961/62)Em pé: Moreira, Cao, Zé Carlos, Sebastião Leônidas, Valtencir e Carlos Roberto. Agachados: Rogério, Gérson, Roberto Miranda, Jairzinho e Paulo Cezar Caju

Continua após a publicidade

Mais de 140 mil pessoas foram ao Maracanã e viram o Botafogo conquistar o campeonato carioca de 1968 após golear o Vasco por 4 a 0. Era o segundo bicampeonato estadual do Fogão na década (o primeiro foi em 1961/62) Em pé: Moreira, Cao, Zé Carlos, Sebastião Leônidas, Valtencir e Carlos Roberto. Agachados: Rogério, Gérson, Roberto Miranda, Jairzinho e Paulo Cezar Caju

Treino do Brasil em 69. Na foto, Rivellino deixava crescer seu primeiro bigodão e Joel Camargo, o açucareiro, está atrás do braço esquerdo do Reizinho do Parque. Toninho Guerreiro, Paulo César Caju, Scala, Brito, Rildo e Pelé sorriem felizes da vida

Treino do Brasil em 69. Na foto, Rivellino deixava crescer seu primeiro bigodão e Joel Camargo, o açucareiro, está atrás do braço esquerdo do Reizinho do Parque. Toninho Guerreiro, Paulo César Caju, Scala, Brito, Rildo e Pelé sorriem felizes da vida

Vejam o Botafogo na década de 1970 no gramado do Maracanã. Acima estão Perivaldo, Zé Carlos, Luizinho, Rodrigues Neto, Renê e Osmar; agachados temos Gil, Mendonça, Nílson Dias, Bráulio e Paulo César Caju

Vejam o Botafogo na década de 1970 no gramado do Maracanã. Acima estão Perivaldo, Zé Carlos, Luizinho, Rodrigues Neto, Renê e Osmar; agachados temos Gil, Mendonça, Nílson Dias, Bráulio e Paulo César Caju

Continua após a publicidade

Vejam Caju em sua passagem pelo Grêmio. O ex-ponta foi um verdadeiro andarilho do futebol

Vejam Caju em sua passagem pelo Grêmio. O ex-ponta foi um verdadeiro andarilho do futebol

Esta foto tem um grande apelo por mostrar Paulo César Caju no Corinthians. O ex-ponta, contratado como grande esperança da Fiel, decepcionou e vestiu a camisa alvinegra em apenas quatro jogos em 1981. Aqui vemos uma delas, em 25 de outubro. O jogo foi contra o São Paulo, pelo octogonal decisivo do Paulistão daquele ano. Com gols de Serginho e Éverton, o Tricolor venceu por 2 a 0 no Morumbi. Em pé vemos Rondinelli, Gomes, Zé Maria, Rafael, Caçapava e Wladimir; agachados estão Biro-Biro, Sócrates, Mário, Zenon e Paulo César Caju

Esta foto tem um grande apelo por mostrar Paulo César Caju no Corinthians. O ex-ponta, contratado como grande esperança da Fiel, decepcionou e vestiu a camisa alvinegra em apenas quatro jogos em 1981. Aqui vemos uma delas, em 25 de outubro. O jogo foi contra o São Paulo, pelo octogonal decisivo do Paulistão daquele ano. Com gols de Serginho e Éverton, o Tricolor venceu por 2 a 0 no Morumbi. Em pé vemos Rondinelli, Gomes, Zé Maria, Rafael, Caçapava e Wladimir; agachados estão Biro-Biro, Sócrates, Mário, Zenon e Paulo César Caju

Continua após a publicidade

No dia 14 de maio de 2001, o craque Paulo César Caju esteve no Trófeu Melhores do Ano

No dia 14 de maio de 2001, o craque Paulo César Caju esteve no Trófeu Melhores do Ano

O craque em três momentos

O craque em três momentos

Veja o esplendor de um craque e uma aula de como se bater na bola. Paulo César Caju, que também sabia das coisas, está prestando uma atenção danada

Continua após a publicidade

Veja o esplendor de um craque e uma aula de como se bater na bola. Paulo César Caju, que também sabia das coisas, está prestando uma atenção danada

Paulo César Caju, em visita ao CT do São Paulo, no dia 31 de agosto de 2007. A foto é de Marcio Roberto Torvano

Paulo César Caju, em visita ao CT do São Paulo, no dia 31 de agosto de 2007. A foto é de Marcio Roberto Torvano

Famosa linha de ataque do Fogão no final dos anos 60 e começo dos anos 70: Rogério, Gérson, Roberto Miranda, Jairzinho e Paulo César

Famosa linha de ataque do Fogão no final dos anos 60 e começo dos anos 70: Rogério, Gérson, Roberto Miranda, Jairzinho e Paulo César

Continua após a publicidade

Paulo César posa feliz ao lado de seu carro conversível

Paulo César posa feliz ao lado de seu carro conversível

Paulinho em time vascaíno. Em pé: Mazaropi. Paulinho Pereira. Orlando. Juan. Carlos Alberto Pintinho e João Luís. Agachados: Pai Santana (massagista), Wilsinho, Paulo Roberto, Roberto Dinamite, Catinha e Paulo Cézar Caju

Paulinho em time vascaíno. Em pé: Mazaropi. Paulinho Pereira. Orlando. Juan. Carlos Alberto Pintinho e João Luís. Agachados: Pai Santana (massagista), Wilsinho, Paulo Roberto, Roberto Dinamite, Catinha e Paulo Cézar Caju

Continua após a publicidade

Veja Paulo César Caju em sua primeira atuação pelo Timão e em uma foto do começo de 2000

Veja Paulo César Caju em sua primeira atuação pelo Timão e em uma foto do começo de 2000

Continua após a publicidade

Maio de 1974, da esquerda pra direita: Paulo Cézar Caju, César Maluco, Leivinha, Piazza e Marinho Peres treinavam para a Copa da Alemanha

Maio de 1974, da esquerda pra direita: Paulo Cézar Caju, César Maluco, Leivinha, Piazza e Marinho Peres treinavam para a Copa da Alemanha

Continua após a publicidade

Dois momentos de Paulo Cézar Caju

Dois momentos de Paulo Cézar Caju

Pelé e Paulo Cézar Caju conversam antes de um Santos e Flamengo. Foto: Divulgação

Pelé e Paulo Cézar Caju conversam antes de um Santos e Flamengo. Foto: Divulgação

Dois momentos de Paulo Cézar Caju

Continua após a publicidade

Dois momentos de Paulo Cézar Caju

Entre os candidatos à Bola de Prata da Revista Placar em 1972. Foto: Reprodução

Entre os candidatos à Bola de Prata da Revista Placar em 1972. Foto: Reprodução

Jogadores do Brasil na preparação para a Copa de 1970. Da esquerda para a direita, veja Leão, Marco Antônio, PC Caju, Rogério Hetmanek, Pelé, Brito e Jairzinho

Jogadores do Brasil na preparação para a Copa de 1970. Da esquerda para a direita, veja Leão, Marco Antônio, PC Caju, Rogério Hetmanek, Pelé, Brito e Jairzinho

Em 1988, em Nancy (França), no dia do jogo de despedida de Platini, amistoso entre França e Resto do Mundo. Pelé, Paulo Cézar Caju e Zico. Foto: Divulgação

Continua após a publicidade

Em 1988, em Nancy (França), no dia do jogo de despedida de Platini, amistoso entre França e Resto do Mundo. Pelé, Paulo Cézar Caju e Zico. Foto: Divulgação

Caju é o último agachado, da esquerda para a direita, pelo Olympique de Marseille, clube que defenteu entre 1974 e 1975. Foto: arquivo pessoal de Paulo Cézar Caju

Caju é o último agachado, da esquerda para a direita, pelo Olympique de Marseille, clube que defenteu entre 1974 e 1975. Foto: arquivo pessoal de Paulo Cézar Caju

Em sintonia com a moda dos anos 70. Foto: arquivo pessoal de Paulo Cézar Caju

Em sintonia com a moda dos anos 70. Foto: arquivo pessoal de Paulo Cézar Caju

Pugilistas? Rivellino e Paulo Cézar Caju brincam de boxear durante treino do Fluminense nas Laranjeiras, em 1976. Foto: Divulgação

Continua após a publicidade

Pugilistas? Rivellino e Paulo Cézar Caju brincam de boxear durante treino do Fluminense nas Laranjeiras, em 1976. Foto: Divulgação

Em 1975, na França, quando defendia o Olympique de Marseille. Foto: Divulgação

Em 1975, na França, quando defendia o Olympique de Marseille. Foto: Divulgação

O Botafogo no Maracanã em 1971

O Botafogo no Maracanã em 1971

Paulo Cézar Caju e Carlos Alberto Spina (ex-Matsubara) em outubro de 2019. Foto: arquio pessoal de Carlos Alberto Spina

Continua após a publicidade

Paulo Cézar Caju e Carlos Alberto Spina (ex-Matsubara) em outubro de 2019. Foto: arquio pessoal de Carlos Alberto Spina

Paulo Cézar Caju e Carlos Alberto Spina (ex-Matsubara) em outubro de 2019. Foto: arquio pessoal de Carlos Alberto Spina

Paulo Cézar Caju e Carlos Alberto Spina (ex-Matsubara) em outubro de 2019. Foto: arquio pessoal de Carlos Alberto Spina

Combinado Vitória/Fluminense, que no dia 13 de junho de 1976 derrotou um combinado de jogadores estrangeiros, por 3 a 1. Em pé: Andrada, Carlos Alberto Torres, Carlos Alberto Pintinho, Joãozinho, Altivo e Rodrigues Neto. Agachados: Osni, Rivellino, Paulo Cézar Caju, Fischer, Dirceu e Gaguinho (massagista).

Combinado Vitória/Fluminense, que no dia 13 de junho de 1976 derrotou um combinado de jogadores estrangeiros, por 3 a 1. Em pé: Andrada, Carlos Alberto Torres, Carlos Alberto Pintinho, Joãozinho, Altivo e Rodrigues Neto. Agachados: Osni, Rivellino, Paulo Cézar Caju, Fischer, Dirceu e Gaguinho (massagista).

Pausa para um café durante treino da seleção brasileira nos anos 70

Continua após a publicidade

Pausa para um café durante treino da seleção brasileira nos anos 70

Descontração durante treino da seleção brasileira na preparação para a Copa de 70. Em pé, Rivelino, Paulo Cézar Caju e Edu. Pelé observa a bola no pé de Rivellino e Dirceu Lopes, à direita, fez um gorro com sua camisa de treino

Descontração durante treino da seleção brasileira na preparação para a Copa de 70. Em pé, Rivelino, Paulo Cézar Caju e Edu. Pelé observa a bola no pé de Rivellino e Dirceu Lopes, à direita, fez um gorro com sua camisa de treino

No dia 8 de março de 1977 jogadores da seleção brasileira receberam do então Ministro do Trabalho, Arnaldo Prieto, carteiras de trabalho como jogadores profissionais. Carlos Alberto Torres recebendo sua carteira. Sentado na mesma mesa aparece Emerson Leão e na mesa da frente Paulo Cezar Lima.

No dia 8 de março de 1977 jogadores da seleção brasileira receberam do então Ministro do Trabalho, Arnaldo Prieto, carteiras de trabalho como jogadores profissionais. Carlos Alberto Torres recebendo sua carteira. Sentado na mesma mesa aparece Emerson Leão e na mesa da frente Paulo Cezar Lima.

Botafogo em 1977. Em pé: Ubirajara Alcântara, Renê, Osmar Guarnelli, Carbone, Rodrigues Neto e Perivaldo. Agachados: Toucinho (massagista), Gil, Paulo Cézar Lima, Dé, Nílson Dias e Mário Sérgio

Continua após a publicidade

Botafogo em 1977. Em pé: Ubirajara Alcântara, Renê, Osmar Guarnelli, Carbone, Rodrigues Neto e Perivaldo. Agachados: Toucinho (massagista), Gil, Paulo Cézar Lima, Dé, Nílson Dias e Mário Sérgio

Seleção na vitória de 1 a 0 sobre a Inglaterra na Copa de 70. Em pé: Carlos Alberto, Brito, Piazza, Félix, Clodoaldo, Everaldo e Admildo Chirol. Agachados: Jairzinho, Rivellino, Tostão, Pelé e Paulo Cézar Lima

Seleção na vitória de 1 a 0 sobre a Inglaterra na Copa de 70. Em pé: Carlos Alberto, Brito, Piazza, Félix, Clodoaldo, Everaldo e Admildo Chirol. Agachados: Jairzinho, Rivellino, Tostão, Pelé e Paulo Cézar Lima

Encontro de ex-jogadores do Flu. Atrás estão Delei, Carlos Alberto Pintinho, Paulo Cézar Caju e Gil. Sentados: Rubens Galaxe, Mário e Carlinhos. Foto: arquivo pessoal de Carlinhos

Encontro de ex-jogadores do Flu. Atrás estão Delei, Carlos Alberto Pintinho, Paulo Cézar Caju e Gil. Sentados: Rubens Galaxe, Mário e Carlinhos. Foto: arquivo pessoal de Carlinhos

Carlinhos, Rivellino e Paulo Cézar Caju em encontro de ex-jogadores do Fluminense. Foto: arquivo pessoal de Carlinhos

Continua após a publicidade

Carlinhos, Rivellino e Paulo Cézar Caju em encontro de ex-jogadores do Fluminense. Foto: arquivo pessoal de Carlinhos

Buião, com o troféu, sendo homenageado durante o sétimo encontro da "Confraria Amigos da Bola", em Curitiba, no dia 01 de outubro de 2018. Na fileira de cima vemos Paulo César Caju, Alex (de camisa verde), Rivellino, Caxias e Sicupira (de camisa rosa)

Botafogo em 1971. Em pé: Carlos Alberto Torres, Ubirajara Motta, Brito, Nei Conceição, Leônidas e Paulo Henrique. Agachados: Zequinha, Carlos Roberto, Nílson Dias, Jairzinho e Paulo Cézar Caju.

Botafogo em 1971. Em pé: Carlos Alberto Torres, Ubirajara Motta, Brito, Nei Conceição, Leônidas e Paulo Henrique. Agachados: Zequinha, Carlos Roberto, Nílson Dias, Jairzinho e Paulo Cézar Caju.

Botafogo em 1969. Em pé: Moreira, Cao, Chiquinho, Moisés, Valtencir e Carlos Roberto. Agachados: Rogério, Afonsinho, Ferretti, Jairzinho e Paulo Cezar Caju.

Botafogo em 1969. Em pé: Moreira, Cao, Chiquinho, Moisés, Valtencir e Carlos Roberto. Agachados: Rogério, Afonsinho, Ferretti, Jairzinho e Paulo Cezar Caju.

Continua após a publicidade

Festa dos veteranos do Fluminense em 2017, Erivelto, Paulo Cézar Caju e Gil, que jogaram juntos na "Máquina Tricolor"

Corinthians 1 x 1 XV de Jaú, campeonato paulista dia 01 de novembro de 1981. Em pé: Rondinelli, Zé Maria, Rafael, Gomes, Caçapava e Wladimir. Agachados: Eduardo, Biro-Biro (autor do gol), Sócrates, Zenon e Paulo Cézar Caju

Corinthians 1 x 1 XV de Jaú, campeonato paulista dia 01 de novembro de 1981. Em pé: Rondinelli, Zé Maria, Rafael, Gomes, Caçapava e Wladimir. Agachados: Eduardo, Biro-Biro (autor do gol), Sócrates, Zenon e Paulo Cézar Caju

Sergio Ramirez ao lado de Paulo Cezar Caju

Sergio Ramirez ao lado de Paulo Cezar Caju

Em 2018. Marcos Falopa e Paulo César Caju estão ao centro cercados por amigos. Foto: Arquivo pessoal/Marcos Falopa

Continua após a publicidade

Em 2018. Marcos Falopa e Paulo César Caju estão ao centro cercados por amigos. Foto: Arquivo pessoal/Marcos Falopa

Alguns dos destaques do futebol carioca no começo dos anos 70. Andrada, Marco Antônio, Jairzinho, Paulo Cézar Caju, Jorge Mendonça e Edu Coimbra. Reprodução

Alguns dos destaques do futebol carioca no começo dos anos 70. Andrada, Marco Antônio, Jairzinho, Paulo Cézar Caju, Jorge Mendonça e Edu Coimbra. Reprodução

Pelé e Paulo César Caju. Foto: reprodução

Pelé e Paulo César Caju. Foto: reprodução

O banco de reservas do Brasil no duelo diante da seleção sergipana, realizado em 9 de julho de 1969, dia da inauguração do Estádio Estadual Lourival Baptista, em Aracaju-SE. Da esquerda para a direita, veja Everaldo, Rivellino, Dirceu Lopes, Zé Maria, Paulo Cézar Caju e Brito. Foto enviada pelo internauta Amós Silva Menezes

Continua após a publicidade

O banco de reservas do Brasil no duelo diante da seleção sergipana, realizado em 9 de julho de 1969, dia da inauguração do Estádio Estadual Lourival Baptista, em Aracaju-SE. Da esquerda para a direita, veja Everaldo, Rivellino, Dirceu Lopes, Zé Maria, Paulo Cézar Caju e Brito. Foto enviada pelo internauta Amós Silva Menezes

Paulo César esteve na seleção do Campeonato Brasileiro de 1972 e levou o prêmio Bola de Prata de melhor atacante.

Paulo César esteve na seleção do Campeonato Brasileiro de 1972 e levou o prêmio Bola de Prata de melhor atacante.

Jairzinho, Rivellino, Tostão, Pelé e Paulo César Cajú, com a camisa da Seleção Brasileira, em 1970. Foto: reprodução

Jairzinho, Rivellino, Tostão, Pelé e Paulo César Cajú, com a camisa da Seleção Brasileira, em 1970. Foto: reprodução

O presidente da França, François Hollande foi recebido pelo ex-jogador Paulo César Caju em sua chegada ao Rio de Janeiro para os Jogos Olímpicos, no dia 4 de agosto de 2016. Foto: Jack Guez/AFP Photo

Continua após a publicidade

O presidente da França, François Hollande foi recebido pelo ex-jogador Paulo César Caju em sua chegada ao Rio de Janeiro para os Jogos Olímpicos, no dia 4 de agosto de 2016. Foto: Jack Guez/AFP Photo

Paulo César Caju ao lado da filha do ex-goleiro Félix, a Paty, em 2016. Foto: reprodução

Paulo César Caju ao lado da filha do ex-goleiro Félix, a Paty, em 2016. Foto: reprodução

Paulo Cézar Caju e Afonsinho, em um treino do Botafogo, na década de 1960. Foto: reprodução

Paulo Cézar Caju e Afonsinho, em um treino do Botafogo, na década de 1960. Foto: reprodução

Paulo César Caju, Gil e Manfrini, em 2015. Foto: arquivo pessoal de Gil

Continua após a publicidade

Paulo César Caju, Gil e Manfrini, em 2015. Foto: arquivo pessoal de Gil

Após a Copa do Mundo de 1970. Da esquerda para a direita, Paulo Cézar Caju, Pelé, Roberto Miranda, Marco Antonio, Baldochi, Brito, Presidente Médici, José Fontana Anchieta e Everaldo. Foto enviada por Moises Bueno

Após a Copa do Mundo de 1970. Da esquerda para a direita, Paulo Cézar Caju, Pelé, Roberto Miranda, Marco Antonio, Baldochi, Brito, Presidente Médici, José Fontana Anchieta e Everaldo. Foto enviada por Moises Bueno

Em 1975 e em 2014

Em 1975 e em 2014

Paulo César Caju e o alemão Beckenbauer que foi presidente do Bayern Munique e presidente da Bayern Munique FC AG, clube com o qual tem sua história entrelaçada

Continua após a publicidade

Paulo César Caju e o alemão Beckenbauer que foi presidente do Bayern Munique e presidente da Bayern Munique FC AG, clube com o qual tem sua história entrelaçada

Confira entrevista de Paulo César Caju ao Portal UOL, publicada no dia 18 de abril de 2015. Imagem: Reprodução/UOL

Confira entrevista de Paulo César Caju ao Portal UOL, publicada no dia 18 de abril de 2015. Imagem: Reprodução/UOL

Muito estilo na seleção da Bola de Preta de 1972. Da esquerda para a direita, em pé: Aranha (Remo), Marinho Chagas (Botafogo), Figueroa (Internacional), Beto Bacamarte (Grêmio), Leão (Palmeiras) e Piazza (Cruzeiro). Agachados: Osni (Vitória), Alberi (ABC), Zé Roberto (Coritiba), Ademir da Guia (Palmeiras) e Paulo César Caju (Flamengo). Foto: Rodolfo Rodrigues

Muito estilo na seleção da Bola de Preta de 1972. Da esquerda para a direita, em pé: Aranha (Remo), Marinho Chagas (Botafogo), Figueroa (Internacional), Beto Bacamarte (Grêmio), Leão (Palmeiras) e Piazza (Cruzeiro). Agachados: Osni (Vitória), Alberi (ABC), Zé Roberto (Coritiba), Ademir da Guia (Palmeiras) e Paulo César Caju (Flamengo). Foto: Rodolfo Rodrigues

Em 2014, na praia do Leblon. Foto: Pedro Ivo Almeida/UOL

Continua após a publicidade

Em 2014, na praia do Leblon. Foto: Pedro Ivo Almeida/UOL

Agosto de 1968: Brasil 4×1 Argentina. Em pé: Moreira, Félix, Brito, Leônidas, Carlos Roberto e Valtencir. Agachados: Nado, Gerson, Roberto, Jairzinho e Paulo Cesar. Crédito: movimentocarlitorocha.com.br. Legenda retirada do blog Tardes de Pacaembu

Agosto de 1968: Brasil 4×1 Argentina. Em pé: Moreira, Félix, Brito, Leônidas, Carlos Roberto e Valtencir. Agachados: Nado, Gerson, Roberto, Jairzinho e Paulo Cesar. Crédito: movimentocarlitorocha.com.br. Legenda retirada do blog Tardes de Pacaembu

PC Caju e Valtencir conversam em um treino do Botafogo. Foto retirada do blog Tardes de Pacaembu

PC Caju e Valtencir conversam em um treino do Botafogo. Foto retirada do blog Tardes de Pacaembu

Em 1980, Bob Marley e Caju bateram bola juntos. Foto: Reprodução/Twitter.com/AntiqueFootball

Continua após a publicidade

Em 1980, Bob Marley e Caju bateram bola juntos. Foto: Reprodução/Twitter.com/AntiqueFootball

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes