PUBLICIDADE
Topo

Milton Neves

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Milton: Parabéns, Mengálvio Figueiró, 82 anos!

Mengálvio em 25 de abril de 2013, durante homenagem aos campeões do mundo.  - Marcos Júnior Micheletti/Portal TT
Mengálvio em 25 de abril de 2013, durante homenagem aos campeões do mundo. Imagem: Marcos Júnior Micheletti/Portal TT
Conteúdo exclusivo para assinantes
Milton Neves

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

17/10/2021 10h13

Mengálvio Figueiró, um dos principais astros do Santos na década de 60, completa 82 anos neste domingo (17).

Catarinense da cidade de Laguna, ele foi registrado apenas dois meses depois de seu nascimento, em 17 de dezembro de 1939, e começou a jogar profissionalmente lá mesmo em seu estado natal, pela equipe do Barriga Verde.

Chegou à Vila Belmiro em 1960, após passar pela equipe gaúcha do Aimoré. Permaneceu no Santos até 1967, passando depois pelo Grêmio, retornou ao Santos e encerrou sua carreira na Colômbia, pelo Milionários.

Os principais títulos pelo Santos foram as duas Libertadores (1962 e 1963), Mundial Interclubes (1962 e 1963), Paulistas de 1960, 1961, 1962, 1964, 1965 e 1967, Taças Brasil de 1961, 1962, 1963, 1964 e 1965, e Torneios Rio-São Paulo de 1963, 1964 e 1966.

Parabéns, Mengálvio Figueiró, jogador único na técnica e até no nome, pois nunca teve e jamais terá um homônimo no futebol!

CLIQUE AQUI E VEJA A PÁGINA DE MENGÁLVIO NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"

No dia 16 de novembro de 2013, Pelé deu uma entrevista ao jornal Folha de S.Paulo sobre a comemoração dos 50 anos do bicampeonato mundial Interclubes. Crédito da foto: Eduardo Anizelli, Folha Press, reprodução.

Da esquerda para a direita, em pé: Carlos Alberto, Lima, Geraldino, Orlando, Gylmar e Mauro. Agachados: Toninho, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Abel. Ao fundo do time santista, vemos o jogador corintiano Flávio Minuano sendo entrevistado por Geraldo Blota. Foto: Revista "Era Pelé"

Denilson abraça Juvenal Juvêncio em sua chegada à festa promovida pela Associação dos Campeões Mundiais em 25 de abril de 2013 no Espaço Unyco, no Estádio do Morumbi. À esquerda, de costas, está Edu, ao lado de Mengálvio. Na mesa à direita está Jair da Costa. Foto: Marcos Júnior/Portal TT

Pelé, recuperando-se de cirurgia no quadril, é amparado por Rivellino e Clodoaldo no almoço dos campeões mundiais no Espaço Unyco, no Morumbi, em 25 de abril de 2013. Os três primeiros, da esquerda para a direita, são Juninho Paulista, Edu e Pepe e o último é Zé Maria. Atrás estão Cafu, Coutinho, Zito, Dino Sani e Mengálvio. Foto: Marcos Júnior/Portal TT

Um dos maiores ídolos do Santos em todos os tempos, Mengálvio, logo após chegar para o almoço de confraternização promovido pela Associação dos Campeões Mundiais em 25 de abril de 2013, no Espaço Unyco, no Estádio do Morumbi. Foto: Marcos Júnior/Portal TT

No almoço de confraternização promovido pela Associação dos Campeões Mundiais em 25 de abril de 2013, no Espaço Unyco, no Estádio do Morumbi. Foto: Marcos Júnior/Portal TT

Pensativo, o grande Mengálvio no almoço dos campeões mundiais de futebol em 25 de abril de 2013, no Espaço Unyco, no Estádio do Morumbi. Foto: Marcos Júnior/Portal TT

Mengálvio e Edu no almoço dos campeões mundiais de futebol em 25 de abril de 2013, no Espaço Unyco, no Estádio do Morumbi. Foto: Marcos Júnior/Portal TT

Em pé, da esquerda para a direita: Lima, Zito, Haroldo, Ismael, Modesto e Gylmar. Agachados, da esquerda para a direita: Toninho Guerreiro, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe. Foto: Reprodução/Revista do Santos

Em pé, da esquerda para a direita: Haroldo, Dalmo, Lima, Ismael, Gylmar e Mauro. Agachados, da esquerda para a direita: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Almir, Pepe e o massagista Macedo. Foto: Reprodução/Revista do Santos

Em pé, da esquerda para a direita, Lima, Zito, Calvet, Olavo e Laércio. Agachados, da esquerda para a direita, Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe. Foto: Reprodução/Revista do Santos

Em pé, da esquerda para a direita, Joel Camargo, Zito, Olavo, Geraldino, Mauro Ramos e Laércio. Agachados, da esquerda para a direita, Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe. Foto: Reprodução/Revista do Santos

Em pé, da esquerda para a direita: Chico Formiga, Dalmo Gaspar, Zito, Mauro Ramos, Getúlio e Laércio. Agachados: Sormani, Mengálvio, Ney Blanco, Pelé e Pepe

Coutinho e Mengálvio atendem a pequenos fãs juventinos. Foto: Site oficial do Juventus

Coutinho e Mengálvio distribuem autógrafos para fãs. Foto: Site oficial do Juventus

Time do Santos quando foi colocar a faixa de tri-campeão catarinense no Esporte Clube Metropol. Em pé da esquerda para direita: Joel, Mengálvio, Geraldino, Ismael, Gilmar, Mauro e repórter. Agachados: Batista, Rossi, Coutinho, Almir e Pepe

Confira notas sobre Mengálvio perder o lugar no Santos e sobre Eusébio ser visto "lento" por treinador. Imagem reprodução do jornal "O Globo"

Confira notas sobre o clássico Santos x Benfica, onde os santistas estavam atrás de prêmio espetacular e sobre o preço do futebol e o do pires de leite. Imagem reprodução do jornal "O Globo"

Jogo amistoso dos Veteranos do Santos contra o Regatas Campinas. O segundo, da esquerda para a direita é Mengálvio, seguido por Roberto Diogo e Diogo. Foto enviada por Roberto Diogo

Diogo, Mengálvio, Edu, Roberto Diogo e Julio César, em 20 de maio de 2012, em Sousas, na Grande Campinas. Foto enviada por Roberto Diogo

Da esquerda para a direita, Mengálvio, Toninho e Ismael

Da esquerda para a direita, Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe. Foto enviada por Renato Meneses Fernandes

Linda foto do Santos Futebol Clube em 1965, em uma formação pouco comum das 11 camisas brancas mais famosas do mundo. Em pé, da esquerda para a direita: Carlos Alberto Torres, Lima, Orlando, Gylmar, Oberdan e Zé Carlos Silvério. Agachados: Dorval, Mengálvio, Del Vecchio, Toninho Guerreiro e Abel

Formação rara do Santos. Da esquerda para a direita, Zé Carlos Silvério, Irno, Calvet, volante não identificado, Getúlio e Mauro Ramos de Oliveira. Agachados: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe. Foto: Walter Peres

Da esquerda para a direita, em pé: Bruno, Irno, Ortunho, Calvet, Aírton Pavilhão e Élton. Agachados: o técnico Foguinho, Marino, Milton, Alfeu, Mengálvio, Jurandir e o massagista Ataíde. Foto enviada por José Alves

Em pé, da esquerda para a direita, Rodolfo Rodriguez, Everaldo, Manuel Maria, Luís Álvaro, Marcelo Fernandes, Clodoaldo, seguido por Negreiros e Mengálvio. Agachados, da esquerda para a direita, Maneco, Lalá, Serginho Chulapa, seguido pelo jornalista João Carlos Albuquerque e Gilberto Costa. Enviou: Marcos Barreiro

Ídolos do presente, em 1993, entregavam homenagens aos ex-jogadores que conquistaram o bicampeonato mundial: Mengálvio recebe o troféu observado por Milton Neves, no canto direito da foto.

O Santos jogou na Guatemala, em 1965. Da esquerda para a direita: Zito, Gylmar, Mauro Ramos de Oliveira, Oberdan, Mengálvio, Toninho Guerreiro, Carlos Alberto Torres, Pepe, Geraldino, Paulo Sant´Anna e Dorval. Foto: arquivo pessoal de Paulo Sant´Anna

Em pé, da esquerda para a direita: Jair Marinho, Zequinha, Nílton Santos, Zózimo, Gylmar e Mauro Ramos. Agachados: Garrincha, Mengálvio, Coutinho, Pelé, Pepe e o massagista Mário Américo. Foto: Revista do Esporte

Em pé, da esquerda para a direita: Mengálvio, Oberdan e Coutinho. Agachados: Bianqui é o primeiro, o terceiro é Negreiros, seguido por Aloísio Guerreiro e Everaldo

A torcida do Aimoré Moreira homenageou o craque Mengálvio em 2011. Ele foi revelado pelo clube gaúcho em 1957. Foto Site do Santos Futebol Clube

Em pé, da esquerda para a direita: Zé Carlos, Zito, Dalmo, Calvet, Mauro e Laércio. Agachados, da esquerda para a direita: Sormani, Mengálvio, Coutinho, Pelé, Pepe e o massagista Macedo. Foto: Walter Peres

Em pé, da esquerda para a direita: Djalma Santos, Zito, Altair, Cláudio Danni, Gylmar e Mauro. Agachados: Dorval, Mengálvio, Amarildo, Pelé e Pepe. Foto enviada pelo internauta Walter Roberto Peres

A foto não é das mais nítidas, mas é importante publicá-la pela quantidade de figuras históricas que aparecem nela. Em pé, da esquerda para a direita: Coutinho, Pepe, Haroldo, Carlos Alberto Torres, Mengálvio, Lima, Toninho Guerreiro, Pelé, Dr. Daló, Batista, Lula, Beraldo, Nestor, Mauro, Laércio, Teixeira e Modesto. Agachados: Santana, Dé, Geraldino, Rossi, Peixinho, Cláudio, Abel e Macedo. Foto: Arquivo pessoal de Beraldo Linhares

Da esquerda para a direita, o massagista Beraldo Linhares é o primeiro, Mengálvio aparece em terceiro e o último é Toninho Guerreiro. Foto: Arquivo Pessoal de Beraldo Linhares

Em pé, da esquerda para a direita: Laércio, Geraldino, Mengálvio, Calvet, Gilmar e Haroldo. Agachados, da esquerda para a direita: Dorval, Osvaldo Rossi, Coutinho, Pelé e Pepe. Foto: Walter Peres

Esta é a equipe do Barriga Verde, da cidade de Laguna-SC. Mengálvio, que é natural desta cidade, atuou na equipe, antes de ir para o Aimoré de São Leopoldo-RS e Santos Futebol Clube. Ele é o segundo agachado, da esquerda para a direita. Foto: Jornal Zero Hora, de Porto Alegre-RS

E nesta imagem, no lugar do lateral-esquerdo Dalmo está Milton Neves. Em pé, da esquerda para a direita: Lima, Zito, Milton Neves, Calvet, Gylmar e Mauro Ramos de Oliveira. Agachados; Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe

Grande Mengálvio, ex-meia do Santos. Foto: Samir Carvalho/iG

No Salão de Mármore do Santos Futebol Clube, em 10 de fevereiro de 2011. O querido santista Carlos Argenti Pereira abraçando Mengálvio. Atrás, à direita, está Pepel Foto enviada por Carlos Argenti Pereira

Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe. Autor: Darcy

Em pé, da esquerda para a direita: Dalmo, Calvet, Zito, Fioti, Mauro Ramos e Lalá. Agachados: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe

Em pé, da esquerda para a direita: Bianqui, Kaneco, Lalá, Neymar, Paulo Henrique Ganso, Mengálvio, Edu, Jamelli, Aluísio Guerreiro e Coutinho. Agachados: Everaldo, Gilberto Costa e Maneco

Juntos no salão nobre da Vila, em fevereiro de 2011, Mengálvio, Oberdan, Gigi e Coutinho. Foto: Carlos Mano Prieto, o Gigi

Juntos no salão nobre da Vila, em fevereiro de 2011, Mengálvio, com o dedo em riste Oberdan, Coutinho, Everaldo e a mão de Joel Camargo. Foto: Carlos Mano Prieto, o Gigi

Juntos no salão nobre da Vila, em fevereiro de 2011, Mengálvio e Everaldo. Foto: Carlos Mano Prieto, o Gigi

Mengálvio e Elano juntos no salão nobre da Vila, em fevereiro de 2011, meio-campistas do Santos de duas épocas. Foto: Carlos Mano Prieto, o Gigi

Em pé: Formiga, Dalmo, Zito, Mauro, Dalmo, Getúlio e Laércio. Agachados: Sormani, Mengálvio, Ney Blanco, Pelé e Pepe

Da esquerda para a direita, de frente para trás, vemos Coutinho, Mengálvio, Lima, Dalmo (de mão levantada), Pepe (sozinho no meio), Dorval (também de mão levantada), Gylmar e, lá atrás, Ismael, que jogou um bolão nessa partida. A foto é da agência "O Globo", de 16 de novembro de 1963, e foi publicada pela Folha de S. Paulo em 5 de setembro de 2010.

Toninho Becon, em pé, no centro da foto está com Mengálvio e Coutinho (sentados). Dorval está à direita na foto e à esquerda, mais atrás, está Marcão (ex-São Paulo). Foto enviada por Toninho Becon

Da esquerda para a direita, vemos: Bruno, Mengálvio, Irno, Marino e Suli. A foto é da revista "A Gazeta Esportiva Ilustrada", de 1960.

Gol de Placa - Criação de Joelmir - Até o filme "Pelé Eterno" fica com ciúmes dessa seqüência de fotos que retrata tão bem o histórico gol de placa de Pelé, em Castilho do Flu, no dia 5 de março de 1961 no Maracanã, pelo Torneio Rio-São Paulo. O número 6 do Tricolor é Clóvis, ex-Guarani, e veja nas fotos acima Pelé cercado por até 6 (seis) jogadores do Flu e vence a todos. Acompanham também o genial lance Pinheiro, Dorval e Coutinho. Tinha mesmo que ter nascido ali o "gol de placa", criação do então jornalista esportivo Joelmir Beting. As fotos são do livro "Eu sou Pelé", de Benedito Ruy Barbosa, editado em 1961, sendo a primeira obra específica em livro sobre o Rei do Futebol.

5 de março de 1961

Competição: Torneio Rio São Paulo.

Fluminense 1 x Santos 3.

Gols de : Pelé. Pelé. Pepe e Jaburu.

Local: Maracanã.

Árbitro: Olten Ayres de Abreu.

Renda: 2.685.317,00

Santos: Laércio, Fioti, Mauro, Calvet e Dalmo; Zito e Mengalvio (Nei); Dorval, Coutinho, Pelé e Pepe (Sormani).

Fluminense: Castilho, Jair Marinho, Pinheiro, Clovis (Paulo) e Altair; Edmilson e Paulinho; Telê Santana (Augusto), Valdo, Jaburu e Escurinho.

O Rei do Futebol e o Príncipe Philip se encontraram no Maracanã. O primeiro rosto à esquerda é de Mengálvio, seguido por Silvio Luiz e Benê Braga. Reali Jr. aparece com o rosto entre os microfones, lá atrás, e está em frente ao grande Aluani Neto. Pepe está entre Pelé e o marido da Rainha Elisabeth e a testa que aparece logo atrás do ponta-esquerda é de Calvet

A foto é de 1992, quando o Santos comemorava os 30 anos da conquista do primeiro mundial interclubes, diante do Benfica, de Portugal. Duas vitórias do Peixe: a primeira por 3 a 2, no Maracanã e a segunda por 5 a 2, em pleno Estádio da Luz, em Portugal. Milton Neves apresentou a festa, que homenageou os craques da conquista. Da esquerda para a direita: Coutinho, Gylmar dos Santos Neves, dirigente santista, Mauro Ramos de Oliveira, Oberdan, Geraldino, pessoa não identificada e Mengálvio

Grandes jogadores do passado durante encontro em Santos. Em pé, da esquerda para a direita, estão Mengálvio, Dorval, um torcedor, Lalá, Kaneco, Manga (saudoso ex-goleiro do Santos e da Briosa), Joel Camargo e Jorge Trombada. Agachados: João Paulo, Edu, Cláudio Moraes e o ex-ponta Afonsinho.

Charge de J.C. Lobo, no jornal A Tribuna, em 1964, sobre Mengálvio. Ela foi enviada por Walter Roberto Peres, de Santos (SP). O craque do Peixe era comparado ao simpático cachorro Pluto

Santos em 1962, ano do primeiro título mundial do alvinegro das praias. Em pé vemos Getúlio, Zito, Dalmo, Formiga, Mauro Ramos e Laércio; agachados estão Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe. Foto enviada ao site pelo internauta santista Walter Peres

Em pé: Lima, Zito, Roberto Dias, Rildo, Eduardo e Gylmar. Agachados: o massagista Mário Américo, Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé, Pepe e um integrante da comissão técnica.

Lima e Mengálvio, no dia 30 de agosto de 2008, homenageados com a inauguração de dois vestiários do CT Meninos da Vila.

A cerimônia de entrega das carterinhas do plano de saúde "Sinasa" reuniu alguns dos jogadores campeões do mundo pela Seleção Brasileira. Em pé da esquerda para à direita: pessoa não identificada, Ado, Joel Camargo, Mengávio, Pepe, Zito, o filho do ex-goleiro Gylmar dos Santos Neves, Marcelo Neves, o secretário de esportes do município de São Paulo, Walter Feldman, Dino Sani, Marco Aurélio Klein e pessoa não identificada. Agachados: Gilmar Rinaldi, Mauro Silva e Eduardo Jonas Américo.

Vejam Mengálvio com a camisa da seleção, que vestiu 14 vezes entre 1960 e 1963

Santos na década de 60. Em pé, da esquerda para a direita: Lima, Zito, Geraldino, Joel Camargo, Mauro Ramos de Oliveira e Laércio. Agachados: Peixinho, Mengálvio, Toninho, Pelé e Pepe. A foto foi tirada por Sarkis

A torcida de Campos do Jordão desenhou um colar de diamantes em homenagem à Seleção Brasileira que, meses depois, seria bicampeã do mundo, em 1962. A foto não é linda? E era só treino das seleções A e B, de Aimoré Moreira. Da esquerda para a direita, estão: De Sordi, Jair da Costa, Prado, Didi, Calvet, Altair, Zito, Pelé, Zagallo, Airton Pavilhão, Gylmar, Bellini, Laércio, Jair Marinho, Amarildo, Aldemar, Rildo, Zequinha, Pepe, Garrincha, Vavá e Mengálvio. A foto-relíquia é do livro "O Eterno Futebol", autobiografia do saudoso Mário Trigo, dentista da seleção nas vitoriosas campanhas da Suécia, Chile e México.

O álbum-relíquia é do livro "O Eterno Futebol", autobiografia do saudoso Mário Trigo, dentista da seleção nas vitoriosas campanhas da Suécia, Chile e México.

Quem nos mandou essa espetacular imagem, clicada pelo inesquecível fotógrafo Sarkis, foi o internauta Walter Roberto Peres. E sobre ela, nos escreveu o seguinte: "O Santos sempre foi um time respeitável e respeitador. Foi o campeão primordialmente da técnica e da disciplina, título obtido no passado pelos idos de 1927, o que deve ser preservado em qualquer esporte. Veja esta foto do Santos, em 1964, com os jogadores envergando camisas dos times cariocas, homenageando os clubes do então estado da Guanabara, como retribuição recebida aos torcedores dos vários clubes daquele estado pelo apoio durante as exibições no Maracanã, que culminaram com a conquista do Mundial Interclubes, em 1962". Em pé: Lima (camisa do Campo Grande), Ismael (camisa do Madureira), Joel Camargo (Flamengo), Olavo (Vasco da Gama), Mengálvio (América), e Gylmar (o único com a camisa do Santos). Agachados: Peixinho (Bangu), Rossi (São Cristóvão), Toninho Guerreiro (Portuguesa), Pelé (Olaria) e Pepe (Fluminense)

Vejam vários jogadores que passaram pelo Santos e fizeram história no clube reunidos. Em pé estão Mengálvio, Zé Carlos, Rubens Salles, Lalá, Zito, Jorge, Maneco, Clóvis, Pavão e Silas; agachados estão Dorval, Kaneco, Araras, Del Vecchio, Coutinho, Pepe e Tite. Foto enviada ao site pelo querido Walter Peres

Elenco do Santos homenageado, no salão de mármore da Vila Belmiro, pela conquista do bicampeonato mundial interclubes contra o Milan da Itália, em 1963. Os heróis, considerando os mais visíveis e conhecidos, de baixo para cima e da direita para esquerda, são: Mauro, Ismael, Lima, Pelé, Pepe e Dorval, na primeira fila. Seguem-se: Macedo, Calvet, Haroldo, Almir, Toninho, Zito e o técnico Lula. E, na fila de cima: Laércio, Rossi, Mengálvio, Olavo, Dalmo e Coutinho (encoberto

Este é o selo da Copa do Mundo de 1962 assinado pelos heróis brasileiros que a conquistaram em gramados chilenos. Uma verdadeira relíquia

Uma das fortes formações do Santos em 1963. Em pé: João Carlos, Lima, Dalmo, Maneco, Gylmar dos Santos Neves e Mauro Ramos de Oliveira. Agachados: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe

O volante Cássio marca o gol contra o Santos no jogo em que o Timão parecia acabar com o tabu contra o Santos em campeonatos paulistas (que durou 11 anos). No final, o Peixe virou a partida para 2 a 1 com uma assistência e outro gol do carrasco Pelé

Mengálvio, em dezembro de 2007, assinando o Muro da Fama do Cordeiro FC, da cidade de Cordeiro (RJ). Jairo Amaral, presidente do clube, está ao lado.

A cidade de Santos parou para receber os campeões mundiais de 1962. O Peixe bateu o Benfica por 5 a 2 na última partida, que muito consideram ter sido a maior atuação da vida de Pelé. Desfilando em carro aberto vemos, da esquerda para a direita, Zé Carlos, Pelé, Lima, Mengálvio, Coutinho, Dalmo, Pagão, Bé e Dorval

Esta foto maravilhosa mostra os jogadores perfilados quando da primeira convocação para a Seleção Brasileira que iria disputar, dias depois, a Copa do Mundo do Chile de 1962. Na primeira fila de cima para baixo, o primeiro é Aimoré Moreira, o segundo é o dentista Mario Trigo, o terceiro é o médico Hilton Gosling, o quinto é o preparador físico Paulo Amaral e o sétimo é o supervisor Carlos Nascimento; na segunda fila vemos Gilmar, Calvet, Quarentinha, Mauro, Airton Pavilhão, Bellini e o massagista Santana; na terceira fila vemos Didi, Djalma Santos, Pepe, Jurandir, Mengálvio, Nilton Santos, Vavá, Castilho, Julinho e Altair; entre Didi e Djalma Santos, vemos o roupeiro Chicão; na primeira fila de baixo para cima vemos Mário Américo, Coutinho, Jair da Costa, Germano, Rildo, Amarildo, Jair Marinho, Zito, Zagallo, Pelé, Garrincha e Zequinha; atrás de Mário Américo, o grande goleiro Valdir Joaquim de Moraes

Em pé: Marmita, Soligo, Toruca, Suli, Brandão, Mengálvio e Afonso. Agachados: Darci, Marino, Abílio, Fernando e Gilberto.

Veja o grande Santos antes de partida disputada em 1961 na cidade de Montevidéu, no Uruguai. Em pé estão Calvet, Zito, Dalmo, Jorge Trombada, Mauro e Lalá; agachados estão Sormani, Mengálvio, Coutinho, Dorval e Pepe

Laércio, Zé Carlos, Coutinho, o jornalista Oldemario Touguinhó, Lalá, Pagão, Pelé e Mengálvio. Todos de camisas brancas, calça de "tergal", meias e sapatos sociais. Outros tempos...

Da esquerda para a direita, Dorval, Mengálvio, Edu, Manuel Maria e Pepe. Ex-jogadores do Santos estiveram presentes à festa de Luxemburgo. Foi o lançamento do Instituto Vanderlei Luxemburgo, espécie de faculdade para novos treinadores. O eventou ocorreu no Jóquei Clube de São Paulo em 1° de outubro de 2007. Foto:Igor Oliveira / Agência Quiprocó

Em pé: Getúlio, Dalmo, Jorge, Formiga, Mauro e Silas (ex-goleiro do Madureira). Agachados: Tite, Mengálvio, Dorval (raridade, na posição de centroavante), Pelé (tão pensativo... deve ter feito uns cinco naquele dia) e Pepe

Em 25 de maio de 2021, com seu comprovante de vacinação, após tomar a segunda dose do imunizante contra a covid-19. Foto: arquivo pessoal de Mengálvio

Alessandre, filha de Mengálvio, ao lado do papai. Mengálvio postou esta foto em 17 de maio de 2020, dia em que sua caçula completou aniversário. Foto: arquivo pessoal de Mengálvio

Mengálvio e Léo em 2019. Foto: arquivo pessoal de Mengálvio

Mengálvio postou esta foto em seu Instagram em 03 de abril de 2020, dia da morte de Luiz Eduardinho, com ele na imagem, vítima de covid-19

Mengálvio com seu bisneto João Pedro, já devidamente uniformizado de santista em 1º de janeiro de 2020. Foto: arquivo pessoal de Mengálvio

Equipe do Santos em 1960. O clube brasileiro excursionou pela Europa entre 20 de maio e 02 de julho de 1960. Nesta formação, temos, em pé: Zé Carlos, Getúlio, Calvet, Zito, Mauro e Laércio. Agachados: Sormani, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe

Encontro de craques do Santos em 13 de junho de 2019 no Guarujá, na casa de Pelé. Em pé, Lima, Pepe e Edu. Sentados: Dorval, Pelé e Mengálvio

Santos com um camisa diferente em 1963. Em pé: Lima, Haroldo, Geraldino, Ismael, Gylmar e Mauro. Agachados: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe. A foto é da Revista Placar.

Esse Santos bateu o Benfica por 3 a 2, no Maracanã, dia 19 de setembro de 1962, no primeiro jogo da final do Mundial Interclubes. Em pé: Lima, Zito, Dalmo, Calvet, Gylmar e Mauro. Agachados: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe.

Nivaldo de Cillo e Mengálvio na Band, em 4 de maio de 2019. Foto: arquivo pessoal de Nivaldo de Cillo

No dia 12 de maio de 1963 o Brasil perdeu amistoso para a Itália, em Milão, por 3 a 0. Entrando em campo estão Pelé e depois dele Eduardo, Lima, Roberto Dias, Pepe e Mengálvio. Os italianos são Sormani e Facchetti.

Santos em 1964. Em pé: Lima, Zito, Haroldo, Ismael, Modesto e Gylmar. Agachados: Toninho, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe

Na Vila Belmiro, em 2014, na frente aparece o repórter Gudryan Neufert, sentados atrás Zito e Pepe, em pé João Antonio de Carvalho, Mengálvio e encoberto Marcelo Neves

Linha de ataque do Santos em 2015, reeditando foto dos anos 60: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe. Juntos, pelo Santos, marcaram 2.092 gols

Seleção brasileira entrando em campo no estádio de Wembley, no empate de 1 a 1 contra a Inglaterra, em 8 de maio de 1963. O primeiro é Gylmar, seguido de Mengálvio, Eduardo, Lima e Pepe. O goleiro inglês é o lendário Gordon Banks

Santos na Vila Belmiro na vitória de 5 a 1 sobre o Noroeste, no dia 7 de agosto de 1966. Em pé: Carlos Alberto, Haroldo, Mauro, Orlando, Joel Camargo e Laércio. Agachados: Dorval, Mengálvio, Toninho, Lima e Abel

Veteranos do Santos reunidos na Vila Belmiro, em 2012. Em pé: Mengálvio, Geraldino, Lima, Dalmo e Pepe. Agachados: Dorval, Pelé e Coutinho.

Craques reunidos em 2018. Na primeira fileira, da esquerda para a direita, veja Leivinha, Coutinho, Dudu, José Calil e Mengálvio. Na segunda fileira, também da esquerda para a direita, veja Geraldão (de camisa amarela), Badeco, Deodoro e Dorval. Foto: Twitter de José Calil

Capa do calendário da Federação Paulista de Futebol do ano de 2018, mostrando os jogadores campeões do Paulista e da Copa do Mundo. Na primeira linha, da esquerda para a direita, veja Gylmar dos Santos Neves, Emerson Leão, Zetti, Marcos, Dida, Rogério Ceni, De Sordi, Djalma Santos, Carlos Alberto Torres, Zé Maria e Cafu. Na segunda linha, veja Belletti, Mauro Ramos, Orlando Peçanha, Jurandir, Joel Camargo, Márcio Santos, Ricardo Rocha, Ronaldão, Roque Jr., Edmilson e Leonardo. Na terceira linha, veja Júnior, Roberto Carlos, Dino Sani, Zito e Clodoaldo. Na quarta linha, veja Mauro Silva, Mazinho, Vampeta, Zequinha, Mengálvio, Gérson, Raí, Ricardinho, Juninho, Zinho e Rivaldo. Na quinta linha, veja Vavá, Coutinho, Viola, Luizão, Ronaldo, Muller, Edilson, Pepe, Edu, Denilson e Pelé.

Que trio, hein? Mengálvio, Coutinho e Pelé com a imaculada camisa branca de mangas longas do Santos, no Morumbi, nos anos 60. Foto publicada no Facebook da ASSOPHIS

Todos estes foram campeões vestindo a camisa da Seleção Brasileira. Eles se encontraram em 10 de outubro de 2017 no Allianz Parque, dia do último jogo do Brasil pelas Eliminatórias para a Copa da Rússia. Da esquerda para a direita: Belletti (2002), Jair da Costa (1962), Coutinho (1962), Cafu (1994 e 2002), Luizão, à frente (2002), Clodoaldo (1970), Edu, Mengálvio (1962), Gilmar Rinaldi (1994) e Denilson (2002). Foto publicada no Facebook da ASSOPHIS

Os jogadores da seleção brasileira antes do amistoso contra a Alemanha Ocidental, em Hamburgo, no dia 5 de maio de 1963. O Brasil venceu o duelo por 2 a 1, com gols de Coutinho (aos 59 minutos) e de Pelé (aos 72 minutos). Quem abriu o placar foi o defensor alemão Jürgen Werner (aos 32 minutos). Em pé, da esquerda para a direita: Lima, Zito, Roberto Dias, Rildo, Eduardo e Gylmar. Agachados: o massagista Mário Américo, Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé, Pepe e o roupeiro Luisão. A foto nos foi enviada por Eduardo Galdão de Albuquerque, filho do zagueiro Eduardo

Técnico Carlos Froner e o craque Mengálvio. Foto: reprodução

Tite, Mengálvio, Cabralzinho, Zague, Pelé e Pepe, em 1961. Foto: arquivo pessoal de Wesley Miranda

Na década de 60 e em 25 de abril de 2013

Grandes amigos: Dorval, Mengálvio, Coutinho, o jornalista Luis Lombardi e Pepe

Encontro da linha do Santos em 2015: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe

Equipe do Santos na década de 60. Em pé, da esquerda para a direita: Geraldino, Lima, Dalmo, Calvet, Silas e Mauro Ramos de Oliveira. Agachados: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe. Foto: ASSOPHIS (Associação dos Pesquisadores e Historiadores do Santos Futebol Clube

Treino físico da Seleção Brasileira. Da esquerda para a direita, à frente: Bellini, Castilho e Gylmar dos Santos Neves. Atrás: Joel (ex-Botafogo), Vavá, Aldemar, Jurandir, Pepe, Mengálvio, Djalma Dias, Zózimo, Rildo, Nilton Santos, Calvet, Quarentinha, Laércio e Zito. Foto enviada por José Eustáquio

Lançamento da campanha contra o racismo do Governo do Estado de São Paulo, no dia 16 de abril de 2015. Em pé, ao centro, aparece o ex-lateral Zé Maria, seguido por Lima, Basílio e Mengálvio. Agachado, também ao centro, aparece o então governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que tem atrás César Maluco e ao seu lado Wladimir e Oscar Bernardi

Formação do Santos na década de 60. Em pé, da esquerda para a direita: Lima, Zito, Joel Camargo, Haroldo, Geraldino, Gylmar e o jornalista Orlando Duarte. Agachados: Dorval, Mengálvio, Toninho Guerreiro, Pelé e Pepe

Treinamento da seleção brasileira. Da esquerda para a direita: Jair da Costa, Mengálvio, Quarentinha, Pelé e Pepe

Em 1962 o Santos venceu o Peñarol por 2x1, pela Libertadores. Veja a escalação do Peixe: Coutinho, Dorval, Pagão, Dalmo, Lima, Pepe, Mengálvio, Calvet, Mauro Ramos, Gylmar e Zito.

Mengálvio recebeu homenagem da CBF em amistoso do Brasil no Morumbi no dia 06 de junho de 2014. Foto: Portal TT/Kaique Lopreto

Foto incrível da Copa de 1962 - Atrás, da esquerda para a direita, aparecem Coutinho, Mengálvio e Bellini. À frente, o elegante Pelé e Jair Marinho

Na noite de 18 de fevereiro de 2014, no lançamento do livro Brasil Pentacampeão, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional. Foto: Marcos Júnior/Portal TT

Na noite de 18 de fevereiro de 2014, no lançamento do livro Brasil Pentacampeão, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional. Foto: Marcos Júnior/Portal TT

ora do lanche para Mengálvio, Pepe e Zito na noite de 18 de fevereiro de 2014, no lançamento do livro Brasil Pentacampeão, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional. Foto: Marcos Júnior/Portal TT

Pepe, Mengálvio e Zito tomando um lanche na noite de 18 de fevereiro de 2014, no lançamento do livro Brasil Pentacampeão, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional. Foto: Marcos Júnior/Portal TT

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL