PUBLICIDADE
Topo

Mercado da Bola

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Com alvos de peso, Corinthians vai pagar salário de até R$ 19 mi por ano

Suárez hoje é o favorito do presidente alvinegro Duilio Monteiro Alves - Angel Martinez/Getty Images
Suárez hoje é o favorito do presidente alvinegro Duilio Monteiro Alves Imagem: Angel Martinez/Getty Images

Colunista do UOL

29/12/2021 16h46

O Corinthians continua decidido em buscar no mercado da bola um camisa 9 de peso para 2022. Edinson Cavani (Manchester United), Luis Suárez (Atlético de Madrid) e Diego Costa (Atlético-MG) são alguns nomes bem avaliados nos bastidores, especialmente a dupla uruguaia.

A princípio, o Timão definiu internamente um teto salarial de 3 milhões de euros (R$ 19,3 milhões) por temporada para o futuro reforço ofensivo. O plano, no caso, é fechar um contrato válido por duas temporadas, ou seja, 6 milhões de euros (R$ 38,7 milhões) no total.

Tendo em vista a forte concorrência por Cavani, que também interessa ao Barcelona, o clube alvinegro sonha hoje com Suárez, que não deve renovar com o Atlético de Madrid (tem vínculo até junho de 2022) e está na mira do Inter Miami. É o favorito do presidente Duilio Monteiro Alves, que, por outro lado, sabe que os norte-americanos vão fazer muita força pela contratação.

Numa primeira sondagem, a diretoria corintiana ouviu que o artilheiro uruguaio dos colchoneros pede entre 6 e 7 milhões de euros (R$ 38,7 e 45,2 milhões) por temporada - praticamente o mesmo valor desejado pelo compatriota do Manchester United.

Além das cifras milionárias em questão, pesa contra o Corinthians o fato de os dois uruguaios terem atualmente como foco a presença na Copa do Mundo no Qatar. Por isso, a permanência na Europa neste momento fala mais alto.