PUBLICIDADE
Topo

Julio Gomes

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Ex-braço direito de Mourinho, Rui Faria vira novo alvo do Flamengo

José Mourinho (dir.) e seu auxiliar Rui Faria (esq.) durante jogo do Manchester United - Clive Brunskill/Getty Images
José Mourinho (dir.) e seu auxiliar Rui Faria (esq.) durante jogo do Manchester United Imagem: Clive Brunskill/Getty Images
Conteúdo exclusivo para assinantes
Julio Gomes

Julio Gomes é jornalista esportivo desde que nasceu. Mas ganha para isso desde 1998, quando começou a carreira no UOL, onde foi editor de Esporte e trabalhou até 2003. Viveu por mais de 5 anos na Europa - a maior parte do tempo em Madrid, mas também em Londres, Paris e Lisboa. Neste período, estudou, foi correspondente da TV e Rádio Bandeirantes e comentarista do Canal+ espanhol, entre outras publicações europeias. Após a volta para a terrinha natal, foi editor-chefe de mídias digitais e comentarista da ESPN e também editor-chefe da BBC Brasil. Já cobriu cinco Copas do Mundo e, desde 2013, está de volta à primeira das casas.

19/12/2021 04h00

Rui Faria, 46 anos, 17 deles trabalhando com braço direito de José Mourinho, é o novo treinador português na mira do Flamengo. Segundo apurou esta coluna, Faria foi procurado ontem (sábado) pelo agente que está trabalhando junto ao clube carioca em Portugal para encontrar um técnico. Dirigentes do Fla começam neste domingo as conversas para conseguir fechar um acordo o mais rápido possível.

O desafio maior é convencer Rui Faria a trabalhar no Brasil. Os filhos do treinador vivem e estudam na Inglaterra e ele já recusou propostas do Besiktas, da Turquia, e de um grande russo recentemente. O único trabalho dele como técnico principal foi no Al Duhail, do Catar. Assumiu o clube em janeiro de 2019, conquistou a Copa do Emir e saiu um ano depois porque não queria os jogadores que a diretoria tentava empurrar.

Por 17 anos, foi mais do que um auxiliar para Mourinho. Era um verdadeiro braço direito e o grande conhecedor da "periodização tática", método de treinamento desenvolvido originalmente em Portugal e que se disseminou entre vários treinadores importantes na Europa. Faria conquistou 26 troféus ao lado de Mou - que não ganhou mais nada desde que a parceria foi desfeita, em 2018.

Segundo apurou esta coluna, Faria tem alguns entendimentos táticos diferentes de seu mentor. Acha que, no futebol moderno, é necessário ter mais audácia e correr mais riscos dentro das partidas. Mas não foi por isso que a dupla se separou, foi apenas o cansaço. A separação se deu de forma amigável e natural. "O miúdo é agora um homem", disse Mourinho, em 2018. "O estudante inteligente é agora um especialista do futebol, pronto para uma carreira de sucesso como treinador principal."

A comparação com Domenec Torrent, auxiliar de Pep Guardiola e que não funcionou no Flamengo, seria imediata aqui no Brasil. Mas é importante ressaltar que Rui Faria tinha um peso muito maior no trabalho de Mou do que Dome com Pep.

Os preferidos do Flamengo sempre foram Jorge Jesus, obviamente, e Carlos Carvalhal, que já disse que só deixará o Braga se o clube resolver que ele deva sair. Diante da dificuldade de trazer um dos dois, começaram a surgir outros nomes: Paulo Fonseca, ex-Roma e Shakhtar, não se interessou pela vaga; Rui Vitória acaba de ser demitido pelo Spartak Moscou e está livre no mercado; e Paulo Sousa, atual técnico da seleção da Polônia, que disputará repescagem para tentar vaga na Copa-2022, estaria interessado em ouvir o Flamengo.

O clube não confirma nem desmente os nomes que povoaram o noticiário. E o nome de Rui Faria foi guardado a sete chaves. Segundo o jornal português "Record", o ex-assistente de Mourinho já teria sido procurado pelo Flamengo após a demissão de Dome e antes da contratação de Rogério Ceni. Uma notícia que passou batida por aqui no ano passado, mas que mostra que a ideia do clube em ter Rui Faria existe. E não é de hoje.