PUBLICIDADE
Topo

Julio Gomes

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Dinamarca está com um pé na Copa; Alemanha e Inglaterra podem garantir vaga

Conteúdo exclusivo para assinantes
Julio Gomes

Julio Gomes é jornalista esportivo desde que nasceu. Mas ganha para isso desde 1998, quando começou a carreira no UOL, onde foi editor de Esporte e trabalhou até 2003. Viveu por mais de 5 anos na Europa - a maior parte do tempo em Madrid, mas também em Londres, Paris e Lisboa. Neste período, estudou, foi correspondente da TV e Rádio Bandeirantes e comentarista do Canal+ espanhol, entre outras publicações europeias. Após a volta para a terrinha natal, foi editor-chefe de mídias digitais e comentarista da ESPN e também editor-chefe da BBC Brasil. Já cobriu cinco Copas do Mundo e, desde 2013, está de volta à primeira das casas.

07/10/2021 12h00

Definidas as finalistas da Liga das Nações, a Uefa retoma nesta sexta-feira as eliminatórias europeias para a Copa do Mundo do ano que vem. Será disputada uma rodada dupla entre amanhã e terça, com 50 jogos distribuídos entre os 10 grupos - o campeão de cada chave vai para o Mundial, os segundos colocados disputarão repescagem.

Se nenhum desastre ocorrer, a Dinamarca vai se classificar nos próximos dias - é a única que depende só de si. Alemanha, com maior probabilidade, e Inglaterra também podem garantir a vaga no Catar-2022 no início da semana que vem. Portugal e Bélgica são outras que podem matematicamente se garantir por antecipação, mas as chances são reduzidas.

As rodadas de outubro não têm grandes confrontos diretos por vagas. Elas servirão mais para estabelecer quem vai precisar de qual tipo de resultado nos jogos de novembro - estes sim, duelos que colocarão frente a frente os postulantes pelas vagas em cada grupo. O jogo mais interessante dos próximos dias será nesta sexta, com a Turquia recebendo uma Noruega desfalcada de sua principal arma: o "cometa" Haaland.

Abaixo, a situação de cada grupo, começando por quem tem mais chances de se garantir no Mundial nos próximos dias.

PERTINHO DA COPA-2022

DINAMARCA, GRUPO F

Carregando o momento da Eurocopa, quando chegou à semifinal, a seleção dinamarquesa é a única com 100% de aproveitamento nas eliminatórias europeias - seis vitórias em seis jogos, 22 gols marcados e nenhum sofrido. Dá até para chamar de Dinamáquina!

É a única seleção que depende só de si para se classificar agora. Basta vencer as partidas contra Moldova, fora (sábado), e Áustria, em casa (terça). Talvez até quatro pontos nestes jogos já sejam suficientes. A briga no grupo é pela segunda vaga, e o sábado terá um confronto direto entre Escócia (11 pontos) e Israel (10). A Áustria, que quase eliminou a campeã Itália na última Euro, tem só 7 pontos e vai precisar remar muito para ir à repescagem como segundo colocada - se não conseguir, entrará como campeã de grupo da Liga das Nações.

INGLATERRA, GRUPO I

Os ingleses lideram o grupo com 16 pontos, contra 12 da Albânia, 11 da Polônia e 10 da Hungria. A combinação que coloca a Inglaterra já na Copa passa por prováveis vitórias sobre Andorra, fora (sábado), e Hungria, em Wembley (terça). Além disso, seria necessário que a Polônia perdesse pontos em um de seus jogos e que a Albânia ou perdesse uma ou tropeçasse em ambas as partidas dela. No sábado, a surpreendente seleção albanesa visita a Hungria, enquanto a Polônia, de Lewandowski, deve golear San Marino. Na terça, a Albânia recebe os poloneses em Tirana, no jogo crucial para a definição de quem vai à repescagem.

É possível que a classificação matemática da Inglaterra fique para novembro, mas a combinação que daria a vaga agora não é tão difícil assim de acontecer.

ALEMANHA, GRUPO J

Depois da zebraça de março, quando perdeu para a Macedônia do Norte, e da péssima Eurocopa na despedida de Joachim Low, a Alemanha colheu bons resultados com a chegada do técnico Hansi Flick - são três vitórias em três partidas, com duas goleadas, 12 gols feitos e nenhum sofrido.

Assim, o grupo tem a Alemanha com 15 pontos, Armênia com 11, Romênia com 10 e Macedônia do Norte com 9. A classificação antecipada passa por vitórias nesta sexta, contra a Romênia, em Hamburgo, e na segunda-feira, fora de casa, contra os macedônios. Além disso, a Armênia não poderia fazer mais de três pontos em seus duelos contra Islândia e Romênia, ambos fora de casa. É bem provável que os alemães carimbem o passaporte para o Catar já na semana que vem.

QUASE LÁ, MAS DEVE FICAR PARA NOVEMBRO

PORTUGAL, GRUPO A

A seleção de Cristiano Ronaldo só faz um jogo, que será na terça-feira, no Algarve, contra Luxemburgo. A classificação antecipada só pode vir com vitória nesta partida e que a Sérvia faça, no máximo, um pontinho em seus jogos contra Luxemburgo (fora, sábado) e Azerbaijão (em Belgrado, terça). Ou seja, não vai acontecer.

Portugal lidera com 13 pontos, os sérvios têm 11. A não ser que a Sérvia tropece, o que é improvável, a definição da vaga na Copa vai ficar para o confronto direto entre as duas seleções, no dia 14 de novembro, em Lisboa, possivelmente com Portugal jogando pelo empate.

BÉLGICA, GRUPO E

Com 16 pontos, contra 7 da Tchéquia e de País de Gales, a Bélgica sairá classificada deste grupo. A questão é apenas quando. Como está envolvida na Liga das Nações, a Bélgica não joga pelas eliminatórias agora em outubro. A vaga virá agora caso Gales não vença nenhuma de suas partidas - contra os tchecos, nesta sexta, e contra a Estônia, segunda, ambos fora de casa. O jogo entre tchecos e galeses vale muito amanhã, pois deve definir o segundo colocado. O empate seria ótimo para País de Gales, enquanto a Tchéquia fica bem posicionada caso vença. Mas é importante ressaltar que, dessas duas, a que não acabar na segunda posição acabará indo para a repescagem pelas vagas que chegam da Liga das Nações.

DEFINIÇÕES EM NOVEMBRO

Os outros cinco grupos europeus não terão nenhuma seleção classificada agora, esta possibilidade matemática não existe. As vagas serão decididas só em novembro. Os jogos de outubro vão definir quem chegará a novembro mais bem posicionado.

GRUPO B

A Espanha, finalista da Liga das Nações, vai ficar de olho no que fará a Suécia. Os espanhóis têm 13 pontos, mas dois jogos a mais. Os suecos têm 9 e a Grécia tem 6. No sábado, a Suécia recebe Kosovo, e a Grécia viaja à Geórgia. Na terça, os suecos recebem os gregos, que ainda sonham com a segunda posição. Se fizer pelo menos quatro pontos nos dois jogos dos próximos dias, a Suécia assumirá a liderança do grupo e se colocará em posição de jogar pelo empate no duelo direto contra a Espanha, marcado para 14 de novembro, em Sevilla.

GRUPO C

A Itália, que decepcionou a torcida ao perder para a Espanha na Liga das Nações, não joga pelas eliminatórias da Copa do Mundo. Lidera o grupo com 14 pontos e ficará de olho no que fará a Suíça, que tem 8 pontos e enfrentará Irlanda do Norte (em casa, sábado) e Lituânia (fora, terça). Se vencer os dois jogos, no entanto, a Suíça chegará aos mesmos 14 pontos da Itália. E aí tudo ficará para o confronto direto, marcado para 12 de novembro, em Roma. Um empate com gols poderá ser bom para os suíços. A Itália, assim como a Espanha, depende só dela, mas terá de vencer em casa para conseguir a vaga direta na próxima data Fifa.

GRUPO D

A França tampouco jogará pelas eliminatórias em outubro, mas está em situação mais tranquila do que Espanha e Itália. A campeã do mundo lidera o grupo com 12 pontos, contra 5 de Ucrânia e Finlândia, 3 da Bósnia - estas decidirão quem vai à repescagem. Finlândia e Ucrânia se enfrentam sábado, em Helsinque. Não há como a França entrar já matematicamente, mas a vaga será garantida possivelmente no jogo contra o Cazaquistão, em Paris, no dia 13 de novembro.

GRUPO G

Este é dos mais encardidos, como já se anunciava quando saiu o sorteio. A Holanda lidera com 13 pontos, os mesmos da Noruega. A Turquia tem 11, Montenegro tem 8. Nesta sexta, será realizado o jogo mais crucial destas rodadas de outubro, entre Turquia e Noruega, em Istambul. O detalhe é que Haaland está machucado, e o atacante do Borussia Dortmund é mais de meio time para os noruegueses. A Turquia tem uma tabela mais amigável nas últimas rodadas, então uma vitória amanhã pode ser definitiva para buscar, ao menos, a repescagem. A Holanda visitará a Estônia e depois pega Gibraltar (segunda), ou seja, tem tudo para assumir o controle do grupo antes do confronto direto contra a Noruega, em novembro.

GRUPO H

Croácia e Rússia têm 13 pontos, a Eslováquia tem 9 e a Eslovênia, 7. Tudo vai ficar para o confronto direto entre croatas e russos na última rodada, em 14 de novembro, na cidade litorânea de Split (Croácia). Mas quem vai chegar com a vantagem do empate? Tudo passará pelo desempenho nos próximos dias. Os croatas jogam no Chipre, nesta sexta, e recebem a Eslováquia, segunda. Enquanto os russos jogam em Kazan contra a Eslováquia, amanhã, e depois viajam à Eslovênia. Os eslovacos jogam suas esperanças de repescagem nos próximos dias.