PUBLICIDADE
Topo

Danilo Lavieri

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Palmeiras faz último ensaio antes de final, mas vai esconder segredos

Abel Ferreira conversa com o elenco do Palmeiras durante treino - Cesar Greco/Palmeiras
Abel Ferreira conversa com o elenco do Palmeiras durante treino Imagem: Cesar Greco/Palmeiras
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

20/11/2021 04h00

O planejamento da comissão técnica do Palmeiras é escalar força máxima na partida de hoje (20) contra o Fortaleza, a partir das 19h, no Ceará. De olho na final, no entanto, Abel Ferreira não deve entregar 100% do seu plano para enfrentar o Flamengo, daqui a sete dias, na final da Libertadores.

O técnico português reservou o jogo pelo Brasileirão como último ensaio porque contaria com as voltas de Gustavo Gómez e Piquerez, que estavam com suas seleções durante a Data Fifa, mas fará adaptações da equipe para a decisão em Montevidéu.

Uma das possibilidades é aumentar a presença do meio-campo, sacando Gustavo Scarpa e colocando mais um volante, possivelmente, Danilo. Outra ideia é usar Felipe Melo como terceiro zagueiro na hora de defender e com liberdade para subir na armação de jogadas. Justamente pensando nisso, Gustavo Gómez já foi orientado a atuar mais pela direita.

Mais à frente, é praticamente certo que o time terá Rony como o último atacante, com Dudu atuando aberto pela esquerda, mas com liberdade para trocar de lado conforme a necessidade da partida. Luiz Adriano está com cada vez menos espaço.

Por fim, a tendência é que Mayke seja o escolhido para o lugar de Marcos Rocha também no jogo contra o Fortaleza. O lateral direito precisa de um pouco mais de ritmo de jogo para poder ser titular na Libertadores.

Abel usou com muita eficiência os jogos do Nacional para fazer testes e descobriu um time que funcionou com Gustavo Scarpa e Raphael Veiga. A grande questão é justamente o jogo sem bola desse time, especialmente de Scarpa, que tem feito esforço para melhorar esse fundamento.

Siga também as opiniões de Danilo Lavieri no Twitter e no Instagram