PUBLICIDADE
Topo

Danilo Lavieri

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Menino se reúne com diretoria e desfalca Palmeiras por tempo indeterminado

Gabriel Menino, jogador do Palmeiras, antes da partida contra o Guarani, pelo Paulistão - Cesar Greco
Gabriel Menino, jogador do Palmeiras, antes da partida contra o Guarani, pelo Paulistão Imagem: Cesar Greco
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

07/05/2021 04h00

O Palmeiras decidiu afastar Gabriel Menino dos campos por tempo indeterminado. Com uma lesão no tornozelo que ainda não foi recuperada 100%, o atleta passará por um cronograma especial após uma decisão tomada em conjunto pelo atleta, pelo departamento médico e pela diretoria do Alviverde.

O jovem de 20 anos entrou em campo por 59 partidas oficiais em 2020 e, na reta final, chegou a entrar em campo a base de remédios para suportar as dores, com direito até a pequenas fraturas. Por causa do problema no tornozelo direito, Menino deixou de bater algumas faltas e escanteios por não conseguir fazer o movimento completo necessário para determinadas ocasiões.

Menino vivia um dilema. Ao mesmo tempo em que sabia que deveria descansar, não queria deixar de estar nas principais partidas do clube para aproveitar o momento mais importante de sua carreira até aqui. A convocação para a seleção brasileira fez o atleta estar ainda mais nos holofotes.

No calendário de pandemia, o jovem foi um dos escolhidos pela diretoria para não tirar férias como boa parte dos mais velhos teve no Alviverde e foi submetido a ainda mais esforço, mesmo estando longe de sua condição física ideal. Isso levou Menino a ter uma queda técnica, o que deixou todos insatisfeitos.

Há uma avaliação interna no Palmeiras que o atleta foi forçado a uma sequência muito forte no início da temporada de 2021, mesmo com a pouca idade. A diretoria entende que foi um esforço necessário para que o time tivesse elenco suficiente para disputar o Paulista sem desrespeitar as regras da competição.

Enquanto parte do time descansava, os jovens precisavam conduzir a equipe no Estadual. Na ficha do atleta, constam apenas três dias de descanso durante a paralisação mais recente do futebol por causa da covid-19.

Por isso, a diretoria se reuniu com o jovem e com o departamento médico para que fosse traçado um planejamento especial. A ordem é que ele não entre em campo mesmo se tiver uma recuperação mais acelerada, como ocorreu no final de março quando ele voltou na metade do tempo previsto.

Nas conversas com o comando do futebol, o atleta ouviu que não será prejudicado por ter de ficar afastado dos gramados, o que, ao menos em tese, traz tranquilidade para o jogador se recuperar da melhor maneira possível, também no aspecto mental. O garoto também sonha em continuar defendendo a seleção em junho, nas Eliminatórias da Copa do Mundo e na Copa América.

Além de Gabriel Menino, o departamento médico do Palmeiras precisa dar atenção especial a Gabriel Veron, como já mostrou o blog. No caso dele, no entanto, o problema é muscular e requer um acompanhamento diferente.