PUBLICIDADE
Topo

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

Email inválido
Seu cadastro foi concluído!
reinaldo-azevedo

Reinaldo Azevedo

mauricio-stycer

Mauricio Stycer

josias-de-souza

Josias de Souza

jamil-chade

Jamil Chade

Danilo Lavieri

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

São Paulo apoiou tentativa de continuar Paulista na Justiça; veja os votos

São Paulo de Julio Casares votou a favor da entrada na Justiça para que Estadual fosse permitido - Rubens Chiri / saopaulofc.net
São Paulo de Julio Casares votou a favor da entrada na Justiça para que Estadual fosse permitido Imagem: Rubens Chiri / saopaulofc.net
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

18/03/2021 14h19Atualizada em 18/03/2021 14h25

A Federação Paulista de Futebol se reuniu hoje (18) com seus filiados para decidir se entraria ou não na Justiça para tentar que o Estadual recebesse permissão para ser realizado apesar das restrições impostas pelo Governo por conta da pandemia. Entre os grandes, o São Paulo foi o único que votou pela judicialização do caso, segundo apurou o blog.

VEJA TAMBÉM: Reforço treina com o São Paulo antes de ser anunciado

A votação chegou a ficar empatada em 8 a 8, e a decisão da FPF com a igualdade foi de não ir aos Tribunais. Pouco tempo depois, a Ferroviária alterou o seu voto e o placar final terminou no 9 a 7 contra a ida à Justiça.

O São Paulo votou pela tentativa de enfrentar a medida do Governo ao lado de Inter de Limeira, São Bento, Mirassol, Novorizontino, Guarani e Ituano.

Do outro lado, além da Ferroviária que mudou sua decisão, ficaram os seguintes times: Palmeiras, Corinthians, Santos, Santo André, Botafogo, Ponte Preta, Red Bull Bragantino e São Caetano.

LEIA MAIS: São Paulo desafia histórico de "chineses" e se arrisca financeiramente

Em seu site, a FPF não listou como cada clube votou, confirmou que a rodada 5 do Estadual está suspensa e disse que uma nova reunião está marcada para a próxima segunda-feira para que novas medidas sejam estudadas. Está descartada, neste momento, a ida a outro Estado.

Confira a nota completa da FPF:

A Federação Paulista de Futebol, os 16 clubes do Paulistão Sicredi - Série A1, os Sindicatos dos Atletas, dos Árbitros e dos Treinadores se reuniram virtualmente nesta quinta-feira. Deste encontro, a FPF, os clubes e os Sindicatos decidiram que:

- Após diversas tratativas com governos estaduais, municipais, CBF e federações, a rodada 5 do Paulistão Sicredi está suspensa e não acontecerá neste final de semana. As novas datas serão divulgadas oportunamente;

- O Dr. Rui Fragoso, do escritório Fragoso Advocacia, apresentou para avaliação de todos os clubes o conceito de judicialização do caso. Embora tenha argumentos jurídicos e científicos que sustentem a segurança do Protocolo de Saúde do futebol, FPF e clubes decidiram por não ingressar neste momento com Mandado de Segurança;

- Para as demais rodadas deste período da Fase Emergencial, a FPF permanece em contato com autoridades estaduais, municipais, federações e CBF para tentar viabilizar a realização dos jogos da próxima semana;

- Uma nova reunião entre os clubes e a FPF ficou agendada para a próxima segunda-feira, às 10h