PUBLICIDADE
Topo

Danilo Lavieri

Palmeiras pagará um salário extra a todos os funcionários após título

Jogadores do Palmeiras comemoram a conquista da Copa Libertadores - Cesar Greco
Jogadores do Palmeiras comemoram a conquista da Copa Libertadores Imagem: Cesar Greco
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL*

01/02/2021 21h54

*Com Thiago Ferri, do UOL, em São Paulo

Todos os funcionários que não são do elenco ou do departamento de futebol do Palmeiras receberão um salário extra por conta da conquista do título da Libertadores. A decisão foi tomada pela diretoria comandada por Maurício Galiotte e ajuda desde os porteiros e seguranças até as pessoas do administrativo.

O pagamento funciona como se fosse uma PLR em empresas, que é a Participação de Lucros e Resultados. Aproximadamente 800 pessoas terão direito ao benefício. Atletas e membros da comissão técnica não terão esse direito, mas receberão a premiação combinada antes do início da competição.

A política segue a linha de decisões focadas "no lado humano" durante a pandemia, como repetem os membros da atual diretoria. O Palmeiras foi um dos poucos clubes que não fez demissões em nenhum setor por conta da crise financeira, manteve o salário de todos os funcionários e reduziu em 25% os vencimentos apenas dos atletas.

Como já havia mostrado hoje mais cedo o UOL Esporte, essa parcela foi devolvida aos atletas como forma de um acordo feito entre presidência e elenco. Na época, Galiotte havia conversado com os atletas, explicou os motivos da redução e colocou como meta a chegada a uma final e a uma semifinal entre as duas copas, mesmo que o título não viesse.