PUBLICIDADE
Topo

Danilo Lavieri

Flamengo registra o maior prejuízo do Brasileirão em jogo com o Palmeiras

Estádio Mané Garrincha pronto para receber Flamengo x Palmeiras pelo Brasileirão 2020 - Alexandre Vidal/CRF
Estádio Mané Garrincha pronto para receber Flamengo x Palmeiras pelo Brasileirão 2020 Imagem: Alexandre Vidal/CRF
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

27/01/2021 10h58

O jogo entre Flamengo e Palmeiras é o que mais deu prejuízo ao mandante por conta da falta de público deste Brasileirão. Em documento enviado à CBF, o time carioca afirmou que o custo do jogo no Mané Garrincha, em Brasília, foi de R$ 199.858,27. O total de custos pode ter sido ainda maior considerando transporte e hospedagem.

Antes desse, o jogo com maior gasto havia sido a partida entre Flamengo e Fluminense, também com o rubro-negro como mandante. Foram R$ 197.632,87 em gastos. No último levantamento publicado por esse blog, o total na Série A já ultrapassava os R$ 21 milhões em prejuízos.

Para o jogo contra o Palmeiras, a equipe da Gávea precisou ir para Brasília porque o Maracanã já estava cedido à Conmebol para os preparativos para a final da Libertadores. De acordo com o documento enviado pela FERJ à CBF, entre locação, consumo e operacional do estádio são R$ 133.300,00. Ainda há outros gastos como controle de doping, arbitragem e segurança.

A conta é bem parecida com as partidas realizadas no Maracanã. Contra o Ceará, por exemplo, o Flamengo disse ter gasto R$ 30 mil de aluguel, R$ 45 mil em consumo do estádio e mais R$ 57 mil com despesas operacionais. O total é de pouco menos de R$ 190 mil.

Flamengo e Fluminense lideram com folga o ranking dos clubes que mais gastaram com a realização de jogos sem público neste Brasileirão. Cada um deles já teve prejuízo de quase R$ 3 milhões durante este campeonato.

A conta fica ainda pior considerando não só o que eles gastaram, mas também o que os times deixam de ganhar. Em tempos normais, os custos com as partidas não são sentidos porque há o retorno com bilheteria. E uma partida entre Flamengo e Palmeiras na reta final do Brasileirão certamente estaria entre as maiores rendas do Nacional.