PUBLICIDADE
Topo

Meio e ataque são setores mais concorridos para convocação de Tite

Tite, durante a convocação da seleção brasileira para as duas primeiras rodadas das Eliminatórias - Lucas Figueiredo/CBF
Tite, durante a convocação da seleção brasileira para as duas primeiras rodadas das Eliminatórias Imagem: Lucas Figueiredo/CBF
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

18/09/2020 01h00

Pouco mais de seis meses depois de sua última convocação, Tite volta elaborar a lista com os nomes que representarão o Brasil nas Eliminatórias da Copa do Mundo, contra Bolívia e Peru, para os jogos marcados para outubro. Durante esse período, com a paralisação por conta da pandemia, a lista anunciada hoje (18), às 12h, certamente sofrerá alterações pelo momento diferente vivido por cada jogador.

Se mantiver Gabriel Jesus entre os lembrados, Tite vai fazer uma lista com 24 nomes, uma vez que o atacante está suspenso da primeira partida. A grande disputa por espaço está entre os meio-campistas e atacantes.

Goleiro Alisson - LatinContent/Getty Images - LatinContent/Getty Images
Alisson se recuperou de lesão e está novamente à disposição
Imagem: LatinContent/Getty Images

Goleiros

Na última chamada, os lembrados foram Ederson, do Manchester City, Ivan, da Ponte Preta, e Weverton, do Palmeiras. Naquela ocasião, Alisson, titular absoluto, estava machucado. Recuperado, ele deve voltar a figurar na lista novamente, assim como Ederson. Resta saber quem o comandante vai excluir da convocação. Vale lembrar que Cássio, do Corinthians, está sempre no radar da seleção.

Laterais

Daniel Alves deixa o gramado com fortes dores - Transmissão TV Globo - Transmissão TV Globo
Daniel Alves se recupera de lesão
Imagem: Transmissão TV Globo

Na última lista, os lembrados foram Daniel Alves (São Paulo), Danilo (Juventus), Alex Sandro (Juventus) e Renan Lodi (Atlético de Madrid). Desta vez, o são-paulino, que já não atua mais pelo lado de campo, está machucado. Ele foi operado no fim do mês passado e pode até ter condições de estar em campo em outubro, mas terá dificuldades pela falta de ritmo. Será que Fagner terá outra chance?

Danilo e Alex Sandro jogaram normalmente no último amistoso de pré-temporada da Juventus e estão aptos para a convocação. Renan Lodi ainda não jogou este mês e sua última partida foi em agosto, contra o RB Leipzig, na eliminação da Champions League.

Zagueiros

Os lembrados por Tite na última convocação foram Éder Militão (Real Madrid), Felipe (Atlético de Madrid), Marquinhos (Paris Saint-Germain) e Thiago Silva (na época, no Paris Saint-Germain). A grande diferença desta vez é que Thiago já não atua mais pelo PSG e foi anunciado como reforço do Chelsea. É provável que esse setor não seja modificado.

Bruno Guimarães e Marcelo, dois dos brasileiros do Lyon que são titulares na Liga dos Campeões - Tim Clayton/Corbis via Getty Images - Tim Clayton/Corbis via Getty Images
Bruno Guimarães manteve boa forma e deve ser lembrado por Tite
Imagem: Tim Clayton/Corbis via Getty Images

Meio-campistas

O meio-campo é o setor mais disputado da seleção brasileira. Na última lista, estiveram: Arthur (na época, no Barcelona), Bruno Guimarães (Lyon), Casemiro (Real Madrid), Everton Ribeiro (Flamengo), Fabinho (Liverpool) e Philippe Coutinho (na época, no Bayern de Munique).

Arthur teve um fim de temporada inconsistente e saiu brigado do Barcelona para a Juventus. Se isso for levado em conta, ele pode perder espaço e seu principal concorrente é Gerson, do Flamengo. Bruno Guimarães repete a ótima forma daquela época e deve ser mantido na lista, assim como Casemiro e Fabinho.

Philippe Coutinho voltou para o Barcelona e já fez dois gols nesta pré-temporada. Lembrado mesmo quando não vive boa forma, ele deve continuar na lista.

Everton Ribeiro enfrentou algumas dificuldades com a chegada de Domenec, e foi sacado em cinco jogos do Brasileirão, além de começar outro do banco. Tite, no entanto, confia no meio-campista e pode dar o voto de confiança.

Atacantes

Gabigol comemora gol do Flamengo contra o Fortaleza - Thiago Ribeiro/AGIF - Thiago Ribeiro/AGIF
Gabriel vive fase instável no Flamengo
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

A lista da frente também pode sofrer alterações. Bruno Henrique e Gabriel Barbosa, ambos do Flamengo, foram lembrados em março, mas caíram bastante de produção atualmente.

Nomes como Rodrygo e Vinicius Júnior, do Real Madrid, estão na fila por uma oportunidade. David Neres, que em março se recuperava de lesão, já voltou a atuar normalmente e jogou 15 minutos no último dia 13. Willian, que acertou com o Arsenal, corre por fora como homem de confiança de Tite. Já os outros convocados em março devem ser mantidos: Gabriel Jesus, Neymar e Richarlison.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.