PUBLICIDADE
Topo

Esporte

O erro de Maguila em nocaute brutal pra Holyfield: "ué, onde estou?"

Evander Holyfield (e) nocauteia o brasileiro Adílson Maguila Rodrigues, em luta realizada no Caesars Palace, em Lake Tahoe, Nevada (EUA), em 1989 - Flávio Canalonga/Estadão Conteúdo
Evander Holyfield (e) nocauteia o brasileiro Adílson Maguila Rodrigues, em luta realizada no Caesars Palace, em Lake Tahoe, Nevada (EUA), em 1989 Imagem: Flávio Canalonga/Estadão Conteúdo

Do UOL, em Santos (SP)

27/06/2020 11h00

15 de julho de 1989. A data está marcada na história do boxe brasileiro como o dia em que o país parou para assistir à luta do carismático Maguila contra o lendário norte-americano Evander Holyfield. Não deu para o aracajuano, e o embate foi encerrado logo no segundo round, com vitória por nocaute do pentacampeão dos pesos-pesados.

Os detalhes da luta são retratados no especial do UOL Esporte que enfoca outros combates marcantes na carreira de Maguila, como o contra George Foreman, em Las Vegas, um ano depois.

Antes de encarar Holyfield, Maguila vinha de uma sequência de 18 vitórias, entre elas uma especial sobre o norte-americano James Quebra-Ossos Smith. Mas com Holyfield a história foi diferente, como relembra o ex-técnico do pugilista brasileiro, Miguel de Oliveira.

"No primeiro assalto, o Maguila acertou um jab no Holyfield. Mas no segundo, o Dundee [Angelo, treinador de Maguila] mandou ir para cima e a luta acabou. Ele gritou para o Maguila: vai com tudo. E eu gritava 'Pelo amor de Deus, não faz isso!' Talvez no quarto ou quinto assalto [ele devesse ir para cima], mas naquele momento não. E ele foi trocar com o Holyfield e caiu. Fui um nocaute terrível", recorda o ex-treinador.

Maguila foi do ringue direto para o hospital, acompanhado de Miguel. "Eu o acompanhei até o hospital, fiquei até as três horas da manhã. Quando ele acordou na maca perguntou: 'Ué, onde é que eu estou?'", completa.

Esporte