PUBLICIDADE
Topo

NBA define modelo para retomar temporada e leva mudanças radicais a votação

Lakers de LeBron é um dos 22 clubes que seguiriam na disputa caso a NBA aprove regulamento com várias adaptações - Robert Hanashiro/USA TODAY
Lakers de LeBron é um dos 22 clubes que seguiriam na disputa caso a NBA aprove regulamento com várias adaptações Imagem: Robert Hanashiro/USA TODAY

Do UOL, em São Paulo*

03/06/2020 13h08Atualizada em 03/06/2020 16h04

As equipes da NBA devem votar amanhã o plano para retomar a temporada regular, que está paralisada desde março por causa da pandemia do novo coronavírus. A liga já havia anunciado que terá de concluir a edição até no máximo 12 de outubro.

Os planos que estão à mesa incluem a exclusão de oito dos 30 clubes, deixando 22 envolvidos na disputa. Cada time disputaria oito jogos ainda por uma temporada regular radicalmente adaptada até que se definam os 16 classificados para os playoffs, de acordo com informações de Adrian Wojnarowski, da ESPN, um dos maiores especialistas em informações de bastidores. O restante do campeonato seria disputado apenas em Orlando, com uma operação especial arquitetada.

De acordo com a ESPN, os clubes convidados são os oito melhores colocados da conferência Oeste (Los Angeles Lakers, Los Angeles Clippers, Denver Nuggets, Utah Jazz, Oklahoma City Thunder, Houston Rockets, Dallas Mavericks e Memphis Grizzlies), os oito melhores do Leste (Milwaukee Bucks, Toronto Raptors, Boston Celtics, Miami Heat, Indiana Pacers, Philadelphia 76ers, Brooklyn Nets e Orlando Magic) e mais seis times com chances de classificação (Portland Trail Blazers, New Orleans Pelicans, Sacramento Kings, San Antonio Spurs, Phoenix Suns e Washington Wizards). Dos seis times, apenas os Wizards são do Leste.

A temporada seria reiniciada em 31 de julho, enquanto as finais seriam marcadas para outubro. A decisão da liga normalmente termina em meados de junho. O calendário estendido desta temporada também influenciaria a tabela da temporada 2020/21, que pode ter largada marcada para dezembro.

A NBA e a associação de jogadores ainda discutem detalhes sobre o formato de retorno aos jogos, segundo a reportagem. No mês passado, seus dirigentes admitiram que estavam negociando com a Walt Disney Company sobre o reinício da temporada no complexo da Disney World, na Flórida.

A NBA foi a primeira liga esportiva norte-americana a suspender sua temporada devido à pandemia da covid-19, depois que o pivô Rudy Gobert, do Utah Jazz, testou positivo em meados de março.

O plano incluiria jogos realizados no ESPN Wide World of Sports Complex, que fica dentro do resort de Orlando e tem hotéis e três arenas, e permitiria à liga limitar a exposição externa.

* Com informações da Reuters

Basquete