PUBLICIDADE
Topo

Shaq cita segurança e se diz contra volta da NBA: Campeão não terá respeito

Shaquille O"Neal com troféu de campeão da NBA de 2001 - Stan Honda/AFP
Shaquille O'Neal com troféu de campeão da NBA de 2001 Imagem: Stan Honda/AFP

Do UOL, em São Paulo

10/05/2020 19h02

O ex-jogador de basquete Shaquille O'Neal se mostrou contra a retomada da NBA (liga de basquete dos EUA). Com as equipes voltando a treinar de olho no reinício da temporada após a parada por conta do coronavírus, Shaq é a favor do encerramento da liga.

"Acho que devemos abandonar a temporada. Todo mundo vai para casa, fica saudável e volta no próximo ano", disse ao jornal USA Today. Para o ex-pivô, o próximo campeão da NBA não será levado a sério. "Apenas encerre a temporada. Voltar agora para correr com os playoffs? Qualquer equipe que vencer este ano terá um asterisco. Eles não serão respeitados", declarou.

"E se uma equipe que não está realmente na briga vencer de repente com um novo formato de playoff? Ninguém vai respeitar. Então, é melhor acabar. Preocupe-se com a segurança dos fãs e das pessoas. Volte no próximo ano", acrescentou.

Na última sexta-feira, o Cleveland Cavaliers e o Portland Trail Blazers se tornaram as primeiras equipes a permitir que os jogadores usassem as instalações dos times para treinos individuais.

No mesmo dia, o comissário da NBA, Adam Silver, afirmou que a definição sobre o futuro da temporada pode demorar mais um mês. A liga cogita voltar os jogos sem a presença de torcida, outra ideia que não agrada Shaq.

"Isso importa porque a adrenalina começa quando você olha para os torcedores. Vamos imaginar que estou jogando fora de casa. Eu preciso olhar para a cara do torcedor que irá me provocar quando eu errar um lance livre, ou para aquele que está fazendo caretas para mim ou então para a criança que olhará para o pai dela e falará: 'meu Deus, Shaq acabou de olhar para mim'. Eles nos fazem quem somos", declarou o ex-jogador.

"E agora vamos jogar em uma arena com somente os jogadores, treinadores, cinegrafistas e repórteres. E se só uma pessoa ficar doente? Aí voltaremos para a estaca zero."

Basquete