PUBLICIDADE
Topo

Kobe Bryant: Diretora de escola é afastada por dizer que morte foi merecida

Kobe Bryant é considerado um dos melhores jogadores de basquete da história dos Estados Unidos - Getty Images
Kobe Bryant é considerado um dos melhores jogadores de basquete da história dos Estados Unidos Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

06/02/2020 11h20

Resumo da notícia

  • Diretora de escola de ensino médio nos EUA foi afastada após post no Facebook
  • Lisa Sejkora escreveu que more de Kobe Bryant foi "o karma punindo um estuprador"
  • Ídolo do basquete foi acusado de estupro em 2003, por funcionária de hotel
  • Sejkora pediu desculpas e disse que quer "reconquistar confiança" dos pais e alunos

Lisa Sejkora, diretora de uma escola de ensino médio em Washington (EUA), foi afastada da função após escrever, em seu Facebook, que a morte de Kobe Bryant foi "o karma punindo um estuprador". As informações são da CNN.

O astro do basquete morreu em um acidente de helicóptero no último dia 26 de janeiro, aos 41 anos. O post de Sejkora, que depois foi apagado pela diretora, se referia a um caso de 2003, quando a funcionária de um hotel acusou Bryant de estupro.

Após a denunciante desistir de um julgamento criminal contra o esportista, Kobe fez um acordo com ela, por uma quantia não revelada. O ícone do basquete ainda liberou um comunicado na época, dizendo que reconhecia que, para a mulher, o encontro sexual entre os dois não havia sido consensual.

Após apagar o post original, Sejkora deixou outro em seu perfil na rede social: "Vocês têm o direito de me julgar pelo que eu escrevi, tanto quanto eu tenho o direito de julgar a pessoa sobre a qual o meu post falava".

O afastamento da diretora foi oficializado com um e-mail de Sejkora para os pais dos alunos da Camas High School, onde ela trabalhava. "Eu quero pedir desculpas por implicar que a morte de alguém foi merecida. Foi inapropriado e de mau gosto", escreveu ela.

"Nas aulas, lembramos aos nossos alunos que eles devem pensar antes de postar as coisas na internet, especialmente quando os sentimentos de todo mundo estão inflamados. Também ensinamos aos nossos alunos sobre contexto", continuou.

"Minhas emoções e as minhas experiências passadas venceram o meu autocontrole naquele momento. Também ensinamos aos alunos que o que eles compartilham nas redes sociais é permanente", disse ainda.

"Embora o que eu tenha escrito estivesse em minha conta pessoal do Facebook, para ser lida por meus amigos, e tenha sido rapidamente removida, entendo que nem sempre privacidade significa privacidade [hoje em dia]", reconheceu.

"Eu amo ser diretora da Camas High School. Temos alunos, funcionários e uma comunidade incrível. Eu aprendi uma importante lição, e espero poder recuperar a confiança de todos vocês um dia", completou.

Basquete