PUBLICIDADE
Topo

Nenhum é o projeto dos meus sonhos, diz ACM Neto sobre Lula e Bolsonaro

Colaboração para o UOL

25/05/2022 10h34Atualizada em 25/05/2022 10h52

Pré-candidato ao governo da Bahia pelo União Brasil, ACM Neto afirmou, durante sabatina UOL/Folha realizada hoje, que nem o presidente Jair Bolsonaro (PL) nem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) representam o que ele deseja para o país.

"Durante dez anos fiz oposição ao PT como deputado federal no Congresso, sempre fiz críticas duras ao PT", afirmou, se colocando na oposição, e acrescentou algo similar sobre o governo atual.

"Nunca fui um tipo de político de sentar com presidente para negociar espaço. A relação com o governo Bolsonaro é a demonstração mais clara disso. Na época do Democratas [partido que se fundiu ao PSL e se tornou o União Brasil], tinha três ministros escolhidos pelo presidente. Eu, como presidente nacional do partido, sequer admitir que essa discussão acontecesse."

Nenhum dos dois é o projeto dos meus sonhos, reflete o que desejo para o Brasil. A questão é: teremos uma alternativa a um dos dois?"
ACM Neto, pré-candidato ao governo da Bahia pelo União Brasil

Pesquisa Genial/Quaest

Segundo pesquisa Genial/Quaest divulgada no dia 18, o ex-prefeito de Salvador ACM Neto (União Brasil) está na liderança de intenção de votos para o governo da Bahia. Com 67%, ele venceria no primeiro turno caso as eleições fossem hoje.

Os demais candidatos somam 12% das intenções de voto. O ex-secretário de Educação da Bahia Jerônimo Rodrigues (PT) tem 6%; o ex-ministro da Cidadania João Roma (PL), 5%; e o professor Kleber Rosa (PSOL), 1%. Como a margem de erro é de 2,9 pontos percentuais para mais ou para menos, esses três pré-candidatos empatam tecnicamente. O professor Giovani Damico (PCB) não pontuou.

Brancos, nulos e aqueles que disseram que não pretendem votar somam 12%. Indecisos são 8%.

Calendário das sabatinas na Bahia

  • 26/05 - 10h - Kleber Rosa (PSOL)
  • 27/05 - 10h - Jerônimo Rodrigues (PT)

Nas próximas semanas, também serão feitas sabatinas com candidatos ao governo do Paraná, Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Sul.