PUBLICIDADE
Topo

Sistema eleitoral é confiável e instituições são fortes, diz Lira

Presidente da Câmara defendeu sistema eleitoral brasileiro em evento nos Estados Unidos - Dida Sampaio/Estadão Conteúdo
Presidente da Câmara defendeu sistema eleitoral brasileiro em evento nos Estados Unidos Imagem: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

10/05/2022 12h25Atualizada em 11/05/2022 12h07

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), defendeu nesta manhã o sistema eleitoral brasileiro, que vem sendo questionado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL).

Em evento nos Estados Unidos, Lira disse que as urnas são confiáveis e que é necessário "tranquilidade política" para as eleições deste ano.

"Eu fui eleito nesse sistema durante seis eleições e não posso dizer que esse sistema não funciona. O sistema é confiável. Precisa de ajustes? Precisa, mas é importante que tenhamos tranquilidade política no pleito", afirmou.

Na semana passada, Bolsonaro voltou a atacar sem provas o sistema eleitoral brasileiro e disse que seu partido, o PL, vai contratar uma empresa externa para fazer auditoria "antes das eleições" de outubro deste ano. O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) já faz auditorias antes, durante e depois da votação, e partidos políticos podem participar de todo o processo.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), também se manifestou sobre o tema e defendeu as urnas eletrônicas.

No Twitter, Pacheco afirmou que o país tem um sistema eleitoral que, em 25 anos de existência, jamais apresentou qualquer fraude ao longo das 18 eleições realizadas. "As urnas eletrônicas sempre foram motivo de orgulho para nós brasileiros. Elas são testadas, aferidas e confiáveis", escreveu.