PUBLICIDADE
Topo

GM anuncia investimento de R$ 37,9 bilhões em elétricos nos EUA

Chevrolet Silverado EV 2024 - Divulgação
Chevrolet Silverado EV 2024 Imagem: Divulgação

Da Reuters

28/01/2022 10h21

A General Motors disse na terça-feira que investirá US$ 7 bilhões (R$ 37,9 bilhões) em Michigan, com grande parte do recurso destinado a aumentar drasticamente a produção de picapes elétricas de tamanho normal, intensificando uma batalha com a rival Ford pela supremacia de veículos elétricos na América do Norte.

Ambas as montadoras dos EUA, no entanto, terão que enfrentar a atual líder Tesla, que em breve abrirá uma segunda fábrica nos EUA em Austin, Texas, e está a caminho para vender mais de 1 milhão de veículos elétricos globalmente em 2022.

  • O UOL Carros agora está no TikTok! Acompanhe vídeos divertidos, lançamentos e curiosidades sobre o universo automotivo.

A GM disse que suas fábricas em Detroit-Hamtramck e Orion Township poderão construir mais de 600 mil veículos elétricos por ano até o final de 2024, com três outras fábricas no Tennessee, Ontário e México aumentando a capacidade total de produção de veículos elétricos da América do Norte para mais de um milhão de unidades até o final de 2025.

Em janeiro, a Ford disse que terá a capacidade anual de construir 600 mil veículos elétricos, incluindo 150 mil picapes F-150 Lightning dentro de 24 meses, quando pretende se tornar "a fabricante número 2 de veículos elétricos na América do Norte" atrás da Tesla.

No ano passado, a Ford disse que investiria mais de US$ 11 bilhões em novas fábricas de picapes elétricos e baterias no Tennessee e no Kentucky, juntamente com a parceira coreana SK Innovation.

Em uma coletiva de imprensa na terça-feira, a presidente-executiva da GM, Mary Barra, disse que a GM, com sede em Detroit, está "comprometida em tornar nosso estado natal o epicentro da indústria de veículos elétricos".

O investimento da GM inclui US$ 2,6 bilhões com a parceira coreana LG Energy Solution em uma nova fábrica de células de bateria em Lansing, que fornecerá para fábricas de montagem da GM quando for inaugurada no final de 2024.

Os líderes do sindicato United Auto Workers na terça-feira aplaudiram os investimentos de Michigan e disseram que a organização "está pronta para receber novos membros" na fábrica de baterias GM-LG e instalações irmãs em Ohio e Tennessee.

A GM também está gastando US$ 4 bilhões para reformar e expandir a fábrica de Orion, que construirá diferentes variantes das novas picapes elétricas Chevrolet Silverado e GMC Sierra, segundo o presidente Mark Reuss em uma entrevista coletiva.

A Reuters relatou anteriormente muitos dos detalhes do novo investimento em Michigan.

Reuss se recusou a fornecer detalhes sobre os incentivos fornecidos por Michigan para garantir os investimentos da GM, que incluem mais de US$ 500 milhões em duas fábricas em Lansing que atualmente constroem veículos com motor de combustão. Autoridades de Michigan disseram que o estado contribuiu com US$ 824 milhões em incentivos, em parte para apoiar 4 mil novos empregos na GM.

Reuss também se recusou a dizer por quanto tempo a GM planeja construir o Chevrolet Bolt EV e o Bolt EUV em Orion. Um comunicado de imprensa da GM disse que a produção dos dois veículos elétricos "continuará durante a conversão da fábrica".

A fábrica de células de bateria de Lansing será a terceira fábrica nos EUA construída pela Ultium Cells, a joint venture GM-LG, que também está construindo instalações semelhantes em Lordstown, Ohio e Spring Hill. Uma quarta fábrica de baterias norte-americana está sendo planejada.

A GM disse em junho passado que aumentaria os gastos com veículos elétricos e autônomos para US$ 35 bilhões até 2025, um salto de 30% em relação à previsão anterior.

Separadamente, a governadora de Michigan, Gretchen Whitmer, disse que está propondo um desconto combinado de US$ 2.500 para a compra de um veículo elétrico e de seu equipamento de carregamento. A GM e a Tesla ultrapassaram o limite para se qualificar para um crédito fiscal federal de US$ 7.500, mas o Congresso está considerando levantar o limite e expandir os créditos federais para até US$ 12.500.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.