5 coisas que você precisa saber antes de pegar a estrada com sua moto

Viajar é uma das coisas mais legais para se fazer com a sua moto. Sentir o vento, apreciar a paisagem e conhecer novos lugares em duas rodas é o que faz muitos motociclistas se apaixonarem por uma aventura. Entretanto, é preciso ter alguns cuidados antes de pegar a estrada.

Planejar o roteiro, arrumar a bagagem e revisar a moto, além de evitar imprevistos, é como viajar antes mesmo de partir. Pensando nisso, elaboramos uma lista com cinco coisas que você precisa saber (e fazer) antes de pegar a estrada de moto.

Planeje sua viagem

Antes de viajar de moto, o primeiro passo é planejar o roteiro. Leve em conta a distância percorrida e quanto tempo você tem para viajar. Afinal, ninguém quer apenas andar de moto na estrada, pois o objetivo é conhecer novos lugares. Dessa forma, escolha um destino adequado ao seu tempo disponível.

Depois, use a internet a seu favor para obter informações das estradas, praças de pedágio e postos de gasolina no caminho. O Google Maps, por exemplo, permite programar paradas, caso a viagem seja muito longa, e até fazer o download do mapa em seu celular, para locais onde não há sinal de internet.

Por falar em distância, a autonomia da moto é fundamental para uma viagem tranquila. O ideal é que você possa percorrer pelo menos 200 km sem abastecimento. Se a estrada for ruim ou atravessar regiões de pouco movimento, programe a viagem para rodar somente de dia, quando é mais seguro.

Revise sua moto

Não importa se você vai rodar 300 km até o litoral norte de São Paulo ou milhares de quilômetros até o deserto do Atacama, sempre revise sua moto antes de pegar a estrada. Além de fazer as manutenções periódicas previstas pelo manual do proprietário, confira se todos os itens da motocicleta estão funcionando corretamente antes de viajar.

De preferência, leve para uma revisão na concessionária ou em um mecânico de sua confiança. Peça para verificar o sistema de iluminação, nível de óleo, freios e a transmissão final (coroa, corrente e pinhão). Pneus em boas condições e calibrados são itens básicos a serem checados - se for levar garupa e bagagem, por exemplo, confira a pressão indicada no manual do proprietário.

Bagagem

Uma das limitações de se viajar de moto é o espaço escasso para bagagem. A regra é: menos é mais, ou seja, procure levar apenas o necessário. Separe pouca roupa e escolha peças que possam ser usadas mais de uma vez. Não se esqueça dos calçados, roupas íntimas, meias, itens de higiene pessoal, etc. Leve o celular e o carregador.

Continua após a publicidade

Acomode tudo em uma mala, de preferência impermeável. Caso não tenha, coloque seus pertences em sacos plásticos antes de guardar na mochila. Fixe a bagagem com tiras elásticas no bagageiro.

Outra opção são os maleiros rígidos - há no mercado opções para diversas motos, ou até mesmo modelos que já vem com malas. Não se esqueça de separar também a capa de chuva. Afinal, nessa época do ano costuma chover bastante.

Roupa para andar de moto

Além do capacete em bom estado, de preferência do tipo fechado, o ideal é usar uma roupa adequada para andar de moto. Mas nada de usar jeans e aquele moletom da moda. Prefira calça e jaqueta apropriadas para o motociclismo, pois já trazem proteções e tecido resistente à abrasão, geralmente do tipo cordura ou poliéster reforçado.

Deixe o tênis na bagagem e use uma bota de cano alto, que protege melhor os pés. Não se esqueça das luvas que aumentam a proteção e ainda protegem do frio. Mesmo no calor não existe desculpa para viajar sem jaqueta apropriada: atualmente, já existem roupas para andar de moto com tecido ventilado para aliviar o calor.

Uma boa dica para economizar na bagagem é usar camisetas do tipo segunda-pele. Feitas em tecido sintético, podem ser adequadas ao calor ou frio. Também são fáceis de lavar e secam rápido. Dessa forma, você economiza as roupas e consegue arrumar uma mala de tamanho menor.

Continua após a publicidade

Documentos em ordem

Outro item importante para evitar que sua viagem de moto vire um pesadelo é a documentação da sua moto. Confira se os impostos e o licenciamento estão em dia, evitando assim problemas com a fiscalização de trânsito. Lembrando que o CRLV é de porte obrigatório e ainda existe uma versão eletrônica, na Carteira Digital de Trânsito.

Lembre-se de verificar também se a sua CNH está dentro da validade e não se esqueça de levá-la consigo. Caso tenha, leve também o cartão do seguro saúde e o cartão do seguro da moto.

Outro detalhe importante é o dinheiro. Sempre carrego algum dinheiro em espécie para no caso de algum imprevisto, como pneu furado ou outro problema. Separe também notas menores e moedas para pagar os pedágios pelo caminho.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes