PUBLICIDADE
Topo

Batmóvel brasileiro tem metralhadoras e pneus caros até para Bruce Wayne

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

08/10/2021 04h00

Desde a série de TV dos anos 1960, com Adam West no papel de Batman, o Batmóvel tem aparecido com destaque nas produções audiovisuais sobre o super-herói.

Muitas releituras já surgiram durante as últimas décadas, cada uma com visual único. Dentre as mais lembradas pelos fãs está o carro do filme de 1989, dirigido por Tim Burton. Imponente e sombrio, esse Batmóvel ganhou uma versão brasileira bastante fiel ao veículo do longa-metragem - incluindo o tamanho mastodôntico, as metralhadoras embutidas e as turbinas na dianteira e na traseira. Os "acessórios", antes que alguém pergunte, são cenográficos.

Detalhe: a viatura do Homem Morcego está licenciada, portanto tem placas e roda em vias públicas. O responsável pelo projeto é um engenheiro de 42 anos que prefere não ser identificado e mora na capital paulista.

Batmóvel reproduz o carro do filme de Tim Burton lançado em 1989 com Michael Keaton no papel principal - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Batmóvel reproduz o carro do filme de Tim Burton lançado em 1989 com Michael Keaton no papel principal
Imagem: Arquivo pessoal

Em conversa com UOL Carros, ele conta que seu Batmóvel é para uso pessoal e foi construído por ele na própria oficina para realizar um "sonho de infância". O projeto teve início em 2011 e levou quatro anos para ser concluído, da planta até o teste final.

"Utilizei miniaturas como referência e publicações oficiais, como livros e documentários do filme, para não errar nas medidas e nos detalhes. Eu queria algo que fosse o mais fiel possível ao filme", destaca.

Batmóvel brasileiro tem motor e chassi de SUV

Motor V8 é de um Ford Explorer; carroceria combina isopor, poliuretano e fibra de vidro - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Motor V8 é de um Ford Explorer; carroceria combina isopor, poliuretano e fibra de vidro
Imagem: Arquivo pessoal

Já ciente das dimensões corretas e das peculiaridades de design do Batmóvel, o primeiro desafio foi elaborar como ficaria o chassi e toda a parte mecânica. A saída foi adquirir um Ford Explorer Limited, equipado com motor 5.0 V8 injetado, capaz de render cerca de 300 cv, e câmbio automático de cinco marchas. O SUV virou a "alma" do projeto, que exigiu diversas modificações na estrutura original.

"O chassi foi remodelado, alargado e alongado, enquanto o conjunto formado por motor e câmbio precisou ser rebaixado para se acomodar sob o capô, que é longo, porém bastante baixo. Itens como suspensão, freios e parte elétrica foram construídos com pecas novas, adaptadas ao novo chassi".

Dono criou até manual para operar metralhadoras e outros equipamentos cenográficos do carro - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Dono criou até manual para operar metralhadoras e outros equipamentos cenográficos do carro
Imagem: Arquivo pessoal

A etapa seguinte foi fabricar a carroceria a partir de uma planta impressa em escala 1:1, em diferentes ângulos. A construção foi dividida em seções, explica, moldadas com isopor e poliuretano e posteriormente cobertas com fibra de vidro, até dar o formato final ao carro.

A carroceria segue as medidas do veículo do filme, medindo 6,30 m de comprimento e 2,20 m de largura. A título de comparação, uma picape Ram 2500, que é gigante para os padrões brasileiros, é cerca de 30 cm mais curta.

"Apesar das muitas dificuldades, o Batmóvel foi concluído após quatro anos de muito trabalho. O carro hoje é 100% funcional, legalizado como protótipo, com base na legislação de veículos artesanais, e pode rodar "normalmente" nas ruas, pois possui todos os equipamentos de segurança exigidos pela legislação brasileira. Digo normalmente entre aspas porque é um carro bem complicado de se andar, devido ao tamanho".

Legalizado, Batmóvel parou o trânsito em SP

Batmóvel brasileiro durante passeio em 2019 nos arredores da Avenida Paulista; carro é licenciado em SP - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Batmóvel brasileiro durante passeio em 2019 nos arredores da Avenida Paulista; carro é licenciado em SP
Imagem: Arquivo pessoal

O "pai" do projeto relembra que sua máquina foi uma das atrações da exposição realizada em 2019 no Memorial da América Latina, em São Paulo, para homenagear os 80 anos do personagem Batman. Na época, o Batmóvel deixou momentaneamente o evento para, literalmente, parar o trânsito durante passeio por vias movimentadas da capital, como as avenidas Paulista e Brasil e a Rua Augusta.

O engenheiro destaca que seu carro possui "todos" os equipamentos do modelo original, incluindo as réplicas das metralhadoras retráteis, acionadas eletronicamente, turbina dianteira que gira de forma controlada e turbina traseira que pode, quando o veículo está estacionado, soltar fumaça com gelo seco. Também há diversas câmeras no entorno do Batmóvel, inclusive para cumprir a função dos espelhos retrovisores, e painel de instrumentos completo.

Painel de instrumentos é completo e traz diversos botões para acionar os 'gadgets' do Batmóvel - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Painel de instrumentos é completo e traz diversos botões para acionar os 'gadgets' do Batmóvel
Imagem: Arquivo pessoal

O proprietário da "nave" prefere não falar o quanto gastou na construção, mas revela um detalhe curioso: somente os pneus custaram uma pequena fortuna, pois são gigantes e difíceis de se encontrar no Brasil - os traseiros, relata, têm medidas equivalentes às de um pneu 475/70-15.

"Cada pneu hoje em dia custa em torno de R$ 6 mil. Eles possuem a exata ranhura das unidades utilizadas no Batmóvel do filme, tamanha é minha obsessão por cada detalhe".

Será que Bruce Wayne, o milionário que dá vida ao super-herói Batman, reclamaria do preço?

Pneus do Batmóvel brasileiro têm grandes dimensões e são raros e caros para ser adquiridos no Brasil - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Pneus do Batmóvel brasileiro têm grandes dimensões e são raros e caros para ser adquiridos no Brasil
Imagem: Arquivo pessoal

A réplica neste momento passa por uma revisão e, conforme seu proprietário, poderá ser visitada a partir da próxima semana no Instituto FullPower, na Zona Sul da cidade de São Paulo.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Siga o UOL Carros no