PUBLICIDADE
Topo

Ford começa a demolir icônica fábrica em São Bernardo; veja imagens

Fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP) sendo demolida - André Paixão/Primeira Marcha
Fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP) sendo demolida Imagem: André Paixão/Primeira Marcha

Do UOL

Em São Paulo (SP)

08/03/2021 12h12

Pouco mais de sete meses após o anúncio do fim das atividades na fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP), no ABC Paulista, começou o processo de demolição do local.

O fim da produção e a venda da propriedade foi só o primeiro passo do encerramento das operações de fábrica da Ford no Brasil. No início do ano, a empresa anunciou também o fim das fábricas de Camaçari (BA) e Taubaté (SP).

Ainda que simbólico, o momento de retirada do logotipo oval azul e da inscrição "Ford Motor Company" que constava na entrada principal da fábrica, na Avenida do Taboão, em São Bernardo do Campo, marca o início da nova fase da propriedade, que será transformada em um centro logístico de alto padrão, como o UOL Carros já antecipou aqui.

Fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP) sendo demolida - André Paixão/Primeira Marcha - André Paixão/Primeira Marcha
Imagem: André Paixão/Primeira Marcha

Quem flagrou o momento de retirada de parte da fachada foi o site Primeira Marcha. Segundo a publicação, nos próximos dias também será removido o símbolo da companhia em formato de totem. A retirada de qualquer alusão à Ford partiu da própria montadora, antes que seja iniciada a demolição e reestruturação da propriedade pelos novos proprietários.

Os novos donos, vale lembrar, são a Construtura São José e o fundo de investimentos Fram Capital. Eles pagaram R$ 550 milhões pela propriedade da montadora norte-americana e transformarão o local em um complexo logístico moderno - área que é a expertise da construtora.

O tamanho total do terreno é de 1 milhão de m², sendo que cerca de metade da área total será mantida, já que são as áreas de trânsito e arborizadas que os compradores utilizarão como parte das novas instalações.

Fábrica tinha significado para a indústria automotiva nacional

A fábrica de São Bernardo do Campo (SP) da Ford foi icônica para o segmento automotivo. Ali a Ford produziu sua linha de caminhões semipesados e encerrou sua vida produzindo o Fiesta. O hatch, inclusive, foi uma marca da companhia na fábrica, já que passou por três gerações sendo produzidas ali.

Além deles, produziu também a Belina, o Del Rey, Ford Ka, a picape Pampa, o icônico Escort, o Verona - que foi um projeto da Autolatina, a joint venture com a VW -, e até o Maverick. A pequena picape Courier, derivada do Fiesta, teve uma geração apenas e produzida ali.

Uma das mais antigas em operação, a fábrica guardava história de outros fabricantes que passaram pelo Brasil. Antes de ser comprada pela Ford, a área pertencia a Willys-Overland que tinha a licença de produção do Jeep CJ, que daria origem depois a marca Jeep que hoje é famosa pelos SUVs.

Ali também foram produzidos o Aero Willys, a picape Jeep 4x2 (F-75), o sedã Itamaraty e o esportivo Interlagos. Esse último era uma versão do Alpine 110, um esportivo francês. Da parceria da Willys com a Renault, que juntas desenvolviam o Projeto M, surgiu o Ford Corcel. A Willys foi comprada pela Ford que resolveu aproveitar o projeto.