PUBLICIDADE
Topo

Lançamentos e mercado


Protótipo elétrico da Audi traz comandos pelo olhar e delivery de comida

Protótipo exibido na CES 2020 abre caminho para uma versão de luxo do hatch 100% elétrico ID.3, da Volkswagen - Ricardo Ribeiro/Colaboração para o UOL
Protótipo exibido na CES 2020 abre caminho para uma versão de luxo do hatch 100% elétrico ID.3, da Volkswagen Imagem: Ricardo Ribeiro/Colaboração para o UOL

Ricardo Ribeiro

Colaboração para UOL, de Las Vegas (EUA)*

07/01/2020 17h31

A Audi apresentou na CES 2020 o carro conceito AI:ME. Oficialmente, o protótipo demonstra novas tecnologias da marca, mas também abre caminho para uma versão premium do Volkswagen ID.3.

O protótipo utiliza a mesma plataforma do ID.3, a arquitetura global modular para veículos elétricos do grupo VW, a MEB.

"É aproximadamente a mesma plataforma", confirma Jens Granitza, user interface designer da Audi nos EUA. Então podemos esperar uma versão do ID.3 para o segmento premium? "Será derivado deste projeto, se for feito".

Enquanto Granitza e Audi ainda escondem o jogo, oficialmente o AI:ME é uma visão da Audi para a mobilidade inteligente e luxuosa em circuitos urbanos. O interior, como autros autônomos, aposta no estilo "espaço de convivência".

Ricardo Ribeiro/Colaboração para o UOL
Imagem: Ricardo Ribeiro/Colaboração para o UOL

O veículo tem painéis e volante que se movimentam. As portas são de abertura oposta. Comandos podem ser controlados pelo olhar e há óculos de VR (realidade virtual) para entreter os passageiros. As imagens respondem aos movimentos do carro.

Na traseira, o letreiro e-tron, como nos elétricos que a marca já vende, dá mais uma pista de que o protótipo antecipa um novo modelo de produção.

Ricardo Ribeiro/Colaboração para o UOL
Imagem: Ricardo Ribeiro/Colaboração para o UOL

Na visão da Audi, enquanto relaxam em uma viagem, os passageiros do AI:ME poderiam pedir comida pelo sistema do carro e receber no destino. Os recursos, segundo a Audi, baseiam-se nas preferencias do usuário e, com inteligência artificial, aprendem conforme o uso.

O AI:ME e seu visual futurista, claro, são um estudo. Ainda faltam alguns anos para que o veículo totalmente autônomo seja presença constante nas ruas, o que limita as opções. Mas a marca afirma que as tecnologias já existem e chegarão aos seus veículos.

O sistema de navegação de auto aprendizado, por exemplo, já está integrado na geração atual dos sistemas multimidia MMI da Audi. Embora as funções ainda sejam mais restritas. Ele salva destinos preferidos, conectando-os com a data, o horário e a situação atual do tráfego, gerando rotas sugeridas a partir desses dados.

Futuramente, ele também realizará uma análise precisa sobre as funções e ajustes que o usuário prefere, desde a posição do banco, mídia, guia de rota e temperatura até a fragrância do interior. Com algum tempo de uso, o carro se familiariza com as preferências do usuário e as implementa de forma autônoma, podendo considerar o estilo de condução e até funções vitais do motorista.

Informações no para-brisa

Ricardo Ribeiro/Colaboração para o UOL
Imagem: Ricardo Ribeiro/Colaboração para o UOL

A Audi também mostra na CES uma evolução do head up display, desenvolvido com a Samsung. A tecnologia 3D de realidade aumentada aumenta a visão espacial.

Exatamente como em uma televisão 3D, duas visualizações são geradas para cada olho: um pixel para o olho esquerdo e um pixel para o olho direito.

Para o motorista, o head-up display de realidade 3D misturada parece estar flutuando a uma distância de oito a dez metros, por meio de uma representação esperta: a distância aparente é aumentada para mais de 70 metros. Assim, os olhos, acostumados à visão de longo alcance não precisam focar novamente.

*Viagem a convite da Mercedes-Benz