PUBLICIDADE
Topo

Elétricos da JAC ficam mais caros; carro mais barato agora custa R$ 124.900

iEV20 ficou R$ 5 mil mais caro, mas ainda é o elétrico mais barato do país - Murilo Góes/UOL
iEV20 ficou R$ 5 mil mais caro, mas ainda é o elétrico mais barato do país
Imagem: Murilo Góes/UOL

Do UOL, em São Paulo (SP)

16/12/2019 17h14

Resumo da notícia

  • Marca reajustou valores de toda a linha, inclusive de modelos em pré-venda
  • Caminhão iEV1200T teve maior aumento: R$ 20 mil
  • iEV20 ficou R$ 5 mil mais caro, mas ainda é o elétrico mais barato do país

Faz apenas três meses que a JAC Motors anunciou uma linha completa de veículos elétricos. Só que mesmo sem a maioria deles estar nas revendas, a fabricante já aumentou a tabela de preços de todos os modelos.

Os reajustes variam de R$ 5 mil a R$ 20 mil.

Com as primeiras entregas agendadas para janeiro de 2020, o iEV20 passou de R$ 119.990 para R$ 124.990. Mesmo com o aumento, ele manteve o posto de carro elétrico mais barato do Brasil.

O iEV40, baseado no T40, aumentou de R$ 153.900 para R$ 159.900. O hatch tem 115 cv e 27,6 kgfm de torque, além de autonomia declarada de 300 quilômetros.

Os demais modelos tiveram aumentos ainda mais expressivos. Previsto para estrear em julho de 2020, o iEV60 (versão elétrica do recém-lançado T60) subiu de R$ 198.900 para R$ 209.900.

Ficou salgado

A badalada picape iEV330P (anunciada pela JAC como a primeira picape elétrica produzida em larga escala no mundo) encareceu R$ 15 mil e agora está à venda por R$ 244.900. Por fim, o caminhão iEV1200T teve o maior reajuste de toda a gama: agora ele sai por R$ 279.900, ou R$ 20 mil a mais do que o valor anterior.

Recentemente, a JAC fechou o mês de novembro na liderança de vendas de veículos elétricos no país. De um total de 62 veículos movidos a eletricidade, a marca chinesa emplacou 29 unidades. Deste volume, 23 unidades foram do iEV40, três exemplares do iEV20 e outras três unidades da picape iEV330P.